Clique para AMPLIAR.

O governo do Estado promoveu na última sexta-feira (02) em Ilhéus encontro com várias lideranças comunitárias e políticas para a divulgação do“Vida Melhor-Oportunidade pra quem mais precisa”, junto às prefeituras do Território de Identidade Litoral Sul. O programa, segundo o Comitê Gestor, deverá beneficiar, até 2015, um total de 400 mil famílias, 120 mil na área urbana e 280 mil no meio rural.

Investimentos

O investimento é de R$ 3,8 bilhões, sendo R$ 1 bilhão do Governo do Estado, R$ 200 milhões através de convênios com o Governo Federal e R$ 2,6 bilhões em crédito com instituições financeiras. Tem direito ao “Vida Melhor” pessoas de 18 a 60 anos,inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚNico) do Ministério do Desenvolvimento Social- MDS pertencentes a famílias com renda mensal, por pessoa, de até  meio salário mínimo.

Objetivos

Nas zonas rurais o objetivo é aumentar a produção dos agricultores familiares fortalecendo a Assistência Técnica e Extensão Rural- Ater,distribuindo equipamentos  e insumos ,viabilizando o crédito rural e a regularização fundiária,além de fortalecer as sete principais cadeias produtivas da agricultura familiar no estado: pesca e aquicultura fruticultura,bovinocultura do leite,mandioca,mel,caprinovicultura e oleaginosas.

As ações são desenvolvidas em conjunto pela Secretaria de Agricultura Irrigação e Reforma Agrária Bahia Pesca, Bahia Pesca, Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola-EBDA,Superintendência da Agricultura Familiar-Suaf,Agência de Defesa Agropecuária-ADAB,Companhia de Desenvolvimento Regional-CAR e Coordenação de Desenvolvimento Agrário-CDA.

Importância do Programa

As apresentações foram feitas pelo coordenador executivo do Comitê Gestor do programa, Fábio Freitas, presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli e pelo Diretor-executivo da Car ,Vivaldo Mendonça. O coordenador de Gestão Estratégica da Ceplac Eliezer Correa representou o Governo Federal e o secretário executivo da Amurc, Luciano Veiga, foi o representante dos prefeitos.

Fábio Freitas destaca a importância desta iniciativa argumentando que o ‘Vida Melhor’ “estrutura e qualifica todos os processos de trabalho da economia popular e solidária, possibilitando  a elevação da renda das famílias atendidas pelo programa”.

O presidente da Bahia Pesca afirma que existe um contingente muito alto no setor pesqueiro e aquicola que se enquadra neste programa e a empresa desenvolverá ações a partir da reestruturação das suas unidades que serão ampliadas de oito para 27 Unidades de Assistência Técnica.

Marival Guedes