WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom bahia


Janeiro 2012
D S T Q Q S S
« dez   fev »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  






:: 17/jan/2012 . 15:04

Equipe da Faculdade de Ilhéus embarca para o Projeto Rondon

Clique para AMPLIAR.

Uma equipe integrada por professores e alunos da Faculdade de Ilhéus embarca nesta quarta-feira, 18, com destino a Brasília, como primeira escala para o Projeto Rondon 2012, coordenado pelo Ministério da Defesa. A instituição é a única da Bahia selecionada para esta operação do projeto extensionista, que reúne universitários para diversas atividades e experiências no interior do País. Da capital federal a comitiva segue para São Luís, no Maranhão, onde haverá abertura da Operação Babaçu, com a participação de todas as equipes que representam instituições de ensino superior. No dia 21, os ilheenses embarcam para Imperatriz e de lá seguem para Amarante do Maranhão, município de aproximadamente 40 mil habitantes, onde serão desenvolvidos os projetos comunitários.

:: LEIA MAIS »

Prefeitura Municipal de Ilhéus

Prefeito assina ordem de serviço das obras do aterro sanitário do Itariri
Ruas da Vila Lídia e do São Sebastião recebem melhorias
Ilheenses tem até dia 17 de fevereiro para pagar o IPTU com desconto
Ilhéus vai sediar em abril dois eventos internacionais de Triathlon

:: LEIA MAIS »

ATERRO NA BAÍA DO PONTAL

Atendendo a solicitação do amigo Domingos Santos, que segundo ele, manteve uma conversa com o mestre Zuza – um velho pescador, que na sua sabedoria popular, sugeria a construção de um arrimo entre a Banca do Peixe (Pontal), até um determinado ponto no Morro de Pernambuco.

Achei interessante a sugestão, e me propus a fazer um croqui do que seria a idéia de Seu Zuza.

O Senhor Zuza tem toda razão, pois já é notório assoreamentos na Baía do Pontal, onde bancos de areias (coroas) começam a insurgir nas marés baixas, aos olhos de quem está atento a estas transformações geográficas na foz do Rio Cachoeira.

A dragagem em curto prazo terá que ser feita, para atender o Porto Pesqueiro, ora em construção, e que fatalmente, precisará do aprofundamento do canal que ligará a entrada da barra até o cais do porto no centro da cidade.

Sendo assim, poderia realmente ser concebida a idéia do senhor Zuza, pois de uma só tacada resolveria um problema crucial que muito em breve com certeza vai aparecer.
Então, é hora de pensarmos no futuro bem próximo e não deixarmos para depois, o que se pode fazer hoje, senão teremos em breve o mesmo problema de espera e mendicância, com o governo do estado, como é o caso da construção de uma segunda ponte.

A sugestão de que o aterro seja aproveitado para construção de quadras esportivas, pontos de pescas, etc, também seriam de bom alvitre, pois o Pontal está carente de áreas esportivas para as nossas crianças e adolescentes, já que a quadra esportiva na Praça São João Batista, está inviável.

Quanto ao comentário do amigo Tarcisio Pereira, podemos afirmar que não aconteceria o mesmo do que ocorreu no São Miguel, devido às situações serem totalmente diferentes. O aterro do Pontal se dará no leito do rio, e nesta situação demonstrada no croqui, à tendência natural é o aprofundamento do canal e alargamento da entrada da barra ao lado do Morro de Pernambuco, nada tendo haver com o espigão do Porto do Malhado, que foi a penetração em mar aberto, e neste caso realmente o mar faz os processos naturais de recuo e avanço de maré.

Bom, resta saber se a nossa prefeitura analisará a sabedoria do velho Zuza, e buscará meios junto ao estado ou união, e no mesmo embalo da segunda ponte realizar a obra.
Peço desculpas ao amigo Domingos pela demora no atendimento, pois estava por motivo de saúde afastado de contatos com a internet.

Um abraço
Rezende

José Rezende Mendonça

[email protected]

Programa já qualificou cerca de 900 trabalhadores no interior baiano

Mina de Talentos prepara mão-de-obra qualificada para o mercado

Analista de RH da Bamin fala aos alunos do Mina de Talentos

Mais 102 trabalhadores encerraram na última quinta-feira, (12/01), os cursos de qualificação nas áreas de carpintaria e auxiliar civil, dentro do programa Mina de Talentos, uma iniciativa da Bahia Mineração (Bamin) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Sistema Nacional de Emprego (Sine). A última etapa do programa atendeu principalmente moradores de áreas próximas de onde será construído o Terminal de Uso Privativo (TUP), na zona norte de Ilhéus, pelo qual a Bamin escoará sua produção de minério de ferro.

Se levados em consideração os treinamentos feitos pelos centros de formação das regiões de Ilhéus e Caetité, 868 trabalhadores já foram preparados pelo Projeto Mina de Talentos. O objetivo do programa não se restringe apenas a capacitar pessoas para atuar na mineradora, mas também para prepará-las para o mercado de trabalho nas respectivas áreas. Para esta etapa em Ilhéus, foram oferecidas 240 vagas (as primeiras turmas receberam certificado em dezembro) e as aulas aconteceram no Centro Estadual de Ensino Profissional, na Escola Municipal de Sambaituba e no espaço C5, no bairro do Iguape.

:: LEIA MAIS »

Brasília tem gente boa também

Prezados,

costumo me indispor com pessoas que generalizam as críticas negativas e abusam da adjetivação pejorativa com respeito a Brasilia, seus habitantes e políticos.

Registro minha solidariedade ao Fábio Venturim, com seu desabafo registrado no http://www.r2cpress.com.br/v1/.

Juventino Ribeiro
Ilhéus-BA

Alô Ilhéus

De: Jailton S Batista
Assunto: Alô Ilhéus

Corpo da mensagem:

Alô Ilhéus
É impressionante que de tempos em tempos sempre aparece um herói de plantão para defender o “coitadinho do povo” o “o povo” sempre vive em busca de um herói de plantão para socorrê-lo, desses à moda Grega. Todos aqueles que falam na contramão do que o povo quer ouvir é político ou um ser maligno a serviço dos poderosos.
Nunca tive vinculo político. Acompanho a vida política de perto. Já fui servidor público concursado, hoje não moro em Ilhéus. Já morei em São Paulo e hoje moro em Belo Horizonte. Mas nunca esqueci minha cidade e volto assim que puder. Pelas minhas andanças por esses lugares aprendir um pouco. Mesmo sendo ignorante em muitos aspectos tento descobrir o que nos torna diferentes dessas cidades parecidas com Ilhéus e Ilhéus não decola. Belo Horizonte é um canteiro de obras! Mesmo assim o povo de lá não se contenta com pouco. Não estou comparando Ilhéus a Belo Horizonte. Nós não sabemos cobrar! Nossa cidade tem um potencial turístico invejável, nunca vir um comercial de Ilhéus lá (cadê a Bahia Tur)? e nosso povo vive numa baixa estima acentuada. Lá fora quando falamos da Bahia o povo diz que somos loucos por sair daqui e em seguida que não valorizamos nossa terra. Isso não são palavras minhas são eles que falam isso da gente.
Votei em Newton Lima acreditando que ele seria um bom administrador e me decepcionei novamente. Newton Lima e outros que passaram por lá sempre desrespeitaram nossa cidade e nossa gente. E a pergunta que não se cala é onde estava a câmara? Qual o papel dela? Para que serve o vereador?
Depois vem uns heróis de plantão dizer que meu pensamento é de louco e que sou agente político querendo culpar o povo e defender o governo. Vamos para de esperar por um governo perfeito e lutar por nossos direitos.
Nós somos tão idiotas que quando começamos a mudar de vida financeira compramos um plano de saúde e colocamos nossos filhos em escolas particulares. Isso é inteligência?
Mas o povo é intocável e vai começar o ano político. Vamos defendê-lo e nos candidatar a vereador ou um lugarzinho lá na máquina administrativa. Somos culpados por nossa inércia e incapacidade de se defender e ficar a espera de um herói de plantão que venha resolver nossos problemas e pagar nossas dívidas a cada mês. Continuemos, pois e que venham os próximos governantes com seus projetos mirabolantes. Depois de um mês da eleição não lembraremos nem seus nomes, quanto mais seus projetos.


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1

I Copa Gabriela de Futebol Feminino de Ilhéus – Ba., 3ª rodada.

Chuva de prata que cai sem parar, canta Gal Costa, chuva de gol que não para de entrar, fazem as Gabrielas da I Copa Gabriela de Futebol Feminino, no Estádio Mário Pessoa, pela terceira rodada da competição que aconteceu neste final de semana em Ilhéus-Ba.

No sábado, dia 14/01, foram realizados dois jogos, no das 16h., entre Ponta do Ramo e Castelo Novo, a qual teve arbitragem de Juelza Santana Silva, ficou no empate de 2 a 2, com dois gols de Valdene Castelo Novo e dois gols de Jenuzia para Ponta do Ramo.

Com o resultado as duas equipes ficaram em situação difícil na competição, no grupo A Ponta do Ramo ficou em quarto lugar com um ponto, a oito pontos dos lideres, ja Castelo Novo continua sem pontuar, e esta a seis ponto dos lideres faltando duas rodadas para fechar a fase de classificação.


Saiba tudo no BLOG TOQUE ESPORTIVO

É ASSIM QUE NÓS VIVEMOS E CONVIVEMOS

Caro Rabat,
Parece brincadeira mas,acredite, porque tomei o maior susto do mundo quando passei, distraidamente, por perto desse “canal” . Rapaz, fez um barulho dentro dos matos que na hora imaginei que fosse um JACARÉ tamanho foi furdunço. Logo em seguida apareceu um rato do tamanho de um cachorro. Deveria ter, no mínimo uns 3 quilos. Imagine !!!!
O pessoal que mora nos arredores vive em pânico, os meninos na praia morrem de medo da urina dos ratos, as casas vivem em estado de alerta utilizando todos os meios possíveis e imagináveis para conter essa rataria que infesta o nosso bairro. É um risco enorme que corremos.
O grande problema é que não se vê absolutamente nada e nenhuma demonstração de preocupação para conosco por parte dos administradores da cidade. Estamos condenados a viver assim, arrudiado de coisas ruins, fedentina, risco de morte, enfim, nesse inferno.

Veja as fotos.

Grande Abraço,
J.O.

Só rindo mesmo

“Quando DEUS dá a farinha o diabo vem e fura o saco”.

Quando não são os olhos queimando e beliscando é a febre com tosse. Depois da tosse vem a falta de ar bem reduzida mas, vem. Aí eu paro e fico aqui na cadeira grande.
Para ficar com os olhos ali viado coloquei uma relíquia que tenho: óculos escuros e fui pra janela descansar um pouco e ver o movimento enquanto o trem para de pinicar. Os amigos, lá do outro lado, acenavam efusivamente e eu ficando todo contente com os cumprimentos. O terceiro olhou pra mim, fez o sinal de positivo e se benzeu. Respodi com o mesmo sinal e lá foi ele embora. Minutos depois um outro fez a mesma coisa e se benzeu. Eu achando que estava bunito e fazia até pose. Olhei pra trás e tinha certeza que os caras, por serem religiosos, estavam se benzendo (cumprimentando) o CORAÇÃO DE JESUS e o CORAÇÃO DE zoinho de mãe que ficam na parede de frente pra rua. Minutos depois perguntei pra menina da farmácia se de lá vê os quadros e ela disse que não. Somente a pontinha da moldura.
Eu ainda de óculos perguntei: Gostou do meu lançamento? Ela disse: Nem te conhecí. Você tá tão bunito que nem imagina quanto e deu uma risada sacana e entrou.
Resultado: Voltei, sentei, com todos os problemas e mais a certeza de que eu não fico gatinho de óculos escuros.
Vou arrumar outra novidade antes de ir, novamente, pra janela.
Senti, após breve avaliação comportamental, que estava parecendo uma ASSOMBRAÇÃO.
Chegou o soro fisiológico, algodão e gases. E de tanto ficar com o olho nu viado que me sacaneou vou dar um pique aqui até chegar no limite da ‘suportação’.
Bjão e vamos trabalhar.
Rabat.

ESCOTEIRISMO

O movimento avança …

Na primeira reunião (REUNIÃO DE LIDERANÇAS) acontecida em Taboquinhas o número de participantes foi de 14.
Na segunda – 08.01.2012 – totalizou 105 pessoas.
Isso reflete o empenho dos envolvidos nessa implantação. São eles:
Antonio Magno Damasceno, Ezequias Gonçalves dos Santos, Presbítero J.Alves e Silmar.
O acompanhamento jurídico está com os advogados João Otavio Da Rin Sodré e Nizan Lima dos Santos.

É LEI

DEPÓSITO NA HORA DE INTERNAÇÃO

DIÁRIO OFICIAL

Lei de n° 3.359 de 07/01/02 – Depósitos Antecipados

Foi publicada no DIÁRIO OFICIAL em 09/01/02, A Lei de n° 3.359 de
07/01/2002, que dispõe:

Art. 1° – Fica proibida a exigência de depósito de qualquer natureza, para possibilitar internação de doentes em situação de urgência e emergência, em hospitais da rede privada.
Art. 2° – Comprovada a exigência do depósito, o hospital será obrigado a devolver em dobro o valor depositado ao responsável pela internação.
Art. 3° – Ficam os hospitais da rede privada obrigados a dar possibilidade de acesso aos usuários e a afixarem em local visível a presente lei.
Art. 4° – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Não deixe de repassar aos seus amigos, parentes e conhecidos.
Uma lei como essa que deveria ser divulgada, está praticamente escondida!
E isso vem desde 2002. Estamos em 2009!





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia