De: EDUARDO GRISI/Tecnólogo em Segurança no Trabalho <[email protected]>
Assunto: “ÍTENS DE SEGURANÇA”

Corpo da mensagem:

Referente ao artigo e a foto publicada:

(1) Existe uma Norma de Recomendação do MTE – Ministério do Trabalho e Emprego que trata o assunto – NR 18/Andaimes-18.15.
(2) Em 18.15.1 diz que o dimensionamento, sua estrutura e fixação dos andaimes deve ser executado por profissional legalmente habilitado – Ao que tudo indica, “NÃO FOI”.
(3) Em 18.15.3 diz que o piso de trabalho dos andaimes deve ter forração completa, antiderrapante, ser nivelado, e ser fixado de modo seguro e resistente – Visto na foto, vemos uma tábua estreita, sem antiderrapante e  solta, prestes a cair a qualquer momento, podendo vir a atingir alguém embaixo.
(4) Em 18.15.6 diz que os andaimes devem dispor de sistema de guarda-corpo e rodapé, inclusive nas cabeceiras, em todo o perímetro – Na foto se vê isto? “NÃO”.
(5) Em 18.15.14 diz que os andaimes cujos pisos  de trabalho estejam situados a mais de 1,50 metros de altura devem ser providos de escadas ou rampas – Não se vê isto na foto.
(6) Além disto, vemos o pintor apenas com o cinto de segurança (sabe-se lá onde fixado), porém sem calçados, sem capacete com jugular.
(7) O prédio em manutenção, vê-se que está sem tela de proteção e/ou tapume.

Diante destas situações, digo que existe um coquetel de condições e atos inseguros que deveriam ser fiscalizados por quem tem estas atribuições, e notificados os responsáveis técnicos pela obra, pois diante de inúmeros acidentes com vítimas que assistimos pelos noticiários, “NÃO JUSTIFICA TAMANHA NEGLIGENCIA”.


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1