Diante de tantos acontecimentos bons ou ruins que a vida desse mundo nos apresenta, figuramos diante de um teste da nossa força de confiar e ter robusta fé na existência de Deus, pois são nos momentos de angustia que surge essa busca, e devia ser em todos os espaços da vida!Quantos sofrimentos surgem nesse universo de prantos e desencantos. Nunca foi tão importante à necessidade de oferecer um abraço ao nosso semelhante, principalmente, aqueles que às vezes fraquejam e duvidam da existência de um Ser Supremo e Onipotente no meio de todos nós.
Olhando o lado animalesco dos homens, indagamos: seria impossível imaginar se existe gente que quer se trucidar? Pois o que vemos atualmente são algumas casas vazias, móveis empoeirados, cadeiras que foram deixadas de ser usadas para um diálogo cordial e amigo entre as pessoas dentro do seio familiar. Olhando mais, vemos as paredes cheias de retratos de entes queridos! Pensando bem, nos preocupamos também com inúmeras igrejas espalhadas por nosso mundo, que estão se humanizando às vezes tarde demais para a grande necessidade da conquista da paz tão almejada e proclamada na vontade de Deus e tão amplamente divulgada nas manchetes de rádios, jornais e televisões.
Existe uma falta de atenção no detalhe que determina a preservação da espécie humana. Tem muita gente preferindo o exercício trágico de ser surdo, cego e mudo, criando seu próprio isolamento. Que tão longo se torna os caminhos da vida, se colocamos dificuldades em criar uma nova epopeia na nossa existência, deixando de destruir os alicerces arcaicos para uma nova estrutura. Ter uma visão das mudanças temporárias ou radicais para não sofrer com as transformações do mundo.Verificara ação do sentimento do abraço, porque é um ato de extrema importância para a espécie humana, em virtude de quedói muito se surgir aparente dúvidanessa atitude.
Tem muita gente necessitando de amparo e muita solidariedade! Imaginamos quantos gemidos enchem os hospitais; mulheres que se prostituem por chamados motivos honestos; mendigos e aleijados que anteriormente eram grandes profissionais receberam até medalhas de honras, hoje são restos heróicos! Inúmeras cruzes pela margem das estradas, deixando apenas lembranças de entes queridos.Foi à excessiva liberdade da pressa de chegar que deixou o apressado no meio do caminho, não mais seguirá a sua viagem.
Numa visão de conjunto com uma descrição abreviada, pois ao escrever o comentário de hoje, não estava muito satisfeito! Procurei analisar o que era tal estado de coisa, busquei os motivos, e nada! Julguei ser um mau humor passageiro, mas cheguei à conclusão finalmente do que era. E, talvez tardiamente descobrir por estava insatisfeito; foi que por momentos, por instantes vieram a minha mente recordações bonitas dos meus belos dias da minha infância, tempos estes que não voltarão jamais.
Estava descontente porque, hoje, adulto, por mais que queira, por mais que deseje, falta-nos algo de que tanto observo sua divulgação pelo mundo. Falta a compreensão robusta e sincera nos lares, falta o amor em sua essência maior, falta a amizade franca, falta a imensidão da confiança. Quando criança, a minha mãe num olhar sério e decisivo, observava quando eu passava por uma pessoa idosa! Seu desejo mais ardente sempre foi que eu pedisse a benção, era feita a sua sublime vontade, e nesse gesto quanto ganhei de carinho e proteção! Como seria diferente tudo, se houvesse mais comunicação, mais diálogo, mais abertura em torno de determinado assunto que fizesse bem a todos de forma indistinta. Descobri mais ainda, que a mentira era a grande responsável pelas discórdias, pelas guerras, pelas desordens em todos os setores da existência humana. Obrigado meus pais, descansem em paz, valeu a pena sua luta por mim, hoje venho oferecendo aos que me pedem honestamente a minha ajuda, lembrando sempre o que ouvia: ninguém vale nada sozinho.

Eduardo Afonso
73 8844-9147/9154-6888