Caged aponta reaquecimento do mercado de trabalho para jovens

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta terça-feira (4) mostram que das 1,24 milhão de contratações em maio, 611,42 mil foram de trabalhadores até 29 anos de idade. Como resultado, a diferença entre admissões e desligamentos gerou um saldo positivo de 73,29 mil novas vagas somente para essa faixa etária. Essa não foi a primeira vez que trabalhadores jovens tiveram um bom desempenho. De janeiro a maio, o grupo de trabalhadores de até 24 anos teve saldo positivo no emprego de 320,55 mil vagas formais de trabalho. O saldo geral entre admitidos e demitidos nesses cinco meses foi de 25,23 mil vagas, ou seja, 12 vezes menor.

LEIA MAIS

Produção industrial registra melhor maio em sete anos

A produção industrial cresceu 4% em maio se comparada ao mesmo período do ano anterior. Esse é o melhor desempenho para o mês desde 2010, quando o setor produtivo avançou 14,3%. Em relação a abril, a indústria cresceu pelo segundo mês seguido a 0,8%, no melhor resultado desde 2011, quando o avanço foi de 2,7%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com os dados, 17 dos 24 ramos pesquisados tiveram avanços no mês. Destaque para os setores de veículos automotores (+9%), higiene pessoal e produtos de limpeza (+4%) e alimentícios (+2,7%).

LEIA MAIS

Governo libera R$ 347 milhões para universidades e institutos federais

As universidades e institutos federais de todo o País receberão mais R$ 347,22 milhões em recursos financeiros. Os valores serão aplicados na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil, entre outros. A maior parte, R$ 256,82 milhões, será repassada às universidades federais, incluindo repasses para hospitais universitários. Já a rede federal de educação profissional, científica e tecnológica receberá R$ 90,40 milhões. Haverá ainda mais R$ 2,64 milhões que serão repassados ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

LEIA MAIS

Microempreendedores podem parcelar dívidas com a Receita

Microempreendedores Individuais (MEIs) com boletos atrasados podem solicitar o parcelamento da dívida à Receita Federal até 2 de outubro. Será permitido dividir em até 120 prestações os valores vencidos até maio de 2016. É a primeira vez, desde a criação do MEI, em 2009, que o governo abre um programa de parcelamento de débitos. O pedido deve ser solicitado por meio do site da Receita Federal, do Portal e-CAC e do Portal do Simples Nacional, entre 8h e 20h. O aplicativo calcula a quantidade de parcelas de forma automática, considerando o maior número de parcelas possível. O valor de cada parcela mensal será acrescido de juros da taxa Selic mais 1%, relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado. O valor mínimo das parcelas é R$ 50.

LEIA MAIS

Brasileiros podem doar sangue em mais de 500 pontos de coleta

Doar sangue e ajudar a salvar vidas pode ser mais fácil do que se imagina. Em todo o Brasil, existem 27 hemocentros coordenadores e 500 serviços de coleta, segundo o Ministério da Saúde. Para doar, basta procurar um local que realiza a coleta. No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

LEIA MAIS

Passageiros devem ficar atentos às novas regras do transporte aéreo

O site da Anac oferece suporte caso empresas aéreas não respondam às queixas dos clientes. A resolução nº 400, que define os novos direitos e deveres dos passageiros, foi aprovada em dezembro do ano passado e entrou em vigor em 14 de março deste ano. Caso o passageiro se sinta prejudicado, deve procurar a empresa aérea para reivindicar seus direitos. Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá registrar reclamação em www.consumidor.gov.br. No site, o consumidor pode se comunicar diretamente com as empresas e elas têm o compromisso de receber, analisar e responder às reclamações em até 10 dias.

LEIA MAIS