A cidade de Ilhéus foi entregue a um famigerado costume de raiar seu novo dia completamente aterrorizado, e as pessoas com medo de tantos descasos com premeditadas imoralidades e falta de cuidado.Ninguém do poder público procura ver o que está acontecendo?
Existe uma grande de quantidade de detritos espalhados nas artérias públicas, nocivos ao bem-estar social numa repugnante agressão a sua população, que são seres humanos que merecem respeito. Os sórdidos administradores nada fazem para sanar tantos desmandos espalhados dentro das suas mentes insensatas, que mais parecem a tudo jogado pelas ruas.Passeios lotados de sacos enormes de lixo, deixando todos preocupados como vai ficar a saúde da nossa população? A firma coletora desse lixo demonstra que está de pleno acordo com o atraso ou a falta de pagamento dos serviços, que dizem que prestam com responsabilidade, porém, destroem a nossa cidade.Uma forte chuva com muita água, bueiros com escoamentos precários, espalhados com grande correnteza por toda a cidade, levando esses inúmeros sacos e caixas de papelão cheios de lixos, o que poderá acontecer a todos nós? Insanos e ou desprovidos de sanidade mental?
Analisando outros estranhos acontecimentos, meditamos quantos prejuízos ao comércio e aos lojistas; quantos turistas nem desceram dos navios e outros resolveram desistir de sua viagem, porque foi criado para nossos parceiros e amigos turistas, um clima impregnado de medo pela a ausência de segurança. Quantos profissionais do volante, motoristas de táxi, Vans e empresas de ônibus estão inconformados com tantas coisas ruis que vem acontecendo em Ilhéus e todo nosso país. Os assaltos à luz do dia virou a moda da casa ou repertório de piadas de fariseus dizendo que a Bahia é de todos e vai bem.
Buscando o entendimento dos mistérios que circundam a nossa existência, nos deparamos com um aviso muito importante: “quem semeia esperança nos caminhos dos homens, colhe paz e amor nas estradas da vida.” Todavia, vivemos num mundo que se transforma sempre, sendo o homem a figura que dá origem às modificações dos fatos e das coisas através do seu esquisito comportamento. Participamos de um universo compenetrado de erros constantes! Não importa fingir, desconhecer deslizes naturais que estão a qualquer hora à nossa frente. O que importa para muitos é a direção da fuga para o caminho deprimente da mentira, muitas vezes mal idealizada pela espécie humana. Observamos que muitos homens preconizam a fraternidade como assunto palpitante. Mas, olhando para o lado real das atividades dessas criaturas elas procuram pregar apenas as aparências sobre o respeito e o amor ao próximo. Assim são muitos homens residentes nessa grande cidade dizendo que amam e defendem a prosperidade e soberania de Ilhéus.