Porque decidi ser um Maçom

Leonardo Garcia Diniz

Meu Bisavô foi Maçom!
Meu Avô foi Maçom!
Meu Pai foi Maçom!

Eu sou Maçom!

e,

NÃO TENHO FILHOS HOMENS!

Quebrou-se a minha corrente!,… só meus netos poderão vir a sê-lo

POR ISSO AMO SER UM MAÇOM!

O Maçom é homem dedicado à sua família, ao seu trabalho, à sua Pátria, e por último à sociedade que, onde envolvido, com e por ela, coexiste.

Salomão, talvez, neste complexo mundo em que vivemos, provavelmente, não conseguiria levar a cabo a escada de Jacó, a internet e o Wathsapp o teria colocado em maus lençóis, pois que o sentimento de fraternidade, tanto vertical (família) quanto horizontal (maçônica), está levando os indivíduos ao isolamento existencial,  individualizado, prendendo-o em uma sua própria redoma intelectual; este indivíduo, moderno, não quer dividir nada, é, no fundo um egoísta.

A Maçonaria, ainda, resiste a toda esta modernidade por ser uma escola filosófica que visa o aperfeiçoamento humano, que prima pela fraternidade evolutiva e consciente, que forma, talha, homens de bem,  fazendo-os entender ser melhor praticar estes todos bons costumes, em seu seio aprendidos e partilhados, com a sociedade que presente e participe.

Nossa rede de contatos é vastíssima, tem o tamanho do planeta Terra, nos reconhecemos e nos socorremos, como regra, e estamos presentes onde um de nós estiver e, idem, nossas famílias que possuem milhares de cunhadas, sobrinhos e agregados sempre atentos e ligados a Arte Real. Este envolvimento, engajamento, de toda a família do maçom, é que favorece a sua eternidade e que a faz permaneçer, pelos tempos afora,  a ser reconhecida como uma instituição humana, diferenciada e única. Somos um educandário formando líderes!

Somos cidadão do mundo!,… nosso passaporte maçônico nos permite ser reconhecido em 170 países e temos 360.000.000 templos espalhados pelo mundo afora. Somos muitos, somos universais.

Estamos atualizados e somos exímios oradores, precisamos definitivamente entender que temos sempre estar atentos nas formas de melhor contribuir com a sociedade, pois somos ponto de motivação, podemos influenciar e precisamos liderar aqueles que já são e ou foram lideres; é nosso dever!

Em nossas Lojas organizamos conferencias, convenções, assembleias, reuniões, atividades de entretenimento, festejamos datas importantes e em todas estas modalidades de eventos estão presentes parte da sociedade,  que de contínuo é convidada,  e membros de nossas famílias que, na maioria das vezes,  via Clube da Fraternidades,  ajuda-nos a organizar e fazer acontecer estes eventos por nós patrocinados.

NOTEM BEM!,… NOSSAS FAMILIAS!

Patrocinamos atividades de diversos quilates e motes, entretenimentos, que de sobremaneira e por princípio devem ser mantidos sob guarda primaria de comportamentos com fulcro respeitoso e acima de tudo, por ser familiar, com vies SADIO E SEGURO.

Os maçons devem não perder de vista seus padrões de ética, critério e caráter, a filosofia maçônica deve ser aplicada como norma e regularidade, nossas famílias merecem respeito e nossa sociedade, para que nos respeite, precisa acreditar que somos homens de comportamento irreparáveis.

Somos prestigiados, lideres, admirados, somos uma associação dedicada a servir a humanidade,  a mais antiga e prestigiosa do mundo. Em nossas fileiras encontram-se profissionais de todas as áreas e forças.

Acima de tudo, somos pessoas cônscias de nossos deveres, direitos e obrigações, cremos que o valor de cada um de nós está em ter um bom coração e praticar a filantropia sem nos preocuparmos com destaques individualizado ou pessoal. Nosso interesse máximo é a humanidade.

Nosso maior motivo, o que de verdade nos une, é a oportunidade de ajudar nossos semelhantes e nos orgulharmos prazerosamente no bem-estar, satisfação e felicidade que resulta de nossas ações.

Por isso e para isso decidi ser maçom!

É isso que desejo encontrar na Maçonaria!

Leonardo Garcia Diniz
Aug.’. Resp.’. Loj.’. Simb.’. Resistência e Vigilância n° 70 – Ilhéus -BA