Ações da Prefeitura de Ilhéus

Prefeito diz que investimentos em obras chegam a R$ 40 milhões
Melhorias do sistema de drenagem no centro de Ilhéus seguem em nova fase
Novo superintendente anuncia propostas para o fortalecer o esporte em Ilhéus
Estratégia integrada para melhorar atender o turista
Coligações poderão ser punidas por distribuição excessiva de propaganda

***

Prefeito diz que investimentos em obras chegam a R$ 40 milhões

Em entrevista concedida nesta sexta-feira (22), ao programa O Tabuleiro, apresentado pelo radialista Vila Nova, na Conquista FM, o prefeito de Ilhéus, Newton Lima, abordou questões fundamentais para o desenvolvimento do município. Inicialmente, o prefeito ressaltou as dificuldades institucionais e apontou as causas e as soluções para os problemas. Em sua opinião, uma das dificuldades seria a divisão dos tributos, modelo que considera bastante injusto com os municípios que estão obrigados a executar obras e prestar serviços à população.

Segundo Newton Lima, a reforma tributária é um tema da maior importância e que precisa ser debatido com a sociedade com urgência. Para ele, é hora do governo federal enviar essa matéria para que o Congresso possa apreciar e deliberar, ampliando a participação dos municípios e estados na repartição do ‘bolo’. “Estamos constantemente em busca de recursos em outras instâncias, haja vista que as necessidades são muitas e as disponibilidades estão muito aquém da realidade”, ressaltou.

O prefeito também comentou que o aumento de despesas são constantes, embora os repasses constitucionais são os mesmos, apresentando como exemplo a área da saúde, que considera como uma ‘prefeitura paralela’, em vista das dimensões dos serviços que presta. Questionado acerca das dificuldades daquela secretaria, Newton Lima informou que os problemas da pasta remontam a gestões anteriores, mas que sua administração já conseguiu equacionar muito deles, apesar alguns ainda persistam.

Relacionamento com a Câmara – As recentes divergências entre os poderes Executivo e Legislativo também foram alvo de questionamento por parte do radialista e o prefeito frisou que sempre procurou manter a boa convivência com os vereadores. Segundo Newton Lima, a discordância entre eles surgiu em função da apreciação do projeto de regulamentação da Guarda Municipal, o que considera importante, mas que os vereadores extrapolaram na competência, criando o aumento de despesas.

O prefeito explicou como as emendas apresentadas e aprovadas pelos vereadores eram inconstitucionais, o único recurso foi vetá-las, o que causou as divergências. “As finanças da prefeitura já estavam combalidas e temos que agir com responsabilidade. Sei que os vereadores são cobrados pela população, que faz as mais diversas reivindicações, mas só podemos fazer o que é possível. Fomos a Brasília e conseguimos recursos para capacitar a Guarda e o fizemos, porém não podemos fazer o que não nos é possível”, declarou.

Recuperação de crédito – Newton Lima informou que hoje Ilhéus atravessa uma fase bastante positiva no que se refere à execução de obras, com investimentos de cerca de R$ 40 milhões em toda a cidade. Ele disse que grande parte desses recursos foi conseguido em Brasília através de prospecção de verbas federais, sendo que alguns projetos se encontravam paralisados e os recursos já iriam retornar para o Tesouro Nacional.

Um desses projetos se destina à construção de 126 unidades habitacionais para famílias de baixa renda, e que está sendo executado no bairro Teotônio Vilela, com recursos do Habitar Brasil-BID (HBB). Além das residências, a área será urbanizada, com pavimentação, esgotamento sanitário, drenagem pluvial, energia elétrica, construção de estação elevatória de esgoto sanitário, praça, área de lazer, salão polivalente e recuperação de áreas degradadas.

Outra obra destacada pelo prefeito é a construção de 272 casas no loteamento Bosque Verde, no bairro Teotônio Vilela, com urbanização. As residências são destinadas às famílias que hoje moram em condições subumanas na rua do Mosquito, em frente à estação rodoviária. O investimento desta obra é de R$ 17 milhões e está sendo construída com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (Pac).

Melhorias do sistema de drenagem no centro de Ilhéus seguem em nova fase

A regularização do sistema de drenagem da rede pluvial localizada nas avenidas Soares Lopes, Osvaldo Cruz e Marcus Paiva e parte da Canavieiras marca o início da nova fase dos serviços realizados pela prefeitura. O objetivo é acabar com os constantes alagamentos ocasionados pela chuva. Uma das medidas implantadas pela Secretaria de Infraestrutura é a regularização das manilhas. O secretário Marconi Queiróz disse que o tamanho das manilhas do sistema da rede pluvial daquela área se encontrava totalmente irregular. “Antes, os diâmetros das manilhas variavam entre 20, 30 e 40 centímetros. Hoje, estão sendo instaladas manilhas de 60 cm em toda a área”.

Na manhã desta sexta-feira (22), técnicos da empresa responsável pela obras utilizaram escavadeira hidráulica para retirar terra, lixo, raízes de árvores e outros materiais que ainda estão acumulados na canalização da rede, impedindo a passagem da água. O trabalho se concentrou na avenida Osvaldo Cruz, onde as novas manilhas começaram a ser colocadas. Visando reduzir as folhas que caem sob a rede pluvial, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano intensifica a limpeza nesses locais, bem como a retiradas de árvores, cujas raízes, também impedem a passagem da água.

O secretário explicou que como a rede pluvial daquela e de outras áreas não vinha recebendo qualquer tipo de manutenção dos antigos gestores, o serviço requerer mapeamento e ação minuciosa. Disse que “estamos aproveitando para rever a rede pluvial, a pavimentação e recuperação de passeio e meio-fio das avenidas e transversais. No caso da avenida Soares Lopes o trabalho também abrange a restauração das pedras portuguesas.

