Girando




Busca por Data
novembro 2010
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

PARABENS PARA TODOS OS MUSICOS

De: FABIULA
Assunto: PARABENS PARA TODOS OS MUSICOS

Corpo da mensagem:
Aquele que professa a arte da música, compondo peças, tocando ou cantando; aquele que faz parte da banda, orquestra ou filarmônica. A música é a arte de combinar os sons de maneira agradável ao ouvido; qualquer composição musical; solfa; execução de qualquer peça musical; conjunto ou corporação de músicos. A música é pura quando a obra é exclusivamente musical.

A expressão “música de câmara” serviu, na Renascença, para diferenciar a musica apresentada nas igrejas e teatros da que era executada nos salões das casa nobres. Atravessou várias fases, mudando sua relação com outros fenômenos musicais, com o público, compositores e executantes. Em seus primórdios, a música de câmara subsistia, graças ao apoio de grandes aristocratas e membros da igreja dispensavam aos músicos e compositores. Contavam com moradia e sustento econômico nos palácios. Embora dando aos músicos todas as vantagens, o mecenato trazia pontos negativos, pois sua carreira, bem como o desenvolvimento da própria arte, ficavam totalmente dependentes do sistemas. Com a sobrevivência dos artistas teria que depender do público pagante, o estilo mudou-se da Câmara dos nobres para as grandes salas de concerto. Passou então a concorrer e receber oposição dos outros gêneros da época que eram a música tocada na igrejas, teatros, além da sinfonia, criada para grandes orquestras (século XVIII e XIX).

Parabéns a todos os músicos!!!Aquele que professa a arte da música, compondo peças, tocando ou cantando; aquele que faz parte da banda, orquestra ou filarmônica. A música é a arte de combinar os sons de maneira agradável ao ouvido; qualquer composição musical; solfa; execução de qualquer peça musical; conjunto ou corporação de músicos. A música é pura quando a obra é exclusivamente musical.

A expressão “música de câmara” serviu, na Renascença, para diferenciar a musica apresentada nas igrejas e teatros da que era executada nos salões das casa nobres. Atravessou várias fases, mudando sua relação com outros fenômenos musicais, com o público, compositores e executantes. Em seus primórdios, a música de câmara subsistia, graças ao apoio de grandes aristocratas e membros da igreja dispensavam aos músicos e compositores. Contavam com moradia e sustento econômico nos palácios. Embora dando aos músicos todas as vantagens, o mecenato trazia pontos negativos, pois sua carreira, bem como o desenvolvimento da própria arte, ficavam totalmente dependentes do sistemas. Com a sobrevivência dos artistas teria que depender do público pagante, o estilo mudou-se da Câmara dos nobres para as grandes salas de concerto. Passou então a concorrer e receber oposição dos outros gêneros da época que eram a música tocada na igrejas, teatros, além da sinfonia, criada para grandes orquestras (século XVIII e XIX).

Parabéns a todos os músicos!!!


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1


| Postado em Espaço do Leitor
| | 1.587 visualizações

Deixe seu comentário