Primeiro Food truck: criado pelo texano Charles Goodnight.

Primeiro Food truck: criado pelo texano Charles Goodnight.

Primeiro Food truck: criado pelo texano Charles Goodnight.

“Quem pensa que a moda do Food Truck (caminhão de comida) é nova se engana. Há mais de um século, os americanos já utilizavam o conceito desse restaurante ambulante. O primeiro Food Truck de que se tem notícia foi criado por Charles Goodnight em 1866, no estado do Texas. Charles sabia da dificuldade que os tocadores de rebanhos enfrentavam quando o assunto era alimentação. Por esse motivo decidiu adaptar um pequeno caminhão militar para levar comida a esses grupos de cowboys. No caminhão não havia refrigerador e a comida era basicamente grãos secos e outras difíceis de estragar. Carne somente salgada ou se algum animal do rebanho se machucasse e tivesse que ser sacrificado. Em 1890 já se via Food Trucks nas noites de Nova Iorque prontos para servir os trabalhadores de turnos noturnos. Já em 1950 cantinas ambulantes invadiram os EUA.

Food Truck do passado não muito distante

Food Truck do passado não muito distante

Em anos recentes o Food Truck voltou ao mercado. Principalmente depois da crise de 2009, quando muitas pessoas perderam seus empregos, os Food Trucks, a meu ver, servem a dois objetivos. Àqueles que perderam seus empregos, uma fonte de renda. Aos que não podem mais pagar restaurantes na hora do almoço, uma opção mais barata de comida preparada na hora. E a comida, como é?

As opções são muitas. Tem Food Truck para todos os gostos, até vegetariano. Mas logicamente, o que vai trazer mais retorno para o dono do caminhão é o gosto da maioria. Em cidades grandes como Nova Iorque, em um centro mais empresarial, onde as pessoas vão à academia todos os dias e são obcecadas pelo “fat free”, comidas muito gordurosas não farão o salário do fim do mês gordinho também. Mas existem Food Trucks de várias cozinhas e de diversos horários. Alguns são somente de café da manhã, outros de almoço e também outros só de jantar. Tem comida americana, italiana, grega, japonesa, chinesa etc.

Food Truck no Brasil

Entre os que por aqui operam está o Buzina Food Truck.

Entre os que por aqui operam está o Buzina Food Truck.

Quem mata a fome na rua se preocupa com a segurança alimentar. Mas, segundo pesquisa, podemos encarar as diversas opções que aparecem de olhos fechados. A qualidade da comida sobre rodas acelera a preferência pelos food trucks.

A moda dos traillers de lanches, repaginados como food trucks, pegou de vez. Além do apelo visual, o notável é que a conquista dos fãs tem acontecido pela qualidade e higiene apresentados. Sempre questionados por estes quesitos, um estudo em sete cidades americanas chegou à conclusão de que são mais limpos que restaurantes.

A análise de denúncias à órgão de saúde pública nestas cidades revelou clientes mais satisfeitos sendo atendidos na calçada do que em casas tradicionalmente estabelecidas. Foram comparados 263.395 relatórios. As denúncias a quem serve comida em carros adaptados ou carrocinhas não superou à de restaurantes, muito pelo contrário.
Neste quesito, em seis das cidades estudadas – Boston, Las Vegas, Los Angeles, Louisville, Miami e Washington, D.C – os food trucks foram melhor. Em Seattle, não houve diferença na performance. A hipótese é a de que, por terem cozinhas menores e menos complexas, seja mais fácil aos caminhões manter a higiene.

Enquanto isso acontece nos Estados Unidos, também vemos a tendência se espalhar por nossas cidades. Por exemplo, a cidade de São Paulo aprovou sua atuação apenas recentemente.

Para quem quiser saber quais estados brasileiros e os nomes dos Food Trucks é só acessar o site:
http://www.foodtrucknasruas.com.br/

Fontes da matéria:

http://mobile-cuisine.com/features/charles-goodnight/
http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com.br/2012/08/a-moda-do-food-truck.html
http://luciliadiniz.com/vem-pra-rua-2/

Até lá, Au revoir!!

Aline Fidelman

38 anos, Ilhéus-Ba.

Certificação de Beginners Chef pela Leiths School of Food & Wine – Londres (2007)

Diploma de Gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi – São Paulo (2010)

Pós-Graduanda em Gestão da Segurança de Alimentos – SENAC SP (Em curso)

Perfil Profissional: 3,5 anos de experiência em Catering & Eventos como supervisora de salão e Chef iniciante em Londres (2005), 2 anos de experiência como Chef em São Paulo (2009), 1,5 anos de experiência como Chef Executiva no RJ (2012), 1 ano de experiência como Gerente Operacional e Chef Executiva em Lauro de Freitas (2014).

Contato: [email protected]