Clique para AMPLIAR.

Grafiteiros, Djs e Mcs interagindo na rua com muita música e a feitura ao vivo de painéis coletivos de grafite. Isso é o que a população de Ilhéus terá a oportunidade de contemplar, hoje e amanhã (14 e 15), em uma notória celebração à arte urbana. Trata-se do projeto “Intervenção Macaco Santo”, que reunirá em um mesmo espaço, a sonoridade dançante da discotecagem e rimas dos integrantes da banda de Hip-Hop ilheense OQuadro, com a arte dos artistas plásticos Quinho Fonseca (SP), Dimak (Salvador) e o coletivo de grafiteiros OPNI (SP).

Premiado no edital Matilde Matos, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), o projeto passou por Canavieiras nos dias 12 e 13 de outubro, chega hoje em Ilhéus e depois terá como destino a cidade de Camamu (15 e 16). Em Ilhéus a intervenção urbana será realizada nos muros do antigo cais do porto, a partir das 10h, nas proximidades da parte inferior da ponte Lomanto Júnior. Ao som de muito Rap, Funk, Dub, dentre outros ritmos da chamada Black Music, os grafiteiros envolvidos no projeto, agirão simultaneamente, em uma verdadeira celebração à arte urbana.“É intervenção artística para agraciar todos os sentidos”, ressalta Victor Barreto, um dos integrantes da banda OQuadro.

No decorrer da execução do projeto, também estarão sendo colhidos os registros áudio-visuais e fotográficos, que comporão a exposição, já em fase de montagem, do artista plástico Quinho. A Intervenção Macaco santo é uma realização do Coletivo Prumo. Maiores informações através do telefone (73) 9191-2221.