Novo superintendente anuncia propostas para o fortalecer o esporte em Ilhéus

O novo superintendente esportivo da Prefeitura de Ilhéus, Alberto Kruschewsky, garantiu que vai trabalhar para atrair e unir os mais diversos segmentos organizados do município visando à construção de projeto voltado para o fortalecimento do esporte. Durante muitos anos Kruschewsky foi um dos mais destacados triatletas do país, conquistando, entre outros títulos, o campeonato brasileiro e o bicampeonato baiano de triathlon.

Na oportunidade, Alberto Kruschewsky afirmou que “como atleta, consegui representar nacionalmente a minha cidade, e em várias partes do mundo, o meu país. Agora, como superintendente esportivo, desejo contribuir para que, através das políticas voltadas para o esporte, a nossa população e especialmente, a nossa juventude sejam amplamente favorecidas”.

Entre suas principais propostas para o esporte ilheense, o novo superintendente destacou a necessidade de humanizar os aparelhos de lazer da cidade, como os das avenidas Soares Lopes e Litorânea do Malhado e do bairro do Pontal. “Além disso, representando todas as modalidades, é fundamental criarmos o Conselho Municipal do Esporte. E em parceria com a Uesc, levarmos o esporte para todos os bairros de Ilhéus”. O novo superintendente disse que também vai trabalhar a proposta de transformar a cidade numa sub-base da Copa do Mundo de 2014 e num núcleo das Olimpíadas de 2016.

Currículo – Alberto Barreto Kruschewsky é graduado em agronomia pela UFBa e licenciado em educação física pela Uesc. Atualmente, é professor na Uesc, onde também concluiu curso de mestrado em meio ambiente e saúde. Como esportista, além de campeão brasileiro e bicampeão baiano de triathlon, foi bicampeão baiano de ginástica aeróbica. Durante sua carreira, em pelo menos cinco oportunidades, representou a cidade de Ilhéus, a Bahia e o Brasil no exterior: México, Estados Unidos, Austrália, Suíça e Canadá.

Estratégia integrada para melhorar atender o turista

Com o intuito de buscar entendimento com alguns capoeiristas que fazem manifestações populares e também sobre os ainda remanescentes do movimento hippie que adotaram o Largo Cultural, em frente ao Teatro Municipal de Ilhéus, para comercializar seus produtos, representantes das secretarias de Turismo, Administração, Serviços Urbanos e Transporte e Trânsito, Fundação Cultural, além da Polícia Militar, discutiram estratégia integrada para melhorar a abordagem deles perante o turista.

Na presença Newton Lima, todos foram unânimes em afirmar a maneira descortês e às vezes agressiva que alguns capoeiristas se aproximam dos turistas, insistindo para posar em fotos mediante pagamento em dinheiro, após as apresentações. Para tentar reverter o quadro, ficou definida que em reunião marcada para a primeira quinzena de novembro terá a participação de representantes de entidade que congrega esses profissionais para discutir primeiro a aplicação de medidas sócioeducativas.

No elenco de medidas prevê ainda a definição de espaço nas proximidades do Largo Cultural para a comercialização de artesanato feito pelos remanescentes do movimento hippie. Todo o pessoal deve ficar em novo local a partir da chegada de navios transatlânticos e durante a alta estação.

Um dos principais assuntos discutidos na reunião foi a proteção ao visitante, oferecendo segurança em todo o corredor turístico. Essa ação é em parceria com a Guarda Municipal e Polícia Comunitária, visando levar a esses profissionais a formação cidadã com noções de valores comportamentais.

Além do prefeito Newton Lima, a reunião contou com a presença dos secretários Antonio Bezerra (Administração) e Marcelo Barreto (Segurança, Transporte e Trânsito), Maurício Corso (presidente da Fundação Cultural) e de representantes das secretarias de Turismo e Desenvolvimento Urbano e da Polícia Militar.

Coligações poderão ser punidas por distribuição excessiva de propaganda

O Ministério Público Estadual promoveu esta semana (22), na sua própria sede, localizada na avenida Lomanto Júnior, em Ilhéus, uma reunião para discutir algumas medidas voltadas para combater a distribuição excessiva de propaganda eleitoral no segundo turno das eleições presidenciais, previstas para o próximo dia 31 de outubro. Além da promotora de justiça Karina Cherubini, participaram do encontro o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Carlos Freitas, e representantes do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Na oportunidade, a promotora de justiça Karina Cherubini lembrou que, após a realização do primeiro turno, a cidade ficou tomada por milhares de cédulas e panfletos distribuídos pelas coligações e partidos políticos. “Houve, sem dúvida alguma, um excesso. Além do prejuízo ambiental, isso traz um ônus significativo para a Prefeitura de Ilhéus, que precisa aumentar sua capacidade de trabalho para retirar todo esse lixo das ruas”, comentou.

Fazendo coro com a promotora, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Freitas, informou que foram utilizados na operação cerca de 150 trabalhadores. “Ainda assim, demoramos quase três dias para retirar todo o material de campanha das ruas de Ilhéus”, completou, acrescentando que “a chuva e o sol contribuem para que cédulas e panfletos ganhem uma maior aderência nas ruas e calçadas, o que dificulta ainda mais o trabalho”.

No final da reunião, ficou acordado que os partidos e coligações se esforçarão para evitar excessos no dia 31 de outubro. Caso um novo derramamento excessivo de material de campanha volte a ocorrer, coligações e partidos ficaram sujeitos a uma multa de R$ 15 mil por cada dia necessário para que toda a limpeza seja realizada. Tendo o Município como parte interveniente, o acordo gerou um Termo de Compromisso assinado pela representante do MP e pelos representantes do PT e do PSDB em Ilhéus.