Caro Secretário,

Sei de sua boa intenção e capacidade para contribuir na administração municipal da nossa cidade.

Infelizmente nem todos os secretários comungam dessa vontade de ver a sofrida cidade com outros olhares.

A tarefa da sua secretaria é de uma enorme dimensão, pois lida com o dia a dia do cidadão, no seu trajeto para o trabalho, nos pontos de ônibus, no seu bairro, nas ruas, avenidas e praças, enfim, é a movimentação de todas as pessoas.

E o cidadão nessas idas e vindas observa tudo ao seu redor e faz a sua análise de como anda a administração municipal em sua cidade.

Uma das responsabilidades da sua secretaria é a limpeza pública e também a sua principal dor de cabeça, lidar com o lixo impertinente se amontoando por todos os lugares é uma tarefa que requer muita habilidade, trabalho e persistência.

A prefeitura tem sim a sua parte de responsabilidade e eficiência, mas a população também tem a sua parte que infelizmente nem todos os cidadãos sabem como agir com seu lixo, seja doméstico, de construção/reforma e de outros materiais que não lhe servem mais.

Esses cidadãos desprovidos de tal discernimento proporcionam que a cidade enfrente o problema do lixo sem nenhuma condição de resolver.

Acredito que se cada morador fizesse a sua parte como cidadão consciente, com certeza teríamos grande parte do problema sanado.

Claro que a cota que cabe à prefeitura tem que ser mais eficiente e planejada.

Em outras oportunidades sempre emiti aqui no nosso R2CPRESS, comentários a respeito dos procedimentos do cidadão em achar que a prefeitura sozinha é a responsável pelo recolhimento de todo tipo de lixo.

Salvo melhor juízo, entulho de reforma/construção, mobiliário em geral, limpeza de quintal deve ser de competência de quem gerou este lixo e a sua retirada deve ser através de frete particular.

Se a prefeitura enfrenta dificuldades em recolher o lixo doméstico, desentupir bueiros, imagine como é lidar com todo o recolhimento de qualquer tipo de resíduo.

A fiscalização e aplicação das normas do Código de Postura, são armas capazes de ajudar em manter a cidade mais limpa, proporcionando melhor qualidade de vida.

Caro Senhor Gérson Marques!

Veja por onde anda o nosso CÓDIGO DE POSTURA, que mesmo precisando ser revisto e atualizado, ainda é o instrumento legal e que pode ajudar a eliminar muitos problemas e pendências nos serviços da sua secretaria.

E para o seu e nosso consolo, aqui no Rio de Janeiro, a Cidade Maravilhosa, também presenciamos cenas desagradáveis de sujeira – carros abandonados nas ruas, restos de mobiliário, sacos de entulho e lixo doméstico, mas isso tudo não inviabiliza que não devemos fazer a nossa parte – cidadão e prefeitura.

Continue trabalhando, tenha paciência em ouvir os reclamos e críticas do povo, afinal todo homem público deve saber que as cobranças e críticas fazem parte da vida pública.

Sucesso nessa difícil empreitada.

O lixo deve ser uma preocupação de todos.

ZÉCARLOS JUNIOR

(Enviado especial do R2CPress)