Girando




Busca por Data
março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

ALGUMAS DO DIA

Inscrições para 13 mil vagas remanescentes do Fies começam nesta segunda (20)

Começam nesta segunda-feira (20) as inscrições para concorrer às vagas que não foram preenchidas no processo seletivo do primeiro semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As inscrições deverão ser feitas exclusivamente na página do Sistema de Seleção do Fies, o FiesSeleção. A novidade deste ano é que as mantenedoras das instituições deverão, obrigatoriamente, informar pelo sistema FiesOferta os cursos com turmas formadas, para facilitar a procura pelo candidato. As vagas remanescentes são voltadas para candidatos que tenham participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010, obtido nota mínima de 450 pontos nas provas e não ter tirado nota 0 na redação. Além disso, é necessário comprovar renda familiar mensal bruta per capita de até três salários-mínimos. Podem participar da seleção inclusive aqueles que já tentaram o financiamento pelo processo seletivo regular e não obtiveram sucesso. Após o registro no FiesSeleção, o candidato deverá concluir a inscrição no Sistema Informatizado do Fies (Sisfies) nos dois dias úteis subsequentes. Os prazos de inscrição variam de acordo com a condição do estudante.

LEIA MAIS

 Economia brasileira é “modelo” de crescimento, diz Bloomberg

Após enfrentar a pior recessão da história, a retomada do crescimento brasileiro neste ano é um “verdadeiro modelo” frente às economias globais. A avaliação é da agência internacional de notícias Bloomberg, especializada em economia. Em publicação que cita os ventos da economia global, a agência coloca o Brasil entre os países que mais vai crescer neste ano, ao lado da vizinha Argentina e outras economias emergentes como a Rússia. “O Brasil é o verdadeiro modelo de 2017, considerando a aceleração do crescimento em meio à recuperação da pior recessão do país em um século”, diz a publicação, que cita a alta das commodities como um dos fatores que irá ajudar na recuperação da economia.

LEIA MAIS

Ministério vai enviar informações à China sobre situação das carnes

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, terá uma videoconferência com autoridades chinesas para prestar esclarecimentos sobre a situação das carnes brasileiras. Na manhã desta segunda-feira (20), o ministério confirmou que a China pediu ao governo brasileiro explicações sobre a Operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal na última sexta-feira (17). Segundo Blairo Maggi, o Brasil dará todos os esclarecimentos aos chineses o mais rápido possível. Até receber as informações, a China não desembarcará as carnes importadas do Brasil. O governo federal já informou que vai acelerar as auditorias nos 21 frigoríficos citados na Operação. Em reunião com embaixadores de países importadores neste domingo (19), o presidente da República, Michel Temer, fez um balanço das ações do Executivo e garantiu a qualidade e o rigor das inspeções dos produtos brasileiros.

LEIA MAIS

 Mercado financeiro reduz estimativa para inflação em 2017

O mercado financeiro continua a traçar um horizonte mais favorável para a economia brasileira. Agora, a estimativa dos analistas é de que a inflação encerre o ano em 4,15%, isto é, dentro da meta perseguida pelo Banco Central, fixada em 4,5% (podendo variar 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo). Há uma semana, essa mesma projeção era maior, de 4,19%. As informações fazem parte do Boletim Focus, uma publicação semanal que reúne as projeções de cerca de 100 analistas. O Banco Central é o responsável por coletar os dados e divulgá-los. Para 2018, os analistas continuam a apontar que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador da inflação oficial, fique exatamente no centro da meta seguida pelo BC.

LEIA MAIS

Maior gerador eólico da América Latina, Brasil pode ter contas de luz mais baratas

Maior diversificação de fontes energéticas, tarifas mais baratas e energia limpa de melhor qualidade para a população brasileira. Essa é a perspectiva para o setor elétrico nos próximos anos diante do crescimento da capacidade de geração eólica no País, líder na produção desse tipo de energia na América Latina. De acordo com ranking divulgado pela Global Wind Energy Council (GWEC), organização internacional especializada em energia eólica, houve uma expansão de 2.014 Megawatts na geração dessa energia no País em 2016, o que colocou o Brasil na 5ª posição no ranking mundial de capacidade instalada no ano passado. O País também ocupou a nova colocação no ranking mundial de capacidade acumulada de geração eólica (10.740 MW).

LEIA MAIS


| Postado em Espaço do Leitor
| | 55 visualizações

Deixe seu comentário