Girando




Busca por Data
março 2012
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Mês mar/2012

O AMIGO/IRMÃO DA RIN ENCAMINHOU

Talvez esteja na hora da nossa espécie aprender o verdadeiro significado da vida em grupo observando a natureza!… Isso é que eu chamo de trabalho em equipe! rs…
 
CLIQUE SOBRE CADA GRAVURA
http://www.youtube.com/v/LuVPnW0s3Vo?hl=en&fs=1&autoplay=1
http://www.youtube.com/v/gBnvGS4u3F0?hl=en&fs=1&autoplay=1
http://www.youtube.com/v/mgCIKGIYJ1A?hl=en&fs=1&autoplay=1

RÁDIO SANTA CRUZ

De: ZÉCARLOS JUNIOR
Assunto: RÁDIO SANTA CRUZ

Corpo da mensagem:
Senhor Jornalista Roberto Rabat,

Todos os dias sempre às 5:00 horas da manhã, quando os passarinhos começam a sair das tocas e dos ninhos, estou eu aqui no meu cantinho ligando e ouvindo o programa líder de audiência há mais de quarenta anos, do meu amigo ZÉ TIRO SÊCO, o caipira mais atrapalhado da região.

Há coisa melhor para começar um dia?

Aos sábados e domingos, nesta mesma rádio, acontece o programa BAÚ do amigo DRAULO LOPES, matando saudades com as músicas que marcaram época.

Aí vem o Gil Gomes e todos os radialistas que fazem uma programação dinâmica nesta rádio.

Mas como as coisas não são somente flores, os programas de Zé Tiro Seco e Draulo Lopes, são cortados pela metade para ser inserido um programa maluco e sem nenhum conteúdo, ainda por cima se dizendo espírita, que fala do caboclo sete estrelas e de outras besteiras que não levam a nada.

Acredito que a programação foi alterada para atender um apelo puramente comercial, tipo vamos faturar, em detrimento a programas com real conteúdo como são os de Zé Tiro Sêco e Draulo Lopes.

A comunidade espírita precisa reagir a este programa pois o mesmo se diz de origem espírita, quando na verdade não tem nada a ver com a doutrina espírita na sua essência.

Realmente uma programação de mau gosto da Rádio Santa Cruz.

ZÉCARLOS JUNIOR


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1

Agrissênior Notícias – Nº 373 – 03 de abril de 2012

O MAR DE ILHÉUS

De: Guimaraes
Assunto: O MAR DE ILHÉUS

Corpo da mensagem:
O litoral de Ilheus é o maior da Bahia.
Não temos uma empresa de pesca, pois quem pesca aqui são empresas do Ceará.
Muitos navios aportam no Porto do Malhado e passam ao largo e me pergunto, não ha acidentes?não lavam seus porões?
temos uma base naval e eu nunca vi nenhum navio patrulha.
O mar de Ilhéus é um mar de tranquilidade?


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1

Rio do Engenho -Uma tragédia socioeconômica e ambiental

Luciano Sanjuan

Se procurarmos em todos os guias de turismo, livros de história e até no imaginário da população ilheense o povoado do Rio do Engenho situado a margem direita do Rio Santana, com certeza estará notificado como um belo lugar, com paisagens bucólicas, natureza preservada, banhos de rio, cachoeiras, boa culinária, gente hospitaleira e muita história.
A igrejinha do século XVI e os resquícios do Engenho de Santana são complementos importantes que deveriam estimular o visitante a conhecer melhor esse recanto pitoresco da Costa do Cacau, no entanto para o morador, o que se descortina é uma verdadeira tragédia socioeconômica e ambiental. O lugar vem se depauperando seguidamente com ações governamentais desastrosas que desencadearam um verdadeiro empobrecimento da população do lugarejo.
O lugar que é cartão postal dos mais apreciados teve um forte abalo socioeconômico-ambiental com a construção em 1998 da represa do Rio Santana, que abastece com água potável os belos bairros ao sul de Ilhéus – Pontal, Jardim Atlântico, Urbis e tantos outros, no entanto a população do Rio do Engenho que esta a cerca de 100 metros da represa, não recebe nem uma gota de água tratada, se abastecendo do precioso líquido de uma represa poluída que se situaironicamente próxima a “grande barragem” é como se o colonialismo da época dos portugueses continua-se vigorando e se perpetuando – tiram o ouro e pagam com chibatadas.

Mas a construção da imponente barragem não só afetou a paisagem histórica, como também provocou umagrande catástrofe ambiental e uma forte decadência econômica do lugar. Porque além de não beneficiar o povoado com água tratada, a implantaçãoda Barragem não realizoua construção do canal da piracema quepermite aos peixes migradores chegar às áreas de reprodução e berçários acima dasbarragens no período da piracema (migração reprodutiva), e seu retorno no período de alimentação. Essa ligação é fundamental para a conservação da biodiversidade.


Canal da piracema no Rio Paraná (barragem de Itaipú) por onde os peixes e mariscos sobem o Rio.

No Rio Santana a construção da barragem ocasionou o desaparecimento de diversos pescados que davam sustentabilidade ao turismo gastronômico no Rio do Engenho, com destaque para o famoso Robalo, que era servido nos restaurantes do lugar e que atraiam personalidades e apreciadores da boa gastronomia e que juntamente com o pitu dava animo aos motoristas de enfrentar os 26 km de estrada de chão que separam o Rio do Engenho do centro de Ilhéus para apreciarem as deliciosas iguarias.
Com o fim do Robalo e a proibição da pesca dopitu em todo o estado (porque ainda não foi feita uma pesquisa de quando acontece o defeso -época de reprodução), além da falência dos restaurantes, os pescadores passaram a ser marginalizados e a ter que pescar de forma ilegal, segundo eles para “não ter que mudar para a cidade e se transformar em favelado”.


Barragem do Rio Santana uma muralha intransponível para peixes e mariscos.

Livro com Histórias de Adonias Filho


Livro com Histórias de Adonias Filho
Organizado por Cyro de Mattos Ganha
Publicação Primorosa da EDITUS

Numa edição primorosa, com belíssimas ilustrações do desenhista baiano Ângelo Roberto, nascido em Ibicaraí, a coletânea Histórias Dispersas de Adonias Filho, com prefácio, notas e organização do escritor Cyro de Mattos, foi publicada neste mês de março pela Editus, editora da Universidade Estadual de Santa Cruz. Na obra são apresentadas cinco histórias em que o escritor Adonias Filho transmite sua paixão por uma humanidade feita de verdades fundamentais através da visão dramática, lírica e amorosa, que palpita em seus protagonistas, nas passagens feitas de alusões e observações lúcidas.
O Brabo e Sua Índia, A Lição, Nosso Bispo, Amor no Catete e A Volta são as histórias que compõem a coletânea e que foram publicadas há mais de trinta anos, em revistas, jornais e antologias. A coletânea traz ainda uma pesquisa iconográfica feita com bom gosto pelo escritor Cyro de Mattos na qual é mostrado o consagrado romancista baiano Adonias Filho em momentos importantes de sua vida: tomando posse na Academia Brasileira de Letras, em sua fazenda Aliança, em Inema, em sua viagem a Luanda (África) e com os amigos Rachel de Queiroz e Gilberto Freire.

LEGÍTIMO CRIADOR

Como posfácio na coletânea figura o estudo Experiência de um Romancista, do Professor Emérito Doutor Fred Ellison, da Universidade de Austin, Texas, com tradução para o português do Professor Emérito Doutor Luiz Angélico, da Universidade Federal da Bahia. Ressalta Cyro de Mattos no prefácio da coletânea que “o tratamento digno que imprime o legítimo criador de linguagem à sua gente, nestas Histórias Dispersas, que ora acontecem no interior do sul da Bahia, ora na Capital, já demonstra aquele que seria em sua carreira de escritor, entre o trágico e o lírico, um dos maiores intérpretes da natureza humana feita de sortilégios, ermos e pesos da vida, em sua dimensão mítica povoada de mistérios”.
A Editus vai promover o lançamento do livro na Academia de Letras da Bahia, em Salvador, no dia 25 de abril, às 18 horas. Em Itabuna, a Academia de Letras de Itabuna – ALITA e a Editus vão lançar Histórias Dispersas de Adonias Filho no dia 5 de maio, na FTC, às 19 horas, enquanto o Memorial Adonias Filho em Itajuípe pretende programar o lançamento da obra para o mês de junho, em data a ser

PSICOMUNDO – ATENDIMENTO PÚBLICO

Não há quem nunca tenha feito, ou pelo menos ouvido, comentários como este: “hoje, quando fui tratar de meu processo, resolver assuntos de documentos importantes, tive a sorte de encontrar um funcionário ótimo, atencioso, paciente, educado e prestativo”. Ou: “aquela funcionária deveria ser elogiada pela delicadeza com que trata as partes”!
Com a existência de várias repartições públicasem nossa cidade, o certo, entretanto, seria considerar-se natural esse procedimento e só o oposto, por sua raridade, merecer comentários. Por exemplo, ficar numa fila para reconhecer a firma de uma pessoa, recebendo uma senha de quantidade limitada para esse atendimento, realmente merece uma boa reflexão buscando uma fórmula para estabelecer um bom atendimento. Torna-seum grande inconveniente quando se encontra numa dessas filas, pessoas idosas, senhoras grávidas, deficientes físicos de todas as necessidades básicas, e muitas vezes são criaturas esquecidas, e surge uma necessidade prioritária originada da boa formação educacional de nossa sociedade solidaria e humana, dando-lhes de modo espontâneo o seu lugar no atendimento.
Não é favor nenhum darmos a quem procura uma repartição pública um tratamento cortês que retrate a imagem do Órgão a que pertencemos e executamos nossas atividades profissionais.Na organização do nosso País, todos são chamados a colaborar, quer diretamente, quando ocupamos um cargo, seja qual for, na administração pública, quer na condição de mais um dos que, pelo pagamento de impostos e taxas, contribuem, igualmente, para o desenvolvimento da Nação Brasileira.
É fácil, pois, compreender a irritação de alguém que, após aguardar em pé numa longa fila sua vez de ser atendido, se sente muitas vezes desrespeitado ao ouvir a informação seca e impaciente do funcionário que o atende: “volte amanhã ou daqui a alguns dias”! Faltam adicionar um sorriso, uma palavra amável e maiores explicações aos esclarecimentos que prestamos, e estamos ali para isso, respeitar e atender bem ao público. Nada custa dar a impressão de que o mais importante para nós, naquele momento, é resolver o problema de quem nos procura.
Assim procedendo, não estaremos apenas zelando pelo interesse do próximo, ou mesmo ajudando o nosso semelhante, mas, ao mesmo tempo, elevando o conceito da repartição em que trabalhamos e, consequentemente, o status profissional de cada um de nós. Para não falar, também, de nosso aperfeiçoamento como pessoa humana. A educação mostra o grau de conhecimento da cultura do servidor público observada pelo lado social. É um gesto determinante que marca para sempre, e onde quer que esteja a pessoa que atendeu com carinho e presteza, pois a primeira impressão é a marca que registra esse entrelaçamento de importante encontro humano.


Eduardo Afonso
73 8844-9147/9154-6888

Processo Seletivo

De: Jackson Emanoel benevides Prado
Assunto:

Corpo da mensagem:
O IF Baiano está realizando Processo Seletivo para contratação de Professor Temporário para atuação no Campus Uruçuca (antiga Emarc). São oferecidas 06 vagas distribuídas nas áreas de Física, Filosofia, Letras e Engenharia de Agrimensura.
As inscrições serão realizadas, exclusivamente pela Internet, no período de 02/04/2012 a 10/04/2012.
A remuneração varia de R$ 1.115,02 a R$ 3.678,74 para o regime de trabalho de 40
horas semanais; e R$ 557,51 a R$ 2.132,48 para o regime de trabalho de 20 horas semanais.
Para se inscrever, o candidato deverá acessar o sítio eletrônico http://www.ifbaiano.edu.br/unidades/urucuca, preencher a ficha de inscrição, assiná-la e enviar para o e-mail: selecao.professor@urucuca.ifbaiano.edu.br. Não será cobrada taxa de inscrição.


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1

VIVER A SEMANA SANTA

(in PNE – BMC Roteiros Homiléticos da Quaresma Ano B – Fevereiro / Abril de 2012)

Dom Mauro Montagnoli / Bispo diocesano de Ilhéus

Dom Mauro Montagnoli / Bispo diocesano de Ilhéus

Para muitos, um feriado; para outros, uma devoção; para o comércio, oportunidade fantástica de vendas; para outros ainda, um momento especial de meditação, oração e renovação da fé. E para você, o que significa “viver a Semana Santa”?

Existe um jeito, um lugar, um momento muito especial no qual aprenderemos a “viver a Semana Santa”. É o que nos aponta o saudoso Papa Paulo VI: “Se há uma liturgia que deveria encontrar-nos todos juntos, atentos, solícitos e unidos para uma participação plena, digna, piedosa e amorosa, esta é a liturgia da grande semana. Por um motivo claro e profundo: o Mistério Pascal, que encontra na Semana Santa a sua mais alta e comovida celebração, não é simplesmente um momento do Ano Litúrgico: ele é a fonte de todas as outras celebrações do próprio Ano Litúrgico, porque todas se referem ao mistério da nossa redenção, isto é, ao Mistério Pascal”.

Eis o sentido do que significa “viver a Semana Santa”: fazer memória do mistério do amor de Deus que se manifestou na entrega confiante de Jesus ao Pai, até a morte na cruz, por fidelidade à sua missão. Mais ainda, significa celebrar o mistério do amor de Deus que sustentou Jesus em seu calvário e o ressuscitou, o glorificou, o fez sentar-se à sua direita, constituindo-o Cristo, Messias e Senhor.

“Viver a Semana Santa” significa fazer memória destas ações maravilhosas de Deus. Mais, saber que estamos “re-vivendo” todos estes fatos. “De geração em geração, cada um de nós é obrigado a ver-se a si próprio, com os olhos penetrantes da fé, como tendo ele mesmo estado lá no Calvário, na primeira sexta-feira santa, e diante do sepulcro vazio, na manhã da ressurreição. Hoje, todos nós, aqui reunidos para celebrar a eucaristia, estávamos lá, prontos a morrer na morte de Cristo e a ressuscitar em sua ressurreição. Será exatamente nossa comunhão com o corpo sacramental do verdadeiro Cordeiro que nos tornará realmente presentes àquele eterno presente”

Acolhamos o convite de S. Gregório de Nazianzo, bispo do séc. IV, que certamente também nos dá uma dica de como “viver a Semana Santa”: “Se és Simão Cireneu, toma a cruz e segue a Cristo. Se, qual o ladrão, estás crucificado com Cristo, como homem íntegro, reconhece a Deus. Adora aquele que foi crucificado por tua causa. Se és José de Arimateia, pede o corpo a quem o mandou crucificar; e assim será tua a vítima que expiou o pecado do mundo. Se és Nicodemos, aquele adorador noturno de Deus, unge-o com perfumes para a sua sepultura. Se és Maria, ou a outra Maria, ou Salomé, ou Joana, derrama tuas lágrimas por ele. Levanta-te de manhã cedo, procura ser o primeiro a ver a pedra do túmulo afastada, e a encontrar talvez os anjos, ou melhor ainda, o próprio Jesus”.

Aí sim, poderemos exclamar: “FELIZ PÁSCOA!”

É o que desejo a todos os diocesanos, padres, seminaristas, religiosas e religiosos, leigos e leigas; aos meus irmãos bispos; aos meus confrades etigmatinos; aos meus familiares daqui e de longe; aos meus amigos e a todo o Povo de Deus.

QUE A RESSURREIÇÃO DO SENHOR

ACONTEÇA CADA DIA DE NOSSA VIDA.

Ilhéus, abril de 2012

 

Dom Mauro Montagnoli CSS

Bispo diocesano de Ilhéus

 

A POPULAÇÃO DO MALHADO NAO AGUENTA MAIS

De: thiago nascimento
Assunto: A POPULAÇÃO DO MALHADO NAO AGUENTA MAIS

Corpo da mensagem:
OLHA A VARIOS MORADORES JA TELEFONAMOS PARA AS POLICIAS PARA VER ESSE NEGOCIO DO BAR SUPER CALDO QUE NAO AGUENTAMOS MAIS POIS O SOM TOCA DE MANHA ATE A TARDE A NOITE OS MORADORES NAO PODE ASSISTIR TV, LER UM LIVRO E NEM CONVERSAR E NEM DESCANSAR E CHEGA A NOITE NAO PODEMOS DORMIR POIS O SOM É DEMAIS TEM PESSOAS DE TODAS AS IDADES E DOENTES E O DONO RAIMUNDO É O PRIMEIRO A FALAR QUANDO VER UM SOM DE CARRO E ELE NAO OLHA O QUE ELE ESTA FAZENDO. “AUTORIDADES RESOLVER ESSE ASSUNTO” TEM PESSOAS QUE TRABALHA E ESTUDA E NO OUTRO DIA TEM QUE ACORDAR CEDO E FICA COM SONO NA ESCOLA E NO TRABALHO. O RAIMUNDO SO SABE FICAR OLHANDO … (cortado/Rabat) … DOS OUTROS E NAO VER O ERRO DELE.


Esta mensagem foi enviada através do formulário de contato do site R2CPRESS | A Letra Fria da Verdade http://www.r2cpress.com.br/v1

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) CARTÕES POSTAIS QUE ME APAIXONAM (10).
2) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Droga apreendida é incinerada em Itabuna

Da Redação, com informações de Joá Souza

Joá Souza | Ag. A TARDE

Entorpecentes foram apreendidos durante operações realizadas nos últimos seis meses

Entorpecentes foram apreendidos durante operações realizadas nos últimos seis meses

Cerca de 60 kg de drogas foram incineradas na manhã desta sexta-feira (30), em Itabuna (a 447 Km de Salvador), em uma empresa de incineração de dejetos. Os entorpecentes – cocaína, maconha, crack e remédios – foram apreendidos durante operações realizadas pelas polícias Civil, Militar e Federal nos últimos seis meses nas cidades de Ilhéus, Itabuna e regiões próximas.

Além da droga, um formo micro-ondas também foi incinerado. O aparelho eletrodoméstico era usado para secar a droga e foi apreendido em uma operação da PM, em um posto de gasolina, em dezembro do ano passado, no município de Itabuna. Na ação, Wesley Sales de Camargo, de 29 anos, foi preso em flagrante e a droga entregue a Polícia Federal da cidade.

A incineração, segundo a juíza da 1ª Vara Crime da Comarca de Itabuna, Antônia Marina Aparecida de Paula Faleiros, é uma medida de descarte seguro do material, pois não há um lugar adequado na região de se guardar a droga. Ainda de acordo com a juíza, as armas apreendidas nas operações também já foram retiradas da cidades. Na semana passada, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) recolheu cerca de 100 armas envolvidas nos inquéritos policiais.

No A TARDE ON LINE

NOVA COLETA DE LIXO NA ZONA SUL/FAELBA: COMEÇOU A MELHORAR

Enfim, o “cantinho esquecido da zona sul” parece ter sido lembrado. Após um primeiro dia frustrante (clique aqui), já dá pra perceber uma regularidade na coleta e, principalmente, um novo visual na rua, sem montanhas de lixo nas portas das casas, dias e mais dias a recolher. A pouca divulgação desse importante projeto contribui para alguns casos isolados de gente desavisada ou que insiste em não cumprir regras. Ainda é possível ver lixo na porta de algumas casas em horário indevido mas, no geral, mudou muito e mudou pra melhor. Espero que se consolide em toda a cidade.
Contudo, o logradouro Santo Antônio de Pádua/Faelba ainda tem um outro problema emergencial a ser resolvido: os incontáveis buracos, principalmente ao redor da praça, e a própria praça, que carece de uma revitalização.

Nilson Pessoa

Prefeitura Municipal de Ilhéus

Prefeito de Ilhéus reivindica ao Estado obras paras as zonas urbana e rural
Prefeitura de Ilhéus entregará mais 80 casas para moradores do Teotônio Vilela
Coolimpa promove reunião com associados
Saúde amplia serviços para realização do cartão do SUS
Professores de Ilhéus participam de capacitação na obra de Jorge Amado

•| MATÉRIA COMPLETA »

ESGOTO NO PONTAL

Amigo Rabat andei lendo ha alguns dias atrás uma nota em seu site sobre o esgoto enfrente ao embarque do aeroporto, até o momento não tivemos nem melhoramento, continua lá com o canal aberto, os operários abandonaram a obra, que está com esgoto a céu aberto causando mal cheiro e oferecendo perigo aos moradores que moram próximo, a dengue está aí de volta.

Grato.
CAMPOS LOPES

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Próximas