WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


maio 2011
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  






:: 28/maio/2011 . 20:57

Basta acreditar.

Ponha o mouse em cima da letra ‘O’ , dê um clic, e arraste-o até a letra ‘A’.

Observe o que acontece…

A INDA QUE NÃO POSSA VER , ….. DEUS ESTÁ

CONTIGO.


Vamos orar rapidinho?

Hoje, Senhor, agradeço pelo dia maravilhoso, pela noite maravilhosa que me proporcionou o cobertor que me aqueceu, pelo meu alimento, por mais um dia de trabalho. E principalmente por mais um dia de vida. Abençoa, Senhor, meus amigos e inimigos, porque eles também precisam de Ti. Abençoa, Senhor, o meu amigo que mandou esta mensagem, realize os seus sonhos, lhe dê a vitória que lhe é necessária, Amém!

Festival traz a Ilhéus uma das maiores “chocólatras” do mundo, especialista em degustação

Chloe Roussel

A francesa Chloe Doutre-Roussel, autora da obra “The Chocolate Connaisseur” e consultora free lance de diversas marcas do produto no mundo é presença confirmada no III Festival de Chocolate da Bahia, que vai acontecer em Ilhéus, sul do estado, de 6 a 10 de julho. Respeitada em todo o circuito chocolateiro – dos produtores de grãos às empresas de marketing – ela participará do ciclo de palestras do evento, que reunirá especialistas, produtores, empresários e admiradores do chocolate. A participação de Chloe em eventos deste gênero no mundo é sempre um show à parte. Ela começou a ficar conhecida em 2003, quando foi contratada como compradora de chocolates pela loja de produtos sofisticados, em Londres. Três mil pessoas disputavam a vaga.

Seu currículo de agrônoma e a atuação em áreas distintas como a L’Oreal e a ONU não a colocavam entre as favoritas. Mas ela tinha paladar apurado, profundo conhecimento técnico. E, além disso, uma passagem profissional importante: tinha sido gerente de produto da confeitaria francesa Ladurée, então sob o comando de Pierre Hermé – que gostava dela a ponto de batizar cinco doces com seu nome. Pegou o emprego. Viajou o mundo comprando chocolates para a grife inglesa por dois anos, mas desde 2007 atua apenas como consultora. Além de especialista, ela é uma chocólatra confessa – do tipo que manda fazer vestidos com bolsos sob medida para carregar barras de chocolate. Detalhe: é magra e tem a pele sem espinhas.

:: LEIA MAIS »

Agrissênior Notícias – Nº 334 – 01 de junho 2011

Clique “FULL”

Eugenia moral aplicada à política; pra não falar de lixo, buracos e sujeiras outras.

A imagem do homem revela o que o distingue dos outros; sua habilidade em observar a si próprio. É a sina do homem, que ele não se contenta com o que vê; mas que se aborreça com suas imperfeições físicas ou mentais.
A ânsia por “civilização” leva o homem a tentar melhorar não só suas condições materiais, mas a si próprio como um todo. Podar e cultivar. A imagem do homem é testemunha dessa ambição.

Por volta de 1900, a eugenia, higiene racial, idéia de aperfeiçoamento da raça humana; iria se tornar o credo científico do novo século quase à revelia total dos aspectos filosóficos e morais.

A mensagem é dramática. O desenvolvimento biológico do homem está em conflito com a civilização que ele construiu: Decadência hereditária, degeneração, rumo à destruição como o homem era “observado” à época. Em face desse dilema duas saídas são propostas: Voltar atrás no tempo ou enfrentar a iminente catástrofe com a ajuda da ciência. Estamos falando de Ciência biológica.

Há no século XIX um factóide científico obcecando os homens no sentido de descobrirem a essência da vida; de intervir no processo da natureza. Isso sempre foi o sonho do homem; ao mesmo tempo é o que mais o atormenta. Observe que me refiro ao homem/Estado, esses que ainda subsistem aqui!

:: LEIA MAIS »

Zero susto para vereador!


Não tenho nome de Nascimento.

Não sou Valmir e nem tenho banco

Não tenho mão de onça e não sou ficha suja

E nunca fiz guarda numa Gurita

Não sou Flávio e não tenho marcos

Sou cabeça de Ossaim e mando nas folhas

Mas não tomo chá de Carqueija

Não sou freira Carmelita e nem falo de

dignidade.

Pinto o sete, sou rei de encruzilhada.

E pouco sei o que é certo e o que é errado

Sou devoto de São Jorge,prá quem rezo

no altar.

Saio da igreja e vou para o terreiro

botar oferendas no peji dos orixás.

Estou com os evangélicos e também sei gritar

sai, sai satanás. Mas respeitem, porque é puro e é de fé,

o meu pai Oxalá.

Sou filho de santo, mas não sou Pai Cidão.

No candomblé cabloco, Oxalá também é

Tupinambá

Não sou o belo do Vilela e nem Tarcísio

porque tenho paixão.

Minha pele é branca mas sou neguinho.

Não sou Dinho e nem tenho muito gás

É fácil fazer a prova disso,

basta somar  todos os nomes citados, excetos os santos e orixás.

O resultado será zero.

Portanto também sou uma nulidade para vereador.

Ruim por ruim. Votem em mim.

Zero Susto,

porque não somo e nem subtraio.

C O M B U S T Í V E L

Preço da gasolina:  R$2,49 (Dois Reais e Quarenta e Nove Reais).

Clique para AMPLIAR.

Calma rapaziada, este preço é em Vitória da Conquista/BA.

Ilhéus é a ultima cidade do Estado da Bahia a baixar o preço dos combustíveis para seus consumidores.

O Etanol lá está custando R$1,69.
O saco dos donos de postos parece que tem um buraco que nunca enche.
Enquanto isso, nós oooooooooooooo!!
PC

E S G O T O III

Clique para AMPLIAR.

Esta é a situação da Rua Araujo Pinho. Calma! esta rua não fica em um bairro mas, no centroda Cidade onde obrigatoriamente passam: prefeito, secretários, vereadores funcionários da embasa, puxa sacos, dedo duro e os cambau, e ninguém ver.

Estamos convivendo com esta falta de respeito a mais de duas semanas, os comerciantes e
taxistas desta Rua não tem mais a quem apelar, se não resolverem o problema até o dia 31
de maio vamos interdita a Rua.
—-
PC

Professor Profissão Perigosa

Era uma vez a lei da reguada e da palmatória, instrumentos que, como o giz e a lousa, faziam parte do equipamento profissional do “educador”.

Humilhações com chapéus cônicos providos de orelhas de burro, genuflexões demoradas sobre grãos de milho, beliscões arranca-naco, “telefones”, tudo isso era prática normal, até pouco tempo. Mas surgiram os pedagogos do Século XX, baseados na recém-nascida Psicologia, e todo aquele terror, aos poucos, foi sendo abolido. No seu lugar, todavia, surgiram outras formas de violência, em outras direções: dos alunos ao professor e crescente entre os próprios alunos.

Aqui em Ilhéus, por exemplo, há poucos dias, uma professora foi esguelada no corredor de um colégio público por tomar o celular de uma aluna que o atendeu durante uma aula, conversando em voz alta.  Semana seguinte, no mesmo colégio, outra aluna conversava animada com a colega da fila ao lado, durante uma aula. Pediu-se para ela ir conversar lá fora, mas ela se recusou e continuou ali mesmo, conversando, na bôa. O diretor da escola foi chamado à sala e, por isso, um jovem professor jurado de …..  pelos jovens  marido  e cunhado da moça, que frequentavam regularmente o local, sem serem alunos. Na Delegacia de Polícia, juraram ao delegado não terem feito qualquer ameaça.

:: LEIA MAIS »

Deu problema





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia