O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) está com novo diretor a partir de hoje (5) por determinação da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). De acordo com o secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal, “Zivé Giudice é a cara do Museu de Arte Moderna da Bahia. Houve um ruído, mas está superado e agora o MAM retoma o caminho iniciado da gestão. A volta de Zivé Giudice era um apelo da comunidade artística”, afirma o secretário. O novo diretor dará seguimento aos programas governamentais no museu, incluindo a sua mais importante reforma nos últimos 50 anos desde que foi criado pela arquiteta ítalo-brasileira, Lina Bo Bardi (1914-1992).

 “Ficamos muito satisfeitos porque o MAM está em uma ótima fase, com três exposições gratuitas em cartaz, três importantes projetos musicais com artistas reconhecidos nacional e internacionalmente, e recorde nas Oficinas do MAM que tiveram procura de quase 3 mil pessoas no primeiro semestre”, afirma o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Ele lembra ainda, que graças à interseção do secretário Jorge Portugal, o vice-governador do Estado, João Leão, vistoriou no início do mês de junho (2017) as obras do MAM e prometeu a sua continuidade.

As três exposições que estão em cartaz no MAM podem ser visitadas gratuitamente: ‘Radiografias Urbanas III’ na Galeria dos Novos, a ‘Eles por Ela’ na Capela e ‘Elas’ no Casarão. Já os três projetos musicais trazem artistas reconhecidos na Bahia e Brasil, como Zelito Miranda, que fará uma ‘Vila Junina’ para gravação de DVD, Amanda Santiago que convidará Daniela Mercury e o Olodum para o verão, além de exposições e outros eventos artísticos.

A ex-diretora do MAM, Ana Liberato, passa agora a responder pela Chefia de Gabinete do IPAC. Com 29 anos de serviços prestados ao Estado, ampla experiência com trâmites e normatizações do poder público no período em que assumiu chefias de departamentos, supervisões de unidades, assessorias e diretorias, a gestão de Ana trará maior aproximação do gabinete com os servidores, com representantes da sociedade civil organizada e da população que necessita dos serviços do IPAC.

ESPAÇOS do IPAC – Ao contrário do disseminado por alguns colunistas, a saída do artista Zivé Giudice do MAM não se deveu à “gravação de programa de Regina Casé”. Isso nunca foi proposto pela equipe da apresentadora, que pediu apenas gravar ‘passagem’ de reportagem. O MAM recebe mais de 200 gravações de TV, filmagens e produções de fotos por ano nas áreas externas do museu, um dos principais pontos turísticos de Salvador.

Filmagens, fotos de turistas, artistas, visitantes, performances, shows artísticos, exposições e ações educativas nas suas áreas externas, compõem o cotidiano do MAM desde 1963. Programas Aprovado da TV Bahia e Soterópolis da TV Educativa, reportagens da TV Aratu/SBT, Bandeirantes, Itapoan/Record e CNT, emissoras nacionais e estrangeiras, como HBO e Discovery Channel já utilizaram o MAM como cenário, além de filmes curta e longa metragens.

Os espaços do IPAC estão abertos a eventos artísticos, educacionais e socioambientais, assim como, o órgão faz parcerias com a sociedade e prefeituras. Conheça os Museus/IPAC: www.ipac.ba.gov.br/museus. Além de largos, praças e estacionamentos no Pelourinho, Palácio da Aclamação e Passeio Público, o IPAC administra o MAM/Unhão (Avenida Contorno), MAB (Corredor da Vitória), Palacete das Artes (Graça), Solar Ferrão, museus Udo e Tempostal (Pelourinho). No interior, os museus Recôncavo (Candeias) e Recolhimento (Santo Amaro) e Castro Alves (Cabaceiras). Assista:http://goo.gl/Hjxtkc. Acesse: www.ipac.ba.gov.br, facebook Ipacba Patrimônio, twitter @ipac_ba e instagram @ipac.patrimonio.