Parada de cruzeiros movimenta verão de Ilhéus
Empresa vai escoar 25 milhões de toneladas de minério de ferro por ano pelo Porto Sul
Prefeitura inicia operação visando combater alagamentos
Corrida da Uesc abre circuito 2012

***

Parada de cruzeiros movimenta verão de Ilhéus

O calendário das paradas dos transatlânticos segue neste mês de janeiro movimentando ainda mais a cidade no verão. A cada ano cresce o número de paradas, aumentando também a quantidade de pessoas que chega Ilhéus através dos cruzeiros marítimos. Desde o dia 4 de novembro de 2011 até abril deste ano, está agendado um total de 45 paradas de navios no Porto do Malhado.

Por sua beleza e imponência, os navios, principalmente os maiores, se tornaram em um verdadeiro show para turistas e a população da cidade. De bandeira de várias nacionalidades, as embarcações chegam com hóspedes de diversas partes do Brasil e do mundo. A chegada desses cruzeiros, todos eles de alto luxo, é aguardada com bastante expectativa pelo comércio local. Com a movimentação, alguns setores da economia registram aquecimento sazonal, tendo em vista a procura por restaurantes, a frota de taxis, mercado de artesanato, entre outros.

Em Ilhéus, eles procuram conhecer pontos turísticos. As praias e locais que fazem parte do patrimônio histórico e arquitetônico, como os templos que tem grande valor cultural – os mais procurados –, além das fazendas de cacau. Segundo a Secretaria Municipal de Turismo, cada cruzeirista gasta uma média de US$ 75.00. Para receber bem os cruzeiristas no Porto de Ilhéus, a Secretaria de Turismo prepara um receptivo com elementos ligados às manifestações populares e da cultura de Jorge Amado, um dos maiores divulgadores da cidade e região do cacau.

O receptivo é composto por baianas, “Gabrielas”, “Nacibs” e conta com apresentações de grupos de capoeira e blocos afro. O receptivo também foi ampliado, a fim de prover bem-estar e comodidade aos visitantes com um novo estande, folheteria e um grande mapa da cidade. No local, um guia de atendimento, fluente em três idiomas esta à disposição dos passageiros, prestando as primeiras informações sobre a história e principais atrações do município.

Em janeiro, aportam em Ilhéus o Costa Pacífica (dias 18 e 25), Grand Mistral (22), MSC Orquestra (19 e 26) e MSC Música (17 e 31). Fevereiro reserva mais visitas de transatlânticos a Ilhéus. O Costa Pacífica retorna nos dias 1º e 22. Já o MSC Orquestra estará em Ilhéus nos dias 2, 9, 16 e 23 de fevereiro, enquanto que o Grand Mistral faz uma única parada no dia 6. O MSC Música faz novas visitas à cidade nos dias 14 e 20. A temporada de paradas de navios em Ilhéus segue a todo vapor em março, com as visitas do MSC Orquestra (dias 1º e 12), Aida Cara (6), Costa Pacífica (13), MSC Armonia (20) e Costa Fortuna (22). A última parada de navio em Ilhéus da temporada 2011/2012 está prevista para o dia 5 de abril, com o MSC Armonia.

Empresa vai escoar 25 milhões de toneladas de minério de ferro por ano pelo Porto Sul

Representantes da Sul Americana de Metais S/A (SAM), empresa do Grupo Votorantim voltada para a extração de minério de ferro, participaram de uma reunião na manhã desta quinta-feira (12), no Palácio Paranaguá, com o prefeito Newton Lima, vereadores e secretários municipais. Na oportunidade, eles apresentaram o Projeto “Vale do Rio Pardo”, trabalho que vem sendo desenvolvido através de uma parceria com a empresa chinesa Honbridge Holdings. O empreendimento é composto por uma futura área de mina localizada no norte de Minas Gerais, uma planta de beneficiamento, um mineroduto que vai atravessar 21 municípios nos estados de Minas e Bahia, num total de 481 quilômetros, e o Porto Sul.

Durante sua exposição, o diretor de Relações Institucionais da SAM, Geraldo Magela, informou que o minério de ferro será extraído de uma região que inclui os municípios mineiros de Grão Mogol e Padre Carvalho. De lá, segundo o projeto integrado da Sul Americana de Metais, ele será transportado através de um mineroduto até o Porto Sul. “Nossa previsão é de que, após o cumprimento de todas as fases de licenciamento ambiental, estejamos iniciando a construção em 2013. Se tudo ocorrer dentro do cronograma inicialmente proposto, deveremos iniciar nossas operações no Porto Sul no final de 2014 ou no início de 2015”, enfatizou Magela.

Com investimentos totais estimados em US$ 3 bilhões, o projeto deverá promover o escoamento de 25 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, o que, segundo Geraldo Magela, poderá representar cerca de 50% da movimentação de cargas do Porto Sul. “É importante ressaltar que esse investimento se justifica por vários fatores, entre os quais o tempo mínimo de exploração da futura mina, que pode chegar a 50 anos”, salientou o diretor de Relações Institucionais da Sam.

O minério de ferro é largamente utilizado na indústria para a produção de inúmeros ítens, ligados às mais diversas áreas, como construção civil, automobilismo, informática e utensílios em geral. Os principais mercados, de acordo com estudos atualizados, continuam sendo a China (ainda em ritmo de expansão), a União Européia e a Índia. Além do prefeito Newton Lima e de seu secretariado, participaram da reunião o presidente do Poder Legislativo ilheense, Edvaldo Nascimento (Dinho Gás), e os vereadores Valmir Freitas e Tarcísio Paixão.

Mineroduto – O mineroduto é um sistema de dutos que fica enterrado a uma profundidade média de 1,5 metro. Ao ser extraído, o minério é moído bem fino e, em seguida, misturado com água, formando, com isso, uma polpa (70% de minério e 30% de água). Essa polpa é transportada dentro dos tubos a uma velocidade controlada por sistemas de bombeamento que garantem a segurança da operação, já que passam por um rígido e minucioso controle técnico e ambiental.

A faixa de terra por onde passa o mineroduto é o modo de transporte da produção gerada numa mina. Ela é a parte da atividade de mineração, que, por sua vez, é considerada de utilidade pública. Isso ocorre porque, no Brasil, o Governo Federal é proprietário de todo o subsolo do país. Assim, a faixa de servidão, vista como uma área de manutenção, existe para garantir a segurança do mineroduto, da população e do meio ambiente. De acordo com a Sul Americana de Metais, quando o mineroduto estiver em funcionamento, será por essa área de servidão que os técnicos poderão fiscalizar e manter as condições de segurança da tubulação.

Servidão – Com relação à implantação das áreas de servidão (locais por onde o mineroduto passará), a Sul Americana de Metais S/A informa que vai procurar todos os proprietários e moradores das terras envolvidas. Segundo a empresa, todos receberão informações constantes sobre o projeto e suas respectivas fases. “Além disso, a SAM irá conduzir, de forma justa e responsável, as negociações com esses proprietários, garantindo sempre a tranquilidade e o entendimento de todos”, garante a coordenadora de Relações Comunitárias da empresa, Gizelle Andrade.

Prefeitura inicia operação visando combater alagamentos

Com o objetivo de evitar possíveis alagamentos ocasionados pela água das chuvas, a Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Urbano, iniciou na manhã desta quinta-feira (12) uma operação que tem como foco a desobstrução e limpeza das galerias pluviais da cidade. A ação foi iniciada pela Rua Araújo Pinho, no centro da cidade, e um dos locais mais prejudicados com o acúmulo de água pluvial.

A ação é realizada em parceria com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), com apoio da Secretaria Municipal de Segurança, Transporte e Trânsito (Settrans). De acordo com o responsável pela pasta do Desenvolvimento Urbano, Gerson Marques, a Embasa conta com um equipamento próprio para a retirada de sujeira que costuma se acumular nas galerias pluviais, impedindo que a água da chuva possa transcorrer normalmente. Já a Settrans está garantindo o isolamento das ruas que estão sofrendo a intervenção. “O aviso sobre a interdição das ruas será feito previamente. Além disso, em algumas ruas cujo movimento é bastante intenso, o trabalho de limpeza será realizado nos fins de semana”, explicou o secfretário.

Após a Rua Araújo Pinto, o trabalho prossegue na praça Cairu e, em seguida, nas proximidades da sede do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) e na rua Eustáquio Bastos, com previsão de ser iniciado neste sábado (14). A Operação, que visa a desobstrução das galerias pluviais, conta ainda com o suporte do carro “limpa-fossa” que realiza a segunda etapa da limpeza das caixas e, ainda de acordo com o secretário Gerson Marques será estendida a outros locais da cidade, como a Central de Abastecimento do bairro Malhado.

Corrida da Uesc abre circuito 2012

Será realizada neste sábado (14), a partir das 8 horas, a primeira prova do circuito corridas de 2012. É a Corrida Rústica promovida pelos alunos da disciplina Administração Esportiva, dirigida pela Professora Márcia Morel. Com cinco quilômetros de percurso disputados dentro da Universidade Estadual de Santa Cruz-Uesc. A prova, considerada tradicional na região, teve sua realização adiada de 2011 para 2012 em função da greve da ocorrida na universidade.

Conforme acontece todos os anos, a prova é prestigiada por corredores de toda a região, em diversas categorias. Segundo o Superintendente de Esportes da Prefeitura de Ilhéus, Alberto Kruschewsky, que também é professor do Departamento de Ciências da Saúde da Uesc, é importante abrir a universidade aos eventos esportivos. “Participei de duas etapas do brasileiro de Triathlon na Universidade de São Paulo [USP], local que se tornou destino de corredores e ciclistas nos finais de semana”, avaliou.

Explica, ainda, Alberto Kruschewsky, assim como acontece na USP a Uesc também pode se tornar um ponto de referência para a prática de provas esportivas. “Justamente por isso que é importante essa iniciativa da professora Márcia Morel. Esse ano a prova passou para cinco quilômetros para integrar nosso circuito, e a participação ativa dos alunos de Educação Física nos proporcionam a segurança de um evento bem organizado”, finalizou Alberto.