WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia teatro itabuna


Janeiro 2012
D S T Q Q S S
« dez   fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  






:: 12/jan/2012 . 13:28

Negócio lucrativo e exploração de miseráveis convivem na cracolândia

O “negócio mais lucrativo do mundo”, o tráfico de drogas, e a exploração de miseráveis, que fazem qualquer coisa por um trocado, ainda convivem na cracolândia.

Veja imagem das grávidas da região da cracolândia
Veja imagens da ação policial na cracolândia
Centro para viciados abre sem atendimento de saúde
Procuradoria rebate secretário e defende inquérito sobre cracolândia
Mulher busca nora grávida na região da cracolândia, em São Paulo
Governo de SP proíbe uso de bomba e bala de borracha na cracolândia

A região, no centro da cidade, que era frequentada por cerca de 600 viciados em crack por dia antes do início da operação policial para dispersá-los, movimentava R$ 1 milhão por mês com a venda da droga, segundo a polícia.

É um valor muito pequeno para um esquema que pode gerar ganhos de 900% desde a produção da cocaína (base para o crack) na Bolívia (principal fornecedora do Brasil) até o mercado europeu.

Segundo a polícia, um quilo de cocaína é comprado a R$ 7.000 na Bolívia e vendido pelo equivalente a R$ 69 mil na Espanha. Não há um dado exato sobre o Brasil.

Depois, a cocaína é partilhada, misturada, transformada ou não em crack e oferecida ao consumidor, num processo de multiplicação dos ganhos.

Mas os grandes favorecidos por esses lucros não são vistos nas ruas.

No ano passado, o Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos) prendeu 210 pessoas vendendo crack nas proximidades das ruas Helvétia e Guaianases, no coração da cracolândia.

A grande maioria foi considerada varejista, aquele que faz a ligação entre o produtor e o consumidor.

Danilo Verpa-9.jan.12/Folhapress
Policial militar de moto intimida usuários de crack na esquina das ruas Guaianazes e Aurora, no centro de SP
Policial militar de moto intimida usuários de crack na esquina das ruas Guaianazes e Aurora, no centro de SP

CRACK SEM BARÃO

Também foram presos donos de laboratórios de refino e produção, mas a polícia não conseguiu estabelecer nenhuma conexão entre eles.

“Não encontramos um barão do crack. Quando é preso o dono de um laboratório, outro surge para suprir à demanda”, diz Wagner Giudice, que completa hoje um ano como diretor do Denarc.

Isso não significa que o tráfico seja coisa de pequenos ou amadores, apenas sua parte visível o é.

Segundo Giudice, a polícia sabe que existem até “sócios investidores”, pessoas que não querem se envolver diretamente com a droga, mas que financiam o negócio atraídos pela alta rentabilidade.

Maria Gorete Marques de Jesus, do Núcleo de Estudos da Violência da USP, coordenou pesquisa, lançada em dezembro, com presos acusados de tráfico e identificou um perfil que revela pouca idade, baixa escolaridade e situação econômica difícil.

Alessandro Shinoda – 4.jan.12/Folhapress
Prédios que eram usados por dependentes na cracolândia ficam vazios; bairros vizinhos temem migração
Prédios que eram usados por dependentes na cracolândia ficam vazios; bairros vizinhos temem migração

Foram analisados 923 casos. A maioria (54%) tinha de 18 a 29 anos e apenas o ensino fundamental (80%); 61% foram atendidos pela Defensoria Pública, por não poder pagar advogados.

“Falta investigação para saber quem de fato é o traficante em São Paulo. Esses presos são, muitas vezes, pessoas que repassam a droga para sustentar o próprio consumo”, afirma Gorete.

Relatos ouvidos na cracolândia dão conta da situação de outros miseráveis. Paulo Novaes, taxista que circula pela região, afirma que sempre é abordado por pessoas “enlouquecidas” pedindo dinheiro. “Outro dia, uma menina que aparentava ter 16 anos me pediu R$ 5. Disse que faria o que eu quisesse pelo dinheiro.”

R$ 5 é quanto custa uma pedra de crack.


VAGUINALDO MARINHEIRO
DE SÃO PAULO
FOLHA.COM

Religiões

Se for eleito, Mitt Romney será o primeiro presidente mórmon dos Estados Unidos, ou, que eu saiba, de qualquer outro país. A igreja Mórmon foi criada no século 19 pelo americano Joseph Smith, que a baseou em contatos pessoais que teve com Deus e com Jesus Cristo e em mandamentos que recebeu das mãos de um anjo chamado Morôni, na forma de tabletes de ouro.

Quando John Kennedy candidatou-se a presidente dos Estados Unidos diziam que ele jamais se elegeria, pois um católico teria que ser mais leal ao papa do que à Constituição do país. Kennedy se elegeu e, no seu curto governo, nunca consultou o papa sobre nenhum assunto de Estado. Hoje ninguém parece ter um temor igual com relação à religião de Romney. A religião tem mesmo estado ausente nos debates entre os republicanos que querem ser candidatos à presidência. Talvez porque Romney não seja um mórmon praticante. Sua religião permite a poligamia, por exemplo, e ele só tem uma mulher. Se bem que, depois de elegerem Barak Obama, os americanos provavelmente não hesitariam em experimentar esta outra novidade: três ou quatro primeiras-damas em vez de uma!

:: LEIA MAIS »

Gianecchini se submete a autotransplante de medula nesta quinta

O ator Reynaldo Gianecchini, de 39 anos, vai se submeter a um autotransplante de medula óssea nesta quinta-feira (12) no Hospital Sírio-Libanês. Em agosto de 2011, foi diagnosticado com linfoma não Hodgkin de células T, tipo de câncer que atinge os linfonodos (sistema de defesa do corpo).

Gianecchini vai fazer um transplante autólogo – ou seja, ele não precisou de doador e usará suas próprias células-tronco no procedimento. O material foi coletado anteriormente, as células-tronco foram separadas e mantidas congeladas, para agora serem reinfundidas.

Para se preparar para o transplante, o ator foi internado na semana passada e recebeu quimioterapia. Esse procedimento é necessário para matar todo o sistema imunológico do paciente – inclusive possíveis células cancerígenas que ainda existam. Assim, ele ficará pronto para receber as novas células.

O transplante autólogo dura pouco mais de duas horas: o paciente recebe as células por meio de um catéter, como se recebesse uma transfusão de sangue. A expectativa é de que após 15 dias essas células passem a produzir novas células do sangue – é a fase crucial, chamada de “pega” da medula.

Como nesse período o paciente está sem imunidade, ele precisa ficar internado em uma ala de isolamento por pelo menos 15 dias. O procedimento será feito pelos hematologistas Yana Novis, responsável pela oncologia, e Vanderson Rocha, responsável pelo setor de Transplante de Medula Óssea do Sírio-Libanês. As informações são do “Jornal da Tarde”.


IG
No TRIBUNA DA BAHIA

Partido Verde / Ilhéus

O PASTOR GILMAR E O PARTIDO VERDE EM ILHÉUS CONVIDAM A COMUNIDADE ILHEENSE PARA:


1ª REUNIÃO ABERTA DO PARTIDO VERDE EM ILHÉUS

DATA: 20/01/2012  HORA: 19:30 H
LOCAL : COLÉGIO SÃO JORGE / AVENIDA SOARES LOPES


PAUTA: 

1) SERÁ DISCUTIDO ENTRE OS FILIADOS E A COMUNIDADE EM GERAL OS PRINCIPAIS PROBLEMAS QUE AFLIGEM A POPULAÇÃO E OS CAMINHOS E SOLUÇÕES QUE O PARTIDO ENTENDE COMO NECESSÁRIOS PARA A CIDADE DE ILHÉUS;

2) ELEIÇÕES 2012 E CANDIDATURAS A PREFEITO E A VEREADOR PELO PV;

3) DIRETIVAS DA EXECUTIVA ESTADUAL DO PARTIDO.


CONTATOS DO PV ILHÉUS

TEL: 73 8811 0591  

Fiéis prestam homenagem a Senhor do Bonfim

Arestides Baptista | Agência A TARDE

Previsão é que 300 baianas participem da manifestação religiosa

Previsão é que 300 baianas participem da manifestação religiosa

Fiéis celebram o dia do Senhor do Bonfim nesta quinta-feira (12). Desde o início do dia que devotos fazem orações da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Representantes de diferentes religiões chamaram atenção para a importância da paz durante culto ecumênico em frente a igreja.

O padre Valson Santes, vigário da Conceição da Praia disse que hoje é “um dia feliz para todos na Bahia e um momento para acolher a todos” se referindo ao encontro interreligioso.

O representante da Federação Espírita da Bahia, Marcel Mariano, lembrou a tragédia do terremoto no Haiti, que completa hoje dois anos, quando a presidente da Pastoral da Fé, Gilda Arns, morreu.

O vice-prefeito Edvaldo Brito acompanhou o culto ao lado de outras autoridades. O governador Jaques Wagner não estava presente.

Caminhada – Em seguida, foi iniciado o cortejo em direção a Colina Sagrada. Mais de 30 entidades participam da cerimônia, além de 300 baianas. A previsão é que o cortejo chegue por volta de meio-dia na Basílica do Bonfim, quando as escadarias serão lavadas pelas baianas.

A participação dos jegues na festa, que estava ameaçada, foi liberada pela presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA), a desembargadora Telma Britto.

Antes do culto ecumênico, atletas participaram da Corrida Sagrada em homenagem ao Senhor do Bomfim.


Da Redação, com informações de Davi Lemos
A TARDE ON LINE

Falta de onibus no Polo no final da tarde

De: Vitor Santos
Assunto: Falta de onibus no Polo no final da tarde

Corpo da mensagem:
Bom dia Rabat.
Gostaria de colocar a boca no trombone, porque todo santo dia, nós que trabalhamos no Pálo de Informática, mas especificamente aqui dentro perto da antiga Netgate, sofremos para irmos para nossas casas.
A empresa São Miguel, que entra com a maioria das linhas aqui no final do dia, exceto a linha do Nelson Costa, faz o que bem entende.
Tem dia que não entram, tem dia que entram muito cedo e ainda estamos nas fábricas, tem motorista que pega o contorno na porta da Novadata e, deixam nós trabalhadores a ver navio, tendo que dar essa andada até perto da porta da Barry, tomando aquele sol na cara e correndo o risco de ser assaltado.
Ligamos na São Miguel, reclamamos, inclusive colegas de outras fabricas, melhora uns dias, mas depois volta o exculacho.
Peço que nos ajude nesta situação.
Abraços.

ANALISANDO AÇÕES DAS OCUPAÇÕES CRIMINOSAS DO MST NO BRASIL DAS MARAVILHAS

Muitos agricultores vivem tristes e revoltados com as nefastas ações do MST, tudo em decorrência de atos criminosos de destruições dos seus bens edificados ao longo de vários anos de lutas constantes. Vêm ocorrendo invasões de propriedades rurais por todo nosso país.
Verificando um fato inusitado e deprimente de que os indivíduos que fazem parte das facções do MST espalhada no Brasil, são verificadas essas ocupações ilegítimas, dando origem a fortes desavenças, pois na maioria das vezes obrigam os agricultores a dar uma resposta imediata para coibir tal estado de coisas. Simplesmente porque não existe uma proteção patrimonial dos seus bens oferecida pelo Estado. Assim, além de causar prejuízo material de enormes proporções, os legítimos donos das terras invadidas e sinistradas perderam sua paz e deixaram de sonhar com um futuro bem acolhedor para quando chegar à sua idosa idade. Pasmados ficam vendo a destruição da produção da sua lavoura, freqüentes abates de animais bovinos, caprinos, ovinos, uso e destruição pelo uso inadequado de máquinas agrícolas, a prática de saques dos utensílios domésticos dos imóveis destinados à moradia do proprietário e seus trabalhadores, e aí os seus moradores são obrigados desocuparem às pressas daquilo que lhe pertence por direito.
O mais intrigante é que os algozes componentes do MST não produzem nada, apenas colhem o que está plantado. Recebem cestas básicas, organizam cabanas para jogar dominó e baralho, armam mesas para jogos de sinuca, sempre ao lado de um litro de cachaça. Nas horas vagas, criam festas com samba da roda. Soltam fogos para deixar as pessoas com medo deles, é uma idéia de intimidação. E quando destroem tudo e acaba a produção agrícola e animais para atender aos seus vastos banquetes, já estão programadas outras ocupações e assim vão permutando suas atividades. Eles são financiados não sabemos por quem?
Chegam montados em pequenos veículos e vários ônibus utilizados para seu transporte, e nada trazem, porém, saem abastecidos dos bens roubados, e são considerados pobres operários rurais.


A.E./Itajuípe





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia