A Secretaria Municipal de Cultura está co inscrições abertas para os projetos Calendário da Capoeira, Solos Criativos e Seis e Meia, que movimentam a cena cultural local

Calendário da Capoeira contou com roda e exposição dos resultados da ação

Calendário da Capoeira contou com roda e exposição dos resultados da ação

Fomentar a cultura local é uma das missões da atual administração de Ilhéus. Com esse objetivo, a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) está com editais abertos, até o próximo dia 18 de dezembro, para projetos Calendário da Capoeira, Solos Criativos e Seis e Meia. Os interessados poderão se inscrever de segunda a sexta, das 14h às 17h, na sede da Secult, localizada à Rua Jorge Amado, 21, Centro. As iniciativas serão realizadas com recursos oriundos dos Fundos de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) e do Município.

Para o Calendário da Capoeira, poderão se inscrever mestres e grupos. A iniciativa apoiará dez propostas, que vão abranger oficinas gratuitas, seminários, apresentações, congressos, festivais e encontros nacionais e estaduais, projetos didáticos, além de mostrar a capoeira nos seus variados aspectos, fortalecendo esse  movimentos culturais.

O projeto Solos Criativos tem como objetivo a seleção de propostas que estimulem o desenvolvimento das artes cênicas através da dança e do teatro, no município de Ilhéus, promovendo o amplo acesso da população de distritos e bairros às linguagens artísticas. A seleção contemplará propostas apresentadas por artistas, podendo escolhidas até cinco projetos de cada linguagem em trabalhos solos.

Para o Projeto Seis e Meia serão selecionados até dez artistas, que percorrerão cinco localidades da cidade. A iniciativa é marcada pela diversidade de ritmos, como MPB, Rock, Rap, Forró e Reggae e é destinada a todo e qualquer artista da área da música, atuando individualmente ou com banda, residentes há pelo menos dois anos comprovados em Ilhéus.

De acordo com o secretário de Cultura, Paulo Atto, todos os projetos visam estimular mais a produção cultural e artística no município. “Através das chamadas públicas, a Secult pretende fomentar o artista local, assim como promover o amplo acesso da população de distritos e bairros às variadas linguagens artísticas”.