WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


Maio 2013
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  






:: 5/maio/2013 . 18:17

BANCO DO BRASIL – Agência Ilhéus

Às vezes a gente não se liga na história, mas todos devem saber que a Agência do Banco do Brasil em Ilhéus, com o código 0019, foi a décima nona agência instalada no Brasil.

Realmente não é pouca coisa, representa muito no contexto da vida de uma comunidade.

Mas nos dias de hoje o que está ocorrendo com a nossa lendária Agência? Já há muito tempo e logo após a última reforma, que o atendimento nos caixas eletrônicos está prestando um péssimo serviço à população ilheense.

São filas intermináveis, às vezes dois e até três caixas têm dinheiro, muitos sequer funcionam, os idosos são humilhados em passar horas nas filas atrás de uma ajuda, enfim, o caos está montado e ninguém sabe a quem procurar para uma simples explicação.

É impressionante como as entidades constituídas e que fazem parte da rede produtiva, como a ATIL, ACI, CDL e a própria prefeitura, não tomam qualquer atitude para que o BANCO DO BRASIL venha honrar a sua tradição em nossa cidade. Incluimos nesse rol o Sindicato dos Bancários.

Os funcionários do Banco do Brasil não podem ser culpados por esses desmandos administrativos, todos sabem que o banco tem gerência, superintendência, diretoria geral, enfim, todo um aparato operacional que fazem essa grande instituição se manter imbatível no cenário econômico do país.

Então esperamos que a Gerência Local tome as devidas providências para sanar essa situação de falta de respeito com a população.

Realmente não dá mais para esperar, algo tem que ser feito de imediato.

ZÉCARLOS JUNIOR

PSICOMUNDO – COMUNICAÇÃO URGENTE AO PESSOAL DA EMBASA EM ILHÉUS


Para ler em TELA CHEIA clique onde estão as 4 setinhas (Lado direito).

Radialista ilheense desaparecido

Encontra-se desaparecido desde as 08h da manhã de ontem, 04, o Radialista JOELTON ALVES DE SOUZA. O mesmo saíra para uma pescaria num barco por volta das 05h da manhã rumo às proximidades da Pedra de Ilhéus, logo após o espigão do Porto do Malhado. Três horas depois, após um desequilíbrio no barco, o mesmo caiu no mar, não mais subindo. Joelton encontrava-se acompanhado por um colega, que nada pôde fazer, devido à profundidade e o balanço da maré. O amigo aguardou ainda uns 60 minutos, retornando em seguida para comunicar o fato aos familiares. Ainda no dia de ontem foi registrado a ocorrência na 7ª CRPN, em Ilhéus, sob o BO 13.01954.

Em seguida o fato foi comunicado a Capitania dos Portos e ao Corpo de Bombeiros, que imediatamente fizeram buscas nas proximidades, sem sucesso. As buscas continuam e a expectativa é que até amanhã encontrem o corpo, ou mesmo apareça em alguma praia do litoral ilheense.

Outra versão é que o Radialista tropeçou na linha que arremessava ao mar. Segundo a família, Joelton sabia nadar e pescar era seu hobby, inclusive conhecia aquela região onde era de costume pescar. Agora é aguardar o corpo e só após o exame cadavérico possa se obter a causa “mortis”.

Joelton era funcionário da Rádio Cultura de Ilhéus há vinte anos e exercia a função de técnico de transmissor, no parque de operação da emissora. Tinha 39 anos e era casado com a Sra. Nadja Maria Santos de Macedo.

Assim que o Sindicato dos Radialistas de Ilhéus teve conhecimento desta triste notícia, o Presidente, Elias Reis, se deslocou a residência do Radialista (Av. Esperança, 78, Malhado), se reunindo com a família e se colocando a disposição em qualquer situação, inclusive acompanhará todo o processo de busca e posteriormente apoio, conjuntamente com o empregador, quanto ao custeio de velório e sepultamento, bem como o andamento de extinção e direitos na relação do vínculo empregatício e previdenciário.

A diretoria do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus e demais companheiros da radiodifusão, lamenta com pesar esta nota lamentável.

 

Ascom, STERT, 05.05.2013

Rita de Cássia, diretora de comunicação.

Luiz Carlos Escuta contesta declarações de Lukas Paiva

Escuta.

Escuta.

O vereador Luiz Carlos Escuta (PP) considerou levianas e irresponsáveis as declarações do vereador Lukas Paiva (PMN) sobre as notificações e penalidades aos condutores, geradas pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Ilhéus (SUTRAN). Segundo Escuta, o vereador do PMN joga palavras ao vento, mostrando um total desconhecimento sobre os números do município, que, por sinal, é uma obrigação dos membros do Poder Legislativo conhecer; e, em vez de debater sobre os direitos da população, está mais preocupado em criar falácias, incitando o descumprimento das normas de trânsito, que por sua vez, são determinadas pelas instâncias federais e estaduais, ficando o município com a responsabilidade de fazer valer a lei, assegurando, desse modo, a democracia e os direitos de todos à cidadania.

“Primeiro é preciso explicar ao vereador do PMN que há uma diferença entre notificações e penalidades aos condutores”, diz o pepista. “Os números apresentados pelo vereador em suas declarações que estão publicados no Jornal Oficial do Município não correspondem a multas e sim a notificações, que dão ao condutor o direito de recursos”, esclarece o vereador do PP, ratificando que a geração de notificações e penalidades por infrações de trânsito em Ilhéus segue a média das cidades de semelhantes dimensões e características socioeconômicas.

Escuta faz um comparativo entre as notificações geradas no ano passado e nos quatro primeiros meses deste ano. Segundo ele, na segunda quinzena do último mês da gestão anterior, quando foi implantado o radar da Av. Canavieiras, foram notificados 3.884 condutores. “Isso em apenas 15 dias, o que daria uma média mensal de 7.768 notificações”. Somente nos quatro primeiros meses deste ano, esta média foi de 7.656. “Só aí a gente já começa a perceber um trabalho eficiente de fiscalização e ordenamento de trânsito, neste ano de 2013, voltado para a educação dos condutores e não para a geração de multas”, afirma Luiz Carlos Escuta.

Na análise do vereador do PP, isso fica mais evidente quando se constata uma redução de 23% no número de notificações referentes aos meses de março e de abril deste ano. “Em março, foram registrados 8.886 notificações; em abril esse número caiu para 6.780, o que indica a tendência natural da redução das notificações, resultado dos trabalhos de educação e ordenamento do trânsito”, considera Escuta.

:: LEIA MAIS »























WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia