WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


outubro 2010
D S T Q Q S S
    nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  








Produtores exigem ações da justiça e da polícia contra invasões no Sul da Bahia

Invasões no Sul da Bahia. Fotos: Cristiano Cruz.

Preocupados com as constantes invasões de terras produtivas no Sul da Bahia nos últimos dias, patrocinada por supostos índios Tupinambá, dezenas de pequenos produtores rurais dos municípios de Ilhéus, Una e Buerarema solicitaram uma ação mais eficaz do Ministério Público Federal, da Justiça Federal e da Polícia Federal no sentido de evitar que esses atos de terror e vandalismo continuem acontecendo, fazendo a cada dia novas vítimas, além de exigir que os invasores desocupem imediatamente as áreas de conflitos. Somente nos últimos seis dias pelo menos nove fazendas na região já foram invadidas pelos supostos índios que, fortemente armados, expulsam produtores, trabalhadores e saqueiam objetos e toda a produção. A informação que os produtores receberam foi de que uma grande invasão está sendo planejada para os próximos dias, justamente nas vésperas das eleições, interditando estradas e impedindo o direito dos trabalhadores de votar.

Em comitiva, os pequenos produtores seguiram na tarde de ontem(25) para a sede do Ministério Público Federal em Ilhéus para exigir uma posição visando evitar as invasões. Como não receberam qualquer apoio do Ministério Público Federal, que tem se posicionado de forma parcial na defesa dos supostos índios, os produtores disseram que não se responsabilizam por qualquer reação dos agricultores na tentativa de evitar as invasões e os saques em suas propriedades. Na avaliação do presidente da Associação dos Pequenos Produtores de Ilhéus, Una e Buerarema, Luiz Henrique Uaquim, o Ministério Público Federal tem partido sempre na defesa dos supostos índios, esquecendo-se de defender os demais brasileiros, que pagam seus impostos, inclusive toda a estrutura do órgão, os salários e ainda a comida que é doada para os indígenas.

Da sede do Ministério Público Federal a comitiva seguiu para a Justiça Federal, sendo recebida pelo juiz de direito Pedro Holliday. O magistrado disse saber de todo o conflito e das invasões de terras, mas orientou que o grupo procurasse a Polícia Federal, que tinha o dever de não somente impedir as invasões, como também garantir a reintegração de posse aos produtores. Na oportunidade os representantes dos pequenos produtores denunciaram que as caminhonetes e caminhões que deveriam fazer o transporte escolar estão sendo usados nas invasões. O juiz orientou que a denúncia fosse feita formalmente para que a partir daí sejam tomadas as medidas cabíveis evitando esses desvios de veículos que deveriam estar servindo à educação.

Os produtores também seguiram para a sede da Polícia Federal de Ilhéus, onde foram recebidos pele delegada Denise Dias de Oliveira Cavalcante. A delegada informou que a Polícia Federal estava sem efetivo para realizar a reintegração de terras nas áreas invadidas, mas que nos próximos dias estará recebendo todo o efetivo necessário para realizar uma ampla operação nas áreas de conflitos. A delegada tranqüilizou os agricultores e disse que nos próximos dias será feita a reintegração de todas as áreas que foram invadidas pelos supostos índios Tupinambá. Os produtores também receberam o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Subseção Ilhéus).

Nas áreas de conflitos o clima é de terror e medo. Uma das fazendas invadidas nos últimos dias foi no distrito do Acuípe, na madrugada de anteontem. Emocionada e com lágrimas nos olhos, a trabalhadora rural Maria das Graças de Jesus conta os momentos de horror que viveu e da violência que sofreu. Segundo ela, estava dormindo quando por volta das 4 horas da manhã um grupo formado por representantes de várias raças e etinias anunciaram a invasão, armados com revólveres e espingardas. Toda a família foi obrigada a abandonar a fazenda e a trabalhadora ainda foi desrespeitada, humilhada e ameaçada de morte. O dono da fazenda faz questão de colocar que esses invasores jamais foram índios e que se tratam de “marginais da pior espécie que são recrutados por falsas lideranças indígenas para invadir as terras produtivas e saquear toda a produção”.

1 resposta para “Produtores exigem ações da justiça e da polícia contra invasões no Sul da Bahia”

  • Jaciara says:

    Supostos indios” estamos diante de uma situação onde o poder público deveria tomar uma posição de investigar minunciosamente quem são essas pessoas, pois o que está parecendo é que os bandidos estão se infiltrando no meio dos indios para tomarem as terras das pessoas de bem que lutam para se manter. Tem que ver isso se realmente são indios ou bandidos se passando por indios.

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia