WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom saude embasa sesab bahia


agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  






:: 21/ago/2014 . 17:50

Maramata promove palestras sobre sustentabilidade em empresas locais

A instituição encontra-se disponível para promover palestras e oficinas sobre sustentabilidade social, com o objetivo de sensibilizar e conscientizar os cidadãos sobre os cuidados com meio ambiente bem como gerar trocas de conhecimento e despertar o espírito de desenvolvimento coletivo.

Sustentabilidade e desperdício foi o tema da palestra ministrada aos funcionários do Hotel Jardim Atlântico na tarda da quarta-feira, dia 21, pelo presidente da Universidade Livre do Mar e da Mata (Maramata), Fred Andrade.  O evento, uma iniciativa da gerente administrativa Leila Borges, teve o objetivo de sensibilizar e conscientizar os funcionários sobre questões referentes ao meio ambiente, bem como gerar trocas de conhecimento e despertar o espírito de desenvolvimento coletivo.

Ainda, como parte da ação, os funcionários do hotel participarão, no próximo sábado, dia 23, das oficinas que integram o Programa Retalhos Criativos.  “O convite para conferir a palestra só mostra a preocupação da empresa com o meio ambiente; aliás, o grupo, já desenvolve um projeto com a utilização da energia solar e coleta seletiva de resíduos”, observou o presidente da Maramata.

Segundo Fred Andrade, esta é mais uma ação da universidade para disseminar a cultura da sustentabilidade e estimular os cidadãos a inserir práticas de proteção ao meio ambiente no cotidiano, ressaltando a importância das ações conjuntas. “Buscamos destacar os valores ambientais tangíveis e intangíveis e mostrar que a sustentabilidade pode ser algo coletivo”, observou.

Agendamento – A Maramata encontra-se disponível para promover palestras e oficinas, desenvolvendo o tema Sustentabilidade Social. Além disso, as escolas e agências de turismo podem agendar visitas à instituição, para conhecer o Oceanário Virtual e o Museu do Mar e da Capitania, que possui um rico acervo sobre animais marinhos e objetos que ajudam a contar a história de Ilhéus.

Para solicitar palestras ou agendar uma visita deve-se entrar em contato com a universidade através do número 3632-3698 ou dos emails [email protected] ou [email protected], sempre no período das 8 às 17 horas.

Secretaria de Comunicação Social (Secom)

Spinoza, Lao-tsé e natureza da matéria

Paiva Netto

Paiva Netto

Na página “Ciência e Fé na trilha do equilíbrio”, explanei sobre Baruch Spinoza (1632-1677), autor de amplos sistemas metafísicos que influenciaram e influenciam grandes pensadores. “Ignoro por que a matéria deva ser indigna da natureza divina, já que fora de Deus não pode existir nenhuma substância dotada de natureza divina… Por isso, de forma alguma se pode asseverar que… a substância extensa… é indigna da natureza divina, desde que eterna e infinita”, destacou o famoso filósofo.

Em minha coluna, datada de 29 de abril de 1993, escrevi que, durante muito tempo, a matéria foi considerada obstáculo ao Espírito. Contudo, agora deixará de ser, à medida que percebermos e respeitarmos sua função superior. (…)

O malefício não se encontra na matéria, ou no que dela restou depois da reforma da Ciência Física instituída por Einstein (1879-1955), mas no uso que dela fizermos.

O mal, que ainda dificulta aos cérebros excessivamente céticos vislumbrar os mais extensos horizontes na esfera do Espírito, é querer apenas aceitar os fatos do ponto de vista físico absoluto. Não querem admitir, nem mesmo como argumento, que o “Tudo”, na verdade, está submetido à ação de Sublimes Poderes, que nos colocam em postura distinta da que têm como probabilidade legítima, visto que a perspectiva restrita à matéria, no entanto, não passa de enorme delírio, ao contrário do que alguns pensam da visão espiritual da Ciência. O que se compreende como inexistente é o real. (…) A respeito do assunto, comenta o físico Juliano Carvalho Bento, que me honra com a sua leitura e audição: “A Ciência hoje prova que podemos observar no ‘nada’ físico, ou seja, no vácuo absoluto (que por si só já não é possível detectar na Natureza por somente existir em condições ideais), a existência de um resíduo de energia que, pela física clássica ou newtoniana, não pode ocorrer. Isso só foi possível verificar com o advento da Mecânica Quântica, pois, se esse vácuo total existisse, estaria contrariando o Princípio da Incerteza de Heisenberg (um dos pilares da física dos quanta), que evidencia que sempre deve existir uma energia mínima no cosmos. Uma comprovação desse fato se deu com o chamado efeito Casimir, no qual se detectou que duas placas metálicas paralelas neutras no vácuo se atraem pelo fato de surgir uma força proveniente desta energia do vazio. O suposto nada esconde muita coisa. Como assegura Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, em Seu Evangelho, segundo Mateus, 10:26: ‘(…) nada há encoberto, que não venha a ser revelado; nem oculto, que não venha a ser conhecido’”.

ATUAÇÃO DO INVISÍVEL NO VISÍVEL

No “Tao Te Ching”, também chamado de “O Livro do Caminho e da sua Virtude”, o filósofo chinês Lao-tsé (570-490 a.C.) ensinou:

“Trinta raios convergentes no centro,/ Tem uma roda,/ Mas somente os vácuos entre os raios/ É que facultam seu movimento./ O oleiro faz um vaso, manipulando a argila,/ Mas é o oco do vaso que lhe dá utilidade./ Paredes são massas com portas e janelas,/ Mas somente o vácuo entre as massas/ Lhes dá utilidade –/ Assim são as coisas físicas,/ Que parecem ser o principal,/ Mas o seu valor está no metafísico”.

O tema é realmente instigante e nos leva a exalçadas reflexões sobre a existência humana e o papel que desempenhamos na contextura do Universo.

 

José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.

[email protected]www.boavontade.com

PSICOMUNDO <> (I) O SILÊNCIO DA CONSCIÊNCIA HUMANA PEDE RESPEITO AOS HOMENS PÚBLICOS <>

Se o mundo continuar nessa brincadeira de faz-de-conta quando se tratar de apurar ou corrigir coisas que diariamente os vândalos da politicagem denigrem e deixam vestígios de indignidades, falta decoro moral, ou mesmo recapitular as mensagens como deixaram em seus legados os grandes vulto literários brasileiros, e verificar os anais da nossa história: “simplesmente assistindo as informações que os homens de bem passaram a ter vergonha de ser honestos”, como vamos imaginar o Brasil que estamos enfrentando, margeado de tantas adversidades financeiras na sua administração, o que faremos com tantas mazelas?

A Receita Federal do Brasil, com todo respeito aos seus representantes, já parou para fiscalizar ou analisar as contas públicas, os fartos salários adicionados às consideráveis gratificações, as multiplicações dos bens patrimoniais, as formações de grandes riquezas adquiridas em tempos abreviados dos políticos brasileiros e dos seus nobres e extensivos parentes e familiares? Talvez seja possível que surja o medo das exorbitantes surpresas desenfreadas sem o poder de tomar as honestas e cabíveis providencias! A turma que adora o nepotismo e do grupo do come quieto não estão dormindo no ponto em querido e amado País!

No faz de conta que tudo que acontece em toda a nossa Nação Brasileira é sempre próspero e bonito; ainda observamos autoridades públicas que são acusadas de desvios de comportamentos éticos e morais em diversas escalas; são imensas as praticas de crimes contra o nosso patrimônio social e financeiro; e seus denunciantes passam por fomentadores de calúnias e são mentirosos; muitos advogados ou juristas em defesa dos seus constituintes declaram diante dos tribunais, Juízes, testemunhas e a sociedade em geral de fato e de direito que nada aconteceu; quem formalizou as denuncias não são acusados por “perjúrio”; ninguém é penalizado quando delatou alguém inocente, aliás, supostamente o nosso País está cheio de inocentes úteis!

:: LEIA MAIS »

MAÇONARIA ILHEENSE / DIA DO MAÇOM

Momento de rara emoção. As três Lojas Maçonicas da cidade de Ilhéus, reunidas, comemorando o dia do Maçom.

O local desse evento que, certamente, entrará para a história Maçônica porque demonstra claramente, que a UNIÃO buscada é o norte dessa caminhada objetivando, por tudo isso, uma sociedade mais JUSTA e PERFEITA, foi a Loja Maçônica Regeneração Sul Bahiana.

Os três Veneráveis Mestres, Enio Felipe Daud Lima (Loja Elias Ocké), Geraldo Sampaio Silva (Vigilância e Resistência) e Silvio Reis (Regeneração Sul Bahiana), conjuntamente, fizeram acontecer este evento comemorativo buscando, assim, o fortalecimento das Oficinas e, consequentemente, reforçar a unidade de propósitos:  o BEM COMUM.

Várias homenagens, presença de bom número de Irmãos, Cunhadas, Sobrinhos (as) e convidados, uma belíssima palestra proferida pelo Irmão Dr Adalberto Eliodoro Figueredo Junior que, por conta da sua competência e desenvoltura discorrendo o tema  – Origem da Maçonaria – foi bastante aplaudido o que lhe rendeu inúmeros elogios. Dr Adalberto deu um show de conhecimento.

Após a Sessão Festiva foi servido um delicioso jantar carimbado pela eficientíssima Marcia (M Marcia Eventos), bebidas diversas.

O ponto alto foi o CONGRAÇAMENTO. O encontro solidificou a certeza de que com a UNIÃO dos Irmãos, imbuídos do mesmo propósito, com braços entrelaçados, fechando os elos da corrente, as oficinas irradiarão ações concretas e objetivas dizendo SIM aos anseios da sociedade.

Foi uma sessão “Mágica”

FOTOS BY R2CPRESS – AGÊNCIA DE NOTÍCIA. Liberadas desde que citada a fonte.

Veja FOTOS clicando AQUI e depois na SETA para AVANÇAR.

********************************************

Pax e Lux!

TFA.’. e que DEUS continue nos iluminando.

Roberto Rabat Chame .’.

Mestre Maçom

Obreiro da Loja Maçônica Elias Ocké

Oriente de Ilhéus – Bahia.

Alfredo Amorim da Silveira

CONTRA FOTO 20 08 2014





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia