O garoto Lucas Gabriel Oliveira Saraiva, de 3 anos, morreu na manhã desta sexta-feira, 21, após ser atingido por um portão de ferro de uma escola, no município de Curaçá (a 590 km de Salvador), norte do Estado.

Segundo a 45ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), localizada na cidade, o menino foi até a Escola Municipal Caminho da Cidadania acompanhado da avó, que trabalha na unidade e teria ido resolver um problema. O garoto brincava próximo ao portão e, ao tentar abrir, caiu sobre ele.

Lucas Gabriel foi encaminhado para o Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos. Informações da unidade de saúde dão conta de que o garoto teve afundamento craniano e teria fraturado o pescoço.

“Foi uma irresponsabilidade, pois este portão estava solto há mais de um mês e chegou a cair outras vezes, mas sem machucar ninguém. Agora uma criança perdeu a vida”, desabafou um comerciante, que não quis se identificar.

O delegado Reginaldo César Cabral de Lima, responsável pelas investigações, disse que a perícia foi realizada no local para identificar o que pode ter causado o acidente. “É um portão de ferro, com trilho, que abre lateralmente. Temos várias hipóteses que vão desde problema na manutenção até na própria instalação, mas só com a perícia é que poderemos saber o que ocorreu.”

Reginaldo Cabral disse ainda que instaurou inquérito e que começou a ouvir familiares e testemunhas, mas adiantou que é prematuro afirmar qualquer coisa no momento. “São várias versões e estamos apurando todas, mas garanto que se ficar comprovado que houve negligência os responsáveis serão indiciados”, garantiu.

O corpo de Lucas Gabriel foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro. O sepultamento deve ocorrer na manhã deste sábado, 22, num cemitério da cidade de Curaçá. A reportagem de A TARDE tentou ouvir com a direção da escola e com representantes do município, mas ninguém atendeu aos telefones.


Alean Rodrigues l Sucursal Feira de Santana
No A TARDE ONLINE