Os efeitos das mazelas das ações da classe política são tragédias que ocorrem nas chamas das corrupções que refletem em tantas carências humanas que faz medo e mal até analisar. São crimes piores que as tentativas de mortes contra pessoas em assaltos a mão armada nas ruas do nosso País. As atitudes desonestas desses agentes criminosos na esfera da administração pública estão exterminando seres humanos todos os dias no Brasil. Diariamente perniciosos homens, supostos representantes do povo, vêm retirando o direito de manutenção de vidas humanas em todas as classes sociais, as quais são obrigações do Estado Brasileiro proteger.

Porque, pensando bem, ocorrem subtrações dos bens de direitos que são importantes para a sociedade brasileira. Enquanto isso permanece a maligna briga pelo poder e muitos homens vendendo as supostas dignidades que deixaram de possuir a muito tempo, tendo desistido até de reservas morais, incluindo componentes de sua própria família. Nessa onda, por exemplo, em inúmeros hospitais que estão em dificuldades por causa de tantos desvios de verbas, faltam os meios para a sua manutenção. Desparecem as presenças dos profissionais médicos e enfermeiros por ausência de recursos financeiros para mantê-los; poucos equipamentos, alguns não funcionando e de vital necessidade para a realização exames dos pacientes.

A primeira e principal questão é que saúde é cara e o custo de instituições hospitalares é muito alto não apenas para a construção, mas também para a manutenção. A maioria das coisas realizadas em beneficio popular no Brasil nem sempre são projetadas com organização e respeito aos custos. Visam lucros extraordinários para enriquecimentos ilícitos. Materiais e serviços diversos, tais como: radiologia, seringas descartáveis e medicamentos; fornecimentos de cosumos de energia elétrica e água, e não esquecendo o mais importante: os leitos visando desocupar as macas de emergências, retirando assim muitas pessoas espalhadas em locais impróprios, inclusive no chão.

Quando questionado sobre o SUS, sempre ruim no Brasil inteiro. Agora, “quem optou por trabalhar para o Sistema, precisa arcar com as consequências”. Contudo, não se pode negar que o Sistema é, realmente, algo que poderia ser melhor se não houvesse tantas falcatruas com desvios de finalidade de suas verbas. Existe uma percepção, por parte do governo federal, de que o SUS deve ser explorado pelo Estado ou por instituições filantrópicas. Por isso, o reajuste de tabela não acontece há muito tempo. Dessa forma, o que o mercado faz? Adapta-se cortando, por exemplo, o número de leitos. Não podemos entender tantos atos administrativos por parte do Governo sem programação e projetos de assistência digna aos seres humanos espelhados no Brasil. Nosso país continua sendo o paraíso dos poderosos que gostam de levar vantagens em tudo, além de não pagar corretamente os seus impostos direcionados ao bem-estar de todos. Cobrando a quem deve contribuir com tais finalidades fiscais, quem sabem alcançaremos