WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


junho 2011
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  






:: 11/jun/2011 . 22:25

Circuito Bivolt de Surf e Bodyboarding 2011 – Sábado disputado em Canavieiras

Clique para AMPLIAR.

O primeiro dia do Circuito Bivolt de Surf e Bodyboarding apresentado pelas lojas Backdoor, foi marcado por belas disputas na praia da Costa, em Canavieiras. O grande destaque do sábado foi o atual líder do circuito, o itacareense Iago Silva, que fez o maior somatório (15,50) e a maior nota 8,50 do dia, seguindo firme em busca de mais um título.

O lindo dia de sol energizou a terra do caranguejo, que alguns anos não recebe um evento de grande porte. Cerca de 90 atletas vieram de Ilhéus, Itacaré, Valença, Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro, Belmonte, Barra Grande e Morro de São Paulo mostraram alto nível nas ondas de meio metro com boa formação.
Nomes como Wallace Sampaio, Léo Andrade, Davi Silva, Juliano Fraga, Naiyan Melo e Dilson Amaral surfaram dentro do critério e seguem na prova.
Ainda houveram as disputas na categoria mirim, com destaque para os ilheenses Lucas Gabriel e o bicampeão baiano Wallace Júnior, que surfaram com tranqüilidade e estão nas semifinais. O itacareense Nicolas Carvalho também se destacou e disputará a segunda semifinal.
Amanhã as disputas irão pára água as 7h da manhã, com a segunda fase da categoria open indo para água.

Poesia, música e documentário registram as Memórias do Rio Cachoeira

Clique para AMPLIAR.

A história nos lembra que, muitas vezes, as cidades tem um rio cujas águas garantem a vida humana ao seu redor. Para celebrar e registrar as Memórias do Rio Cachoeira (MRC), rio que banha Itabuna, está sendo realizado um projeto com este mesmo nome. Para isso, três linguagens serão utilizadas: a poesia de autores itabunenses, a música da banda Manzuá e um documentário áudio-visual realizado pela parceria entre o NúProArt e a Panorâmica Produções.

A proposta é transformar 12 poemas de autores da cidade em canções que irão compor dois produtos finais: um CD com todas as faixas na íntegra e um documentário que as traz como trilha sonora. A escolha dos poemas já foi feita e conta com obras de Daniela Galdino, Ruy Póvoas, Cyro de Mattos, Iana Carolina e Lorenza Mucida, dentre outros.

A tarefa de musicá-los é da banda Manzuá, outro fruto da arte grapiúna. O grupo é atuante no cenário musical da região, já ganhou vários prêmios e participou de inúmeros eventos universitários e culturais.

Cinco músicos dividem o palco na atual formação, que está solidificada desde 2009: Laísa Eça e Brisa Aziz (vocais), Marcelo Weber (baixo e violão), João Solari (guitarra e violão) e Mither (voz, bateria e percussão).

:: LEIA MAIS »

Itabuna retorna a 1ª Divisão do Campeonato Baiano

Com a vitória, o Itabuna já está na 1ª Divisão do Campeonato Baiano

Em um clima de bastante emoção entre torcedores, diretoria, comissão técnica e jogadores, o Itabuna Esporte Clube conquistou neste sábado (11), no estádio Luiz Viana Filho, a vaga para a etapa final do Campeonato Baiano da 2ª Divisão. A classificação garantida a partir de uma vitória de 2×1 sobre a equipe do Ypiranga carimbou o retorno do time itabunense para a elite do Futebol Baiano. O adversário do Azulino para os jogos da final do campeonato será conhecido neste domingo (12), depois da partida entre Juazeirense e Jequié, no Estádio Adauto Morais.

O retorno a Elite do Futebol Baiano foi comemorado pelo técnico Daniel Oliveira, que além de dedicar a vitória a toda equipe técnica, incluindo a diretoria do time, Danielzinho ofereceu a conquista a todos os jogadores. “Missão cumprida, pois fizemos um campeonato com muitas dificuldades, mas viemos determinados para vencer o jogo. Então, os jogadores foram imbuídos e inteligentes, obtendo todo o merecimento desse resultado”.

:: LEIA MAIS »

Qosqo, Cuzco, Cusco

Clique para AMPLIAR.

Segundo antiga tradiçao  peruana, o primeiro Inca, Manco Kapac, com a sua esposa Mama Oqlo, à frente de uma grande comitiva, no Século XI deixaram o lago Titicaca, se dirigindo ao poente, na busca de melhores terras agrícolas. Chegaram a um vale fértil, antes ocupado por  culturas incipientes, ali construindo a cidade que nomearam Qosqo, isto é: “umbigo”, o centro, a capital do futuro império socialista e altamente organizado que, um dia, ocupou partes dos atuais Equador, Colombia, Peru, Bolivia, Argentina e Chile.

No planejamento urbano realizado buscaram traçar os cotornos de um puma, animal considerado encarnaçao de uma divindade propiciatória da chuva já representada nas artes pré-colombianas há pelo menos seis mil anos. Diferentes leituras do desenho deste puma na malha urbana cusquenha foram propostos, onde a fortaleza de Sacsawaman, no alto e no poente, sempre aparece como a cabeça e, o ziguezague das suas muralhas, os dentes do animal.
No centro histórico da cidade se vê tanto turistas como nativos, no vai e vem e sobe e desce  nas ruelas e ladeiras com seus casaroes de adobe e taipa sobre alvenarias pré-coloniais. A Igreja de Sao Domingos, por exemplo, foi edificada sobre os arrimos do Koricancha, o grande templo incaico dedicado ao Sol que teve as suas paredes interiores revestidas com 700 placas de ouro macisso. A Igreja do Triunfo, por sua vez, foi levantada sobre a base do palácio de Pachacútec, o grande expansionista da dinastia incaica. Ali fica a famosa “Hachunrumiyoc“- a grande pedra -, talhada como se fosse um gigante quebra-cabeça com diversos ângulos que se encaixam em outras pedras.
O quêchua, a língua oficial do Império Inca, é hoje falada por mais de dez milhoes de sul-americanos, número  crescente a cada ano. Muitas palavras quêchua, além daquelas designando animais ou alimentos andinos,  foram emprestadas ao português do Brasil: aca, cambada, cancha, chacara, chalana, taca, pechincha – todas mantendo sentidos semelhantes no nosso idioma.

DO PÚBLICO AO PRIVADO

 

A QUEDA DE PALOCCI I

Palocci e Dilma preocupadosTido e havido como o grande todo-poderoso do governo Dilma Rousseff, Antônio Palocci deixa um cargo de ministro – pela segunda vez – em meio a escândalos. No governo Lula, mandou diretores da Caixa Econômica Federal (CEF) bisbilhotar a conta do caseiro Francenildo, que apareceu na televisão testemunhando ser de Palocci uma mansão utilizada com outras finalidades que não a de uma simples residência.

Palocci, de quem se esperava moralidade e ética pelo cargo em virtude do cargo ocupado, preferiu mostrar a conta do caseiro na CEF, passando uma informação falsa, a de que o caseiro Francenildo tivesse movimentação bancária suspeita. Não imaginava Palocci ter Francenildo recebido o dinheiro do próprio pai. Crime cometido, parte do Congresso cobrou a moralidade do ministro, que não só teria que parecer honesto, mas sê-lo.

A QUEDA DE PALOCCI II

Palocci sai do governo Lula, mas continua homiziado na Câmara Federal. Ao contrário do que se esperava, o ex-ministro da Fazenda monta uma empresa para dar assessoria a grandes empresas e fica milionário em pouquíssimo tempo. A assessoria prestada, diga-se de passagem, seria apenas o repasse de informações privilegiadas, todas do seu conhecimento tendo em vista o cargo que ocupou.

Palocci, de quem se esperava uma postura ética e moral, faltou com o decoro. Por muito menos “caiu” Collor. Mesmo assim, Palocci teima em não se explicar à Nação, mostrando para quais empresas trabalhou e quais os serviços prestados. Afinal, como deputado federal tem suas limitações constitucionais e contas a prestar à sociedade. Com um extenso currículo negativo, não pode mais posar de vestal.

A QUEDA ÇÃO DE PALOCCI III

Além da artimanhas praticadas com sua empresa quando era deputado federal, o sabido Palocci ainda resolveu “cometer das suas” como ministro-chefe da Casa Civil do Governo Dilma. Entre os “esportes” praticados, o preferido de Palocci era “dar broncas” em parlamentares, notadamente do PMDB, partido formado por verdadeiras e experientes “raposas política”.

Não deu outra: quebrou a cara. As ameaças foram transformadas pelos peemedebistas em rebeldia. Fora isso, não soube conciliar as diversas tendências existentes no seu próprio partido, o PT, que arquitetou sua queda. Pelo conjunto da obra, Palocci caiu de maduro e não houve “guindaste político” que o segurasse. Dava a impressão de ser um enorme elefante circulando atabalhoadamente por uma loja de cristais.

PREVENÇÃO CONTRA A MONÍLIA I

 

O superintendente Antonio Zózimo Costa instala Comitê da Monilíase

:: LEIA MAIS »

Agrissênior Notícias – Nº 336 – 15 de junho 2011

Andréa Marques de Almeida Bouix em:

Andréa Marques de Almeida Bouix

A colher de Pau
Inspirada no poema  “A Boneca” de Olavo Bilac

Esta história aconteceu lá na França no ano de 1995 quando uma brasileira tentava se adaptar à cultura francesa. Começa bem assim…

“Deixando a espátula e o batedor de ovos com o que a pouco se entretinham
Por causa de uma colher de pau
Bem na hora de fazer o almoço, a nora e a sogra brigavam.
Dizia a primeira: Deixa a colher comigo, a receita é minha!
– Não se faz dessa forma! Você não sabe, esqueceu que a experiência é minha? Disse a sogra!
E nenhuma arredava o pé da cozinha,
Nem a colher de pau largavam.
Quem mais sofria (coitada)
Era a tal colherzinha. Já tinha
Todo o cabo descorado.
A cara toda ralada, de mão em
mão passava a coitadinha.
De tanto puxar
De tanto dizer que o que sabiam, depois de tanta teimosia
A colher rompeu-se no meio, perdendo todo o decorado das flores que o cabo cobria.
No final da história, voltando ao batedor de ovos e à espátula
Por causa da briga, as duas acabaram ficando – veja você que graça- sem a tão disputada colherzinha.”
Andréa Marques

Caro leitor e cozinheiro, se você tiver um conto de alguma situação inusitada, engraçada, desastrosa ou feliz na cozinha, nos faça saber! Envie-me e publicarei com grande prazer e alegria…

Pode também enviar fotos! Até lá e vamos nos divertir! (fidelman.a@gmail.com)

Um beijo especial e um muito obrigado para Andréa Marques, por ter-nos enviado o primeiro conto! Parabéns Andréa.

 

Andréa Marques, ilheense, 39 anos, é diplomada em Filologia Francesa pela Universidade de Alicante.
Atua como professora na Espanha e faz doutorado em Línguas, Culturas e suas traduções no espaço mediterrâneo pela Universidade de Alicante.

andreabouix@hotmail.com

Marli Gonçalves em: Apelando aos santos, a todos eles, um a um.

De novo! Junte as mãozinhas, concentre-se. Pense firme e forte. Será preciso reza brava. Senão, faz melhor: distraia-se recortando bandeirinhas coloridas de papel. Pular fogueiras já pulamos todos os dias, bem miudinho, com a inflação nos mordendo os calcanhares.

Tem quadrilha, tem sim senhor. Tem cobra? Tem sim, senhor. Olha a chuva! E o frio, o vento, o vulcão, a ressaca, o ciclone, os bate-cabeça do Governo. Esse arraial anda complicado demais da conta, compadre, comadre! Nem digo mais para acender velas, porque o preço delas já está pela hora da morte. Aliás, o preço de tudo, e tentam nos convencer de que estão sob controle. Controle de quem, jacaré? Dá um pulinho no mercado. Não precisa pegar o carrinho, dá para carregar na mão, passar no caixa-rápido de dez volumes; e também nem precisa de lista de compras, porque vai acabar é gastando a caneta riscando os ítens. Não porque já pegou. Mas porque vai tirá-los da sua vida. Perder a vontade. Esquecer.

Daqui a pouco até as maçãs ficarão inflacionadas. Nos locais onde elas são vendidas enroladas no papel, terão preferência, por duplo uso, higiênico, compreende? Queijos? Duas fatias. Por semana, divididas em quatro. Leite? Só em pó – uma lata igual a cinco, seis litros, feitos com água direto da fonte torneira. Café, o solúvel. Pão? Biscoitos? Engordam. Carne? Ah, agora você está entendendo porque é cada vez maior o número de vegetarianos. Limpeza? Ensaboa, mulata, ensaboa. Fuja dos congelados, gelados, frios, que eles ficam ali paradinhos, mas o preço é cada vez mais quente.

:: LEIA MAIS »

Maria Regina Canhos Vicentin em: Namorados: amai-vos

“Amai-vos, pois, uns aos outros, ardentemente e do fundo do coração.” (I Pd 1, 22 b)

Li certa feita que os textos sagrados já foram interpretados muitas vezes de forma maliciosa, principalmente o “amai-vos uns aos outros”. Os que maldosamente assim procedem, esquivam-se de compreender o real sentido da afeição verdadeira e do coração puro. Noto que vivemos um momento em que tais conceitos equivocados do amor estão se espalhando com facilidade, num mundo de interesses egoístas. Os jovens apaixonados parecem não estar imunes a esse efeito gravoso em relação ao sentimento que deveria ser vivenciado de forma sublime.

:: LEIA MAIS »

Prisão em flagrante delito


Clique para AMPLIAR.

Dando continuidade às ações deflagradas, dentre elas, a prisão de “PILÃO”, perigoso traficante e suspeito de homicídio que se encontrava homiziado na comunidade do COMINHO na Barra, ontem, dia 11/06/2011, o MAJ PM RICCIO, Comandante da 70ª CIPM, em mais uma ação sob seu comando enviou os agentes do Setor de Missões Especiais (SME), o Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) e a RONDESP, em apoio, com o objetivo de capturar DIVANEI ALENCAR DA SILVA (vulgo NOCA), 21 anos, o segundo na linha de sucessão da quadrilha do Cominho, na Barra.

“NOCA” foi encontrado com 29 trouxinhas de cocaína, dinheiro, materiais de acondicionamento da substância, além de, nos dias que sucederam a prisão de “PILÃO”, aterrorizar a comunidade com ameaças e agressões.

RECADO PARA O PROFº SIZINIO BARROS

Abordar assuntos que envolvam o esporte ilheense, principalmente o remo, não se pode esquecer a figura do profº SIZINIO ROSA BARROS.

Batalhador incansável, figura carismática, ético, reconhecido pelo Flamengo, onde teve atletas por ele treinados e que foram ídolos no clube carioca e pela sua vida como cidadão ilheense.

Tive o prazer de trabalhar com ele na CEPLAC, já que o mesmo tem a formação na área de agronomia, e que fez parte da grande equipe que ajudou a consolidar o nome da empresa a nível nacional e internacional.

E o nosso amigo Sizinio continua aí, sempre sonhador, incentivador da inclusão do jovem na prática do esporte, pois para ele o esporte é um formador da consciência do cidadão, com os inúmeros benefícios que são proporcionados.

Infelizmente dessa vida decente para o encontro com o LIXO, foi uma questão de pouco tempo.

:: LEIA MAIS »

Ilhéus atrazada

De: sandro
Assunto: Ilhéus atrazada

Corpo da mensagem:
Bom dia!

senhores1

A Prefeitura municipal de ILHÉUS, é muito desorganizada, tem um site, mas não tem atualização.
Se alguém entra no site (uma empresa por exemplo) tentando obter informações da nossa cidade, vai ficar a desejar, o site é totalmente desatualizado, segundo o mesmo o secretario de saúde é Drº Dr. Antônio Carlos Rabat. E o de assistência social ; Augusto Macedo..
Noticias? só de 2010! Ilhéus ainda não fez nada no ano de 2011?
Abra os olhos Prefeito, que você não é Japonês!


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia