WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


Janeiro 2014
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  








Denuncias de calamidades e Agradecimentos a Nilson Pessoa.

Prezado Rabat,
Saúde e Paz.
Resido no Conjunto santo Antonio de Pádua desde 1984.Quero em meu nome e de todos os moradores agradecer a Nilson Pessoa, pela sua árdua e persistente luta, com dezenas de reclames e pedidos para sanar o estado de precariedade, degradação ambiental e completo abandono em que se encontram a localidade e arredores, a saber:
Praça Irmã Dulce, construída pela comunidade em regime de mutirão;
Áreas adjacentes à praça, ruas do conjunto e as que dão acesso a Urbis e ao Caic, com a pavimentação totalmente destruída e algumas sem qualquer pavimento, tomadas por crateras, água empoçada e lama;
Lotes de terreno localizados ao fundo da Rua D e ao lado do Caic, sem cercas ou muros, servindo como esconderijo de usuários de drogas e depósitos de entulhos e lixos de todo tipo, acumulados a poucos metros da horta do colégio, da área de recreação e das residencias;
Falta de energia elétrica e iluminação nas ruas do Caic.
Alunos, pais, professores, funcionários do colégio e moradores do Santo Antonio de Pádua, Faelba, Urbis e cercanias, sofrem com a poluição, mau cheiro, fumaça, urubus, insetos e ratos, além da constante exposição ao risco de contraírem doenças graves, como dengue, leptospirose e outras, face ao estado geral de insalubridade, falta de higiene, saneamento e urbanização.
Este quadro dantesco, deprimente e vergonhoso, infelizmente se observa em vários outros locais da zona sul e mesmo por toda cidade, retrata a administração municipal nos últimos 30 anos, falhando de forma lastimável e repetidamente, na coleta regular de resíduos; manutenção geral das vias públicas e escolas; na urbanização; fiscalização, e, principalmente no processo de educação e conscientização das pessoas, para cuidar do meio ambiente, do local onde convivem e ter postura cidadã.
Flagramos constantemente, nos conflitamos e nos desgastamos com inescrupulosos que chegam em utilitários, caminhões, caçambas, carroças e outros veículos, despejando detritos da mais variada origem e do mais alto grau de repugnância. Recentemente foi vista uma senhora, aliás uma megera inconsequente, parar seu carrão de luxo e com ajuda de outra, depositar no LIXÃO seu cachorro morto, numa atitude de extrema falta de civilidade, respeito e amor ao próximo.
Esta situação de caos, sujidade e deterioração ambiental desta área e de várias outras nas proximidades do aeroporto, coloca em risco a segurança dos aviões ameaçados pelos urubus, bem como, compromete todo o trabalho dos agentes de endemias, no controle a dengue e outras moléstias.Caracteriza também, a inoperância, a fragilidade,ineficácia, conivência,descaso ou no mínimo omissão das autoridades, dos organismos, entidades e até mesmo ongs, que dizem se dedicar ao maio ambiente, ao urbanismo, a saúde, vigilância sanitária, higienização,segurança e bem estar social.
No colégio Caic, com frequência ocorrem eventos, com a participação de muitos pessoas da cidade e visitantes, que observam essa triste realidade e levam péssimas impressões.
Lutamos há muito tempo para ver solucionadas as irregularidades e deficiências.Denunciamos até mesmo ao Ministério Público do Estado com relatos e fotos a situação de calamidade, comprovada com visita de um promotor que notificou a prefeitura a tomar providencias e atender nossas justas solicitações, todavia,  o único serviço ou obra em execução até o momento, resume-se na utilização de máquinas, para juntar o lixo e entulhos acumulados por vários dias, formar verdadeiras montanhas e transportar posteriormente.
Não sendo exercidas quaisquer medidas de fiscalização ou controle, vândalos ateiam fogo nos montes de detritos e a fumaça negra e pestilenta se propaga por toda área e durante várias horas ou dias, ocasiona irritação, desconforto, problemas alérgicos e respiratórios, principalmente em pessoas idosas e crianças.Algumas vezes já houve necessidade de suspender as atividades no Caic e inclusive, da intervenção do corpo de bombeiros.
Poucos dias depois de cada coleta e condução dos rejeitos, constata-se igual ou maior volume, provocando os mesmos transtornos, riscos e gastos.
Ironicamente, CAIC, significa Centro de Apoio e Assistência Integral a Criança, o Professor DARCI RIBEIRO, assim o projetou, desgraçadamente aqui em nossa Ilhéus, nada disso está acontecendo.
Sabemos que se educa de modo mais eficaz, com bons exemplos e ações positivas, ao invés de discursos vazios e promessas vãs.As crianças, os adolescentes e jovens do Caic e do seu entorno, testemunham no seu cotidiano atos de agressão ao maio ambiente e a dignidade humana, são vítimas portanto desses crimes hediondos e do desprezo.
Estamos todos nós, indistintamente e de forma mais direta as autoridades, oferecendo-lhes os mais ultrajantes ensinamentos, e, consequentemente “DESEDUCANDO”.
Esperamos em DEUS, corrigir tudo isso e que seja breve.Desejamos contar com seu valioso apoio e das pessoas de bom senso.
Aceite o abraço e o carinho do seu colega,
João Bosco.

2 respostas para “Denuncias de calamidades e Agradecimentos a Nilson Pessoa.”

  • Solange Kruschewsky says:

    Estão certíssimos os senhores João Bosco e Nilson Pessoa. Esta região está abandonada, desvalorizando os imóveis!

  • pedro alves says:

    Prezado Nilson; Enviei essa matéria para os meus contatos de Ilhéus, e também para alguns ilheenses que residem em outros estados, que também estão reenviando a outras pessoas, para que tenham a visão a nível nacional da realidade não só da nossa comunidade, como também de toda a cidade. Imagine as carências da zona rural! O assunto é sério e exige uma ação por parte do poder municipal.

    Sds, pedro alves.

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia