WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom saude embasa


novembro 2012
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  








BAÍA DO PONTAL – QUE FUTURO TE ESPERA?!

01

Temos notado que a Baía do Pontal, cada vez mais está evidenciando o seu assoreamento. Já é possível observar uma nova “coroa” (Banco de Areia), que surgiu aproximadamente em 2011.

Tudo isso, são reflexos da má distribuição das chuvas, principalmente nas cabeceiras dos rios Colônia e Salgado, que são os dois principais formadores da Bacia do Rio Cachoeira.

Vale ressaltar, que a quantidade de chuva em milímetros (mm), em média, é praticamente a mesma dos últimos 40 anos, o que alterou na verdade são as intensidades irregulares destas chuvas ao longo do ano, ou seja, chove de uma só vez uma quantidade que seria o esperado para um mês, num tempo de 48 horas, por exemplo.

Com isso, ocorre uma maior erosão, onde os solos são arrastados com mais intensidade, devido exatamente incidir na metade superior da bacia hidrográfica, uma vegetação predominantemente de gramíneas, ocorrentes de maneira geral em pastos limpos (manejado) e pastos sujos, notadamente no Rio Colônia.

 

02

E é justamente no Rio Colônia, que deverá ser construída uma barragem, represando suas águas, para o Sistema de Abastecimento de Água da cidade de Itabuna num futuro bem próximo.

Os especialistas nesta área são sabedores que com isso, o volume de água após a barragem, terá uma redução significante, levando o Rio Cachoeira e principalmente na sua foz, na Baía do Pontal, um assoreamento que no nosso entender, será num prazo máximo de 05 anos, caso as medidas complementares não sejam realizadas ao mesmo tempo.

Isto já foi constatado na foz do Rio Jequitinhonha, na cidade de Belmonte, com a construção de uma barragem nas proximidades da cidade de Itapebí com a BR-101. Nesta foz, houve o fechamento total da saída das águas para o mar, tão era a diminuta quantidade de água, tornando-se uma grande lagoa, ou represa natural. Com isso, causando um prejuízo enorme para os pescadores que dependiam da pesca de “alto mar”; por um bom tempo. Só depois com ajuda de “máquinas pesadas”, foi possível desobstruir a passagem do rio para o mar.

É bom lembrar, que a Bacia do Rio Jequitinhonha é bem superior a Bacia do Rio Cachoeira, então está claro que num futuro próximo teremos problemas gravíssimos na nossa Baía do Pontal. E mais uma vez, informamos que isto só ocorrerá se nada for feito no tempo certo.

Queremos também deixar bem claro, que não somos contra a barragem para suprir o complemento no abastecimento de água de Itabuna, pois com o crescimento populacional desta cidade nos últimos 10 anos, já necessitava desta nova captação, que inclusive já deveria ter sido resolvido há muito tempo.

A questão é que o Poder Público atente para isso e faça os devidos investimentos com antecedência, ao longo do Rio Cachoeira e sua foz, para que no futuro, não tenhamos coisa parecida com o que vem ocorrendo com a ponte Lomanto Júnior, onde se deixou tudo pra última hora, e o resultado não merece nenhum outro comentário qualquer. Além de tudo isso, ainda temos o recuo de maré neste trecho, provocado pela construção do Porto Internacional do Cacau, que também contribuiu para o estreitamento da entrada da barra.

Fica aqui nossa observação em TEMPO, porque depois o remendo não vai dar certo.

Rezende

4 respostas para “BAÍA DO PONTAL – QUE FUTURO TE ESPERA?!”

  • José Augusto Halla de Sá says:

    Caro amigo Rezende,
    Você, a exemplo de muitos ilheenses, sempre preocupado com a cidade e alerta para situações graves como a comentada. Urge realmente que providências sejam tomadas pelo poder público para que não aconteça o pior! Vê-se nitidamente pelas fotos que o assoreamento já é grande! O recuo da praia, então, nem se fala! É o preço que se paga quando se constroi grandes obras – mesmo de extrema necessidade – sem um estudo percuciente dos impactos ambientais. Parabéns, mais uma vez, pelo excelente trabalho.

  • Tarcicio NETO says:

    Rezende, é bom lembrar que enquanto a areia acumula ai no São Miguel está cada vez mais perdendo espaço para o mar, sou vítima deste processo irresponsável do porto já perdi 20 metros do meu terreno, já atingiu os fundos da nossa casa.

  • Domingos D. Santos says:

    E se consertasse? Ou seja abrisse um vão no meio do porto com colunas e uma ponte ligando os duas partes, como são outros portos que conheço, a corrente não ia aos poucos desfazendo os problemas citados? Claro que uma draga também seria útil.
    Domingos D. Santos

    • Tarcicio NETO says:

      Domingos esta foi a ideia dada por mim em uma das tantas reuniões com os (entendidos) mais muito contestada pelos mesmos acho que falta boa vontade principalmente porque um fica jogando o problema para o outro e nosso bairro aos poucos desaparecendo.

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia