SAUDADES

O cantor e compositor Moacyr Franco, após o falecimento do saudoso Garrincha, compôs essa bela canção:  “Cadê você, cadê você, você passou.

O que era doce, o que não era se acabou.

Cadê você, cadê você, você passou, No vídeo tape do sonho, a historia gravou”.

Essa canção nos faz lembrar dos saudosos amigos esportistas Mario Mendes e Nildo Batista, que partiram para o estádio lá de cima.

Mario Mendes foi funcionário por muito tempo da firma Mendonça Irmão, e após a firma ser extinta ele passou de empregado para patrão criando a  Hidraluz juntamente com seu sócio Vivaldo, cuja firma tempos depois também foi extinta.

Durante sua existência sempre foi amante do futebol e especialmente o futebol praiano que além de Diretor do Palmeiras foi exímio craque.

Por força do destino sua saúde vinha sendo abalada  devido a diabete vindo amputar uma perna, lamentavelmente.

Marão deixou muitos amigos em especial o ex goleiro Ademar Porto que diuturnamente visitava seu velho amigo.

Queremos também registrar a saudade que o amigo Nildo Batista deixou. Pessoa amiga que sempre transmitia otimismo principalmente quando se falava sobre saúde, pois além de ter trabalhado por vários anos na Farmácia Universal, manteve a primeira academia denominada Vigor criada em Ilhéus no estádio Mario Pessôa.

Mais a vida é sempre assim, cheias de surpresas positivas e negativas, quanto a morte para o Cristão é  uma passagem inexorável para vida Eterna.

Que Jesus dê o conforto aos seus familiares e amigos, pois com certeza eles estão na glória do Pai.

Aquele abraço!

Luiz Castro

Bacharel Administração de Empresa