WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  






:: jul/2017

Alfredo Amorim da Silveira

ESPETÁCULO TEATRAL E “SARAU DO FIM DO MUNDO” SÃO ATRAÇÕES NA TENDA

A Tenda, espaço cultural localizado na Avenida Soares Lopes, em Ilhéus, traz em sua programação dois eventos para este fim de semana.

Na sexta (28), às 20h, acontece a apresentação do espetáculo “Os fuzis da senhora Carrar”, do grupo Teatro Popular de Ilhéus. Da obra de Bertolt Brecht, a história conta o drama de uma mãe que, durante a guerra civil espanhola, tenta manter a integridade dos filhos. A classificação indicativa é de 14 anos. Os ingressos podem adquiridos na bilheteria da Tenda, antes do espetáculo.

No sábado (29), 19h, é a vez do “Sarau do fim do mundo”. Com a proposta de reunir diferentes expressões artísticas, como música, poesia, teatro e dança, o evento tem participação livre e entrada gratuita, além da indicação para todas as idades.

A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Jornalistas de Revista de Bordo de empresa aérea nacional produzem matéria sobre Ilhéus

Empresário José Humberto de Sá Neri e os jornalistas Julia Gouveia e Paulo Henrique Pompolin – Secom

A jornalista Julia Gouveia e o fotógrafo Paulo Henrique Pompolin, da Revista de Bordo da Latam Airline, estiveram ontem (25) em Ilhéus. Ciceroneados pelo empresário José Humberto de Sá Neri, da Encantus Turismo, eles visitaram o Rio do Engenho e a Lagoa Encantada, importantes pontos históricos e turísticos de Ilhéus. O resultado deste passeio vai ser transformado em uma matéria especial para a Revista Vamos/Latam, cuja tiragem ultrapassa a 265 mil cópias e circula nos principais voos nacionais em 13 aeroportos brasileiros.

De acordo com o secretário municipal de Turismo e Esportes (Setur), Roberto Lobão, os jornalistas também fizeram um reconhecimento das orlas e do Centro Histórico de Ilhéus, registrando a potencialidade turística do município e cenas do cotidiano que servirão de inspiração para a reportagem.

Importância – As mais antigas construções de Ilhéus estão preservadas no povoado do Rio de Engenho. Tombado pelo IPHAN, o patrimônio anterior ao ano de 1550 é formado pelas ruínas da fazenda de Santana, uma das mais antigas do país. A melhor maneira de conhecer as construções é através de passeios de barco que descortinam bonitas paisagens de Ilhéus, além de fauna e flora típicas do manguezal.

Já a Lagoa Encantada fica situada numa área de Floresta Atlântica preservada. Foi descoberta em 1570 e é uma área de proteção ambiental. São paisagens lindas e intocadas até uma pequena vila que cresceu em volta da lagoa. São 14 quilômetros quadrados de espelho d´água, cercados por Mata Atlântica, cachoeiras, ilhas flutuantes, vila de pescadores, fazendas de cacau e uma grande diversidade animal. Próximo à lagoa ficam as caldeiras do Almada, um conjunto de quedas – a maior chega a seis metros de altura – que criam profundos buracos nas rochas, perfeitos para banhos.

Destaque – A Revista Vamos/LATAM investiga temas de destaque no cenário turístico nacional e uma equipe viaja aos lugares escolhidos para percorrer suas ruas, cantinhos escondidos, praias e restaurantes; conversar com as pessoas e, além de tudo, filmar e fotografar os seus atrativos. A finalidade, segundo a publicação? Descobrir os achados de cada lugar.

Roberto Lobão ainda destaca que, nos últimos dias, a cidade ganhou uma importante e destacada mídia espontânea nos principais veículos de comunicação do Brasil, especializados em turismo e gastronomia, resultado da realização do Festival Internacional do Chocolate. “São publicações que atraem novos visitantes e aguçam o olhar de novas pessoas sobre a cidade”, assegura.

Homenagens à Senhora de Sant’Ana, no Rio do Engenho, terão retorno de procissão fluvial

Hoje (26) é o dia da padroeira Senhora de Sant’Ana mas, para os moradores do distrito do Rio do Engenho, em Ilhéus, os festejos alusivos à data acontecem neste domingo (30). A programação é extensa. Com destaque para o retorno da procissão fluvial que há mais de 30 anos não acontece. A comitiva embarcará da Colônia Z-19, na baía Pontal, às 7h30min. O intuito da festa é resgatar os valores históricos e religiosos, convocando os féis a oferecerem louvor, adoração e cânticos na presença da imagem da santa.

Capela_Rio do Engenho_Nossa Senhora de Santana.

A comemoração de Nossa Senhora de Sant´Ana é considerada uma das manifestações mais antigas da igreja católica em Ilhéus. A programação ocorrerá em três etapas: além da saída da procissão fluvial, os participantes também poderão ir por terra firma à capela de Nossa Senhora de Sant’Ana para acompanharem a missa solene, às 9 horas.

Procissão terrestre – Às 10h30min, a procissão terrestre seguirá pelas ruas da comunidade e, às 11 horas, os fiéis receberão a benção final. Segundo João Cezar Santos de Andrade, um dos organizadores do evento, a festa é mais do que o resgate às tradições, é “o apoio às ações voltadas à utilização dos bens culturais através da elaboração de roteiros turísticos e culturais em nosso município”.

Desde a última semana, servidores e máquinas da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca trabalham nas estradas vicinais da região, garantindo assim as condições de visitação turística, já que as fortes chuvas que caíram nas últimas semanas, dificultaram o acesso a localidade. As pistas passaram por um procedimento de encascalhamento, para evitar derrapagens dos veículos automotores. Segundo informações da organização, a Colônia de Pescadores Z-19, irá disponibilizar embarcações devidamente autorizadas pela Marinha e pelo Corpo de Bombeiros, garantindo que o cortejo aconteça com maior brilho e segurança.

Memória – O Rio do Engenho é um dos principais pontos turísticos da cidade de Ilhéus. Além de possuir paisagem cênica, este povoado possui grande importância cultural e religioso, abrigando a Capela de Nossa Senhora de Sant’Ana, erguida pelos jesuítas em 1563. Segundo os historiadores, a capela é considerada uma das mais antigas de que se tem notícia no Brasil. Também, a antiga sesmaria de Mem de Sá, terceiro governador-geral do Brasil. O Rio do Engenho foi a sede, a partir de 1548, do primeiro engenho de açúcar e aguardente da Capitania. Tanto as ruínas do engenho, quanto o santuário de Senhora Sant’Ana, se encontram tombadas pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Prefeito nomeia membros do Conselho Municipal de Cultura

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou decreto 097 que nomeia os titulares e suplentes do Conselho Municipal de Cultura, que têm a função de elaborar moções, pareceres sobre tombamentos e reformas do patrimônio cultural, participar de comissões técnicas e temáticas, além de garantir as políticas públicas de cultura e fiscalizar os recursos destinados ao setor.

Os membros da sociedade civil são eleitos por seus pares e os membros do poder público são indicados pelo prefeito, que são: secretarias de Cultura – João Paulo Couto Santos (titular) e Paulo Pereira do Rosário (suplente); de Turismo, Jacks Rodrigues dos Santos (titular) e Roberto de Andrade Pereira (suplente); de Educação, Mariângela de Sant’Anna Bahia (titular) e Altemíria de Souza Protásio Félix (suplente); Secretaria de Planejamento, Helena Maria Souza Bomfim Ribeiro (titular) e Emílio José Santos Gusmão (suplente).

Também fazem parte do conselho os representantes das secretarias da Fazenda, Roberto Soares Oliveira (titular) e Gilberto Araújo Dórea (suplente); de Desenvolvimento Social, Rubenilton Santos Silva (titular) e Géssica Miranda Rebouças (suplente); de Saúde, Rita de Cássia do Carmo Adami (titular) e Elizângela Santos de Oliveira (suplente); do Gabinete do Prefeito, Sérgio Santos de Sousa (titular) e Joilma Cristina Sodré Santos Bandeira (suplente); e Divisão de Esportes, Marcos Ulisses Garcia (titular) e Aneilson Leal da Luz (suplente).

Já os membros da sociedade civil são indicados pelas câmaras setoriais de Teatro, Ruy Penalva Guimarães Neto (titular) e Robert Alexandre Rodrigues (suplente); de Música, Laís Chaves Marques (titular) e Agenor Santos de Oliveira Filho (suplente); de Artes Visuais, Gildásio Rodrigues Santos, titular e Emerson Silva Araújo (suplente); de Audiovisual, Tacila Aparecida Mendes Reis (titular) e Rodrigo Macêdo Figueroa (suplente); e de Dança, Eliana Conceição da Fonseca (titular) e Djalma Fernandes da Silva (suplente).

Ainda fazem parte do conselho, os representantes das câmaras setoriais de Cultura Popular, Janete Lainha Coelho (titular) e Rosenilto Moreira Ribeiro (suplente); de Cultura Indígena, Alex Alves Souza (titular) e Flávio Alves Souza (suplente); de Cultura Afro, Júnior Cézar Coelho Cotias (titular) e Jamile Silva Santos (suplente); de Patrimônio Cultural, Maria Helena Guimarães Carvalho Tavares (titular) e Meirice Rocha Nascimento (suplente); e de Literatura, Antonio Sergio Nunes Figueiredo (titular) e Fabrício Brandão Amorim Oliveira (suplente).

De acordo com o conselheiro estadual de Cultura e gestor cultural, Pawlo Cidade, “o conselheiro de Cultura é um cidadão comprometido com a política pública de cultura. Ele não é só um agente fiscalizador, mas é também agente transformador da sociedade”. Pawlo Cidade lembrou ainda que o exercício de conselheiro é voluntário, e representa os interesses e desejos de determinado segmento, “que

são acompanhar e fiscalizar o Plano Municipal de Cultura, propor ações de fomento à secretaria municipal de Cultura e fiscalizar e apontar direcionamentos dos recursos do fundo municipal de cultura”.

Está muito pouco. Transtorno é a palavra

O SEMÁFORO da entrada da Sapetinga está regulado APENAS para 03 automóveis e isso está ocasionado engarrafamentos enormes naquele trecho. 

Ilhéus – Bahia

Rui lança projeto Escolas Culturais em Itabuna nesta quinta-feira (27)

O governador Rui Costa lança, às 16h desta quinta-feira (27), o projeto Escolas Culturais. O ato será realizado no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, na cidade de Itabuna, no sul do estado. O projeto integra o programa Educar para Transformar e tem como objetivo promover o protagonismo estudantil, além de reconhecer e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida.

O lançamento terá a participação dos secretários de Cultura, Jorge Portugal; da Educação, Walter Pinheiro; e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins; além de alunos da rede estadual de ensino de Itabuna e de grupos culturais da região.

Alfredo Amorim da Silveira em: “10TAQUES”.

Publicada, originalmente, em 15 02 2012 – 17:31

Gileno Alves de Araujo

Com a venda do armazém de secos e molhados de seus pais em Sequeiro do Espinho (vila do município de Ilhéus que na época era o fim de linha de um dos ramais da Estrada de Ferro de Ilhéus a Conquista, era situada dez quilômetros antes da cidade de Itajuipe que na época pertencia a Ilhéus, a vila  hoje não existe mais, pois virou uma fazenda), em 1935 Ilhéus teve o prazer de ganhar a presença desta grande figura, filho único de Firmino Alves de Araujo e Santina Conceição de Araujo que o trouxe à vida em 26 de julho de 1926.
Já morando em Ilhéus seu primeiro emprego foi no armazém de secos e molhados de Luiz Oliveira na Rua Almirante Barroso, depois trabalhou com David Barbosa, também dono de um armazém de secos e molhados, em 1940 foi trabalhar no Cine Teatro Ilhéus como porteiro, bilheteiro e lanterninha, onde trabalhou até 1962.
Quando era lanterninha no Cine Teatro Ilhéus aconteceu um fato interessante na sua vida, Gileno fiscalizava os maus feitores durante a projeção dos filmes, um certo dia bateu no ombro de um cidadão que estava fumando no camarote oficial, chamou-lhe a atenção e o mandou apagar o cigarro, o cidadão imediatamente o obedeceu, só que Gileno não sabia que o tal cidadão era o Prefeito Arthur Leite da Silveira, seus colegas de trabalho lhe disseram que ele estava desempregado, Gileno ficou acabado, na maior tensão. Quando acabou a cessão viu o “Cidadão” conversando com Jaime Valle, gerente do Cine Teatro Ilhéus, que o chamou, a tensão aumentou ainda mais, estou desempregado pensava, mas não foi o que Gileno estava pensando, o gerente o chamou para lhe dizer que o Prefeito o estava parabenizando pela sua atitude correta, foi o maior calmante que tomou na sua vida.

:: LEIA MAIS »

Governo baiano convoca quarta turma do programa Partiu Estágio

O Governo do Estado lança, nesta quarta-feira (26), a quarta convocação para universitários inscritos no Programa Partiu Estágio. De acordo com a nova lista, 297 estudantes deverão se apresentar ao órgão ou entidade em que irão estagiar, dentro do prazo de dez dias úteis. Desde o lançamento do projeto, em abril deste ano, já foram convocados 4.224 jovens para estagiarem no serviço público. A lista da nova turma está disponível no site da Secretaria da Administração (Saeb).

O programa é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso à oportunidades de estágio a jovens universitários de instituições federais, estaduais e privadas da Bahia que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada.

Os integrantes da quarta turma do Partiu Estágio são convocados por meio do e-mail cadastrado no momento de sua inscrição no programa. Para assegurar o estágio no Governo do Estado, é preciso que o estudante apresente a documentação. De acordo com o edital do programa, o estudante que não apresentar a documentação exigida, ou não se apresentar ao órgão ou entidade no prazo estipulado, perderá a vaga de estágio.

Confira abaixo a lista de documentos necessários:

– Comprovante de residência
– Original e cópia da Carteira de Identidade
– Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF
– Original e cópia de carteira de identidade do representante legal ou do termo de guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
– Declaração da instituição de ensino informando o semestre letivo, o turno de estudo, o curso de formação e sua natureza presencial e a conclusão de, no mínimo, 50% do curso
– Comprovante de matrícula e frequência na instituição de ensino
– Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
– Original e cópia do título de eleitor, se for o caso
– Original e cópia do certificado de reservista, se for o caso
– Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
– Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
– Histórico escolar do Ensino Médio
– Declaração da escola em que cursou o ensino médio, como bolsista integral, se for o caso
– E-mail convocatório emitido pelo sistema

Descanse em Paz

No GOTAS DE PAZ

Vida feliz

Quando tocamos em algo, deixamos as nossas impressões digitais. Quando tocamos as vidas das pessoas, deixamos nossa identidade. A vida é boa quando você está feliz; Mas a vida é muito melhor quando os outros estão felizes por causa de você. Seja fiel ao tocar os corações dos outros, seja uma inspiração. Nada é mais importante e digno de praticar do que ser um canal das bênçãos de Deus. Nada na natureza vive para si mesmo. Os rios não bebem sua própria água; As árvores não comem seus próprios frutos. O sol não brilha para si mesmo; E as flores não espalham sua fragrância para si. Todos nós nascemos para ajudar uns aos outros. Não importa quão difícil seja a situação em que você se encontra; continue fazendo o bem!

www.gotasdepaz.com.br

PEQUENOS DETALHES PODEM MANCHAR UMA IMAGEM

JN

O novo cenário do Jornal Nacional, inaugurado há pouco mais de trinta dias, é simplesmente fantástico. Coisa de outro mundo, show de design e modernidade.

Seria perfeito, não fosse uma mancha em forma de traço horizontal, melecada à direita da tela e que parece ser resíduo de cola ou algo assim.

Na hora do arremate final, quando foi concluída a montagem do cenário, provavelmente ninguém viu, ninguém limpou, a mancha passou despercebida e permanece lá, desde o dia da inauguração até hoje.

Aí você se pergunta: “Mas como é que esse cara foi perceber isso? Não tem mais o que fazer?”.

Simples. Pensei que era uma sujeira na tela da minha TV. Fui limpar, e nada de sair. Fiquei intrigado e liguei outro aparelho de TV. O traço estava lá também, marcando presença no magnífico, inovador e “quase” perfeito cenário do JN.

Coisas da vida, até na Globo.

Nilson Pessoa





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia