CRONOLOGIA

1915 – Na gestão do Coronel Antonio Pessoa, em pleno apogeu do cacau, o Edifício do Grupo Escolar, posteriormente denominado Grupo Escolar General Osório, foi construído.

Os dados a seguir, que descrevem o edifício, foram extraídos de um artigo da Profa. Maria Luiza Heine, publicado no seu blog Ilhéus… com amor, em http://ilheuscomamor.wordpress.com/.

“O edifício é de um só andar, tendo de frente vinte e cinco metros por 26,60 metros de fundo, tendo um porão de 2,50 metros de altura.

As salas para as aulas têm todas entradas independentes e são em número de oito, todas de área de 48 metros quadrados, calculadas para uma lotação de 40 alunos; são todas bem ventiladas e recebem luz direta. O edifício tem no centro um pátio com 120 metros quadrados, onde serão feitas as instalações sanitárias e higiênicas; de cada lado do prédio há uma área destinada ao recreio dos alunos”. O prédio foi inaugurado em 31 de dezembro de 1915, na gestão do Coronel Antonio Pessoa, intendente que o construiu. Como curiosidade da época, ainda permanece, na parte frontal, a divisão em “sexo feminino” e “sexo masculino”, tendo sido a primeira escola pública do município.

Posteriormente a escola foi chamada de Grupo Escolar General Osório. Durante muitas décadas foi uma escola exemplar, tendo sido frequentada por alunos de todas as classes sociais. Manoel Carlos Amorim de Almeida, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus, falecido há algum tempo, tinha muito orgulho de dizer que estudou lá.”

Fotografia da década de 30, com a praia urbanizada com o plantio dos pinheiros. À direita o busto de Castro Alves. Ao fundo, o “Sétimo Céu”, na Ladeira do Bispo. (Acervo: Maria de Lourdes Nora)

2002 – Com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, o Grupo Escolar General Osório foi transformado em Biblioteca Pública.

2004 – O prédio do Grupo Escolar General Osório, onde funcionava a Biblioteca Pública Municipal foi pintado pela última vez.

2005 – Newton Lima toma posse como Vice-Prefeito de Ilhéus.

2007 – Em virtude da cassação de Valderico, Newton Lima, na qualidade de Vice, toma posse como Prefeito de Ilhéus.

2009 – Newton Lima toma posse como Prefeito eleito de Ilhéus

Março de 2011 – Um laudo técnico assinado pelo engenheiro civil Hermano Fahning, Diretor de Operações da Secretaria Municipal de Planejamento, determinou a imediata suspensão das atividades na Biblioteca Pública de Ilhéus, que apresenta sérios problemas em sua estrutura e pode vir a desabar. O histórico prédio, localizado na Praça Castro Alves, Avenida Soares Lopes, vinha há anos sofrendo com problemas de infiltração e rachaduras nas paredes.

Novembro de 2011 – No dia de finados, 02.11.2001, até como uma crônica de uma morte anunciada, tirei as fotos a seguir, que mostram a atual do Grupo Escolar General Osório:

 

 

Em 2012 teremos uma festiva comemoração do centenário de Jorge Amado (1912 – 2012), mas do jeito que as coisas andam, e se nada for feito e com urgência, provavelmente não teremos, em 2015, a comemoração dos 100 anos do Grupo Escolar General Osório.

Mas uma coisa deve ficar bem clara aqui. Caso nada seja feito e o Grupo Escolar General Osório venha a desabar/ser demolido, para dar lugar, talvez, a um moderno prédio de apartamentos, pelo menos 3(três) pessoas ficarão para posteridade como diretamente responsáveis pelo desaparecimento do Grupo Escolar General Osório: Lidiney Campos, Secretária de Educação, Mauricio Corso, Presidente da Fundação Cultural e o principal responsável, Newton Lima, Prefeito de Ilhéus. Com certeza Ilhéus não os esquecerá NUNCA.

Mas na realidade os maiores culpados teremos sido nós, ilheenses, por nada fazermos para mudar esta vergonhosa situação em que vive o “General Osório”.

Carlos da Silva Mascarenhas

[email protected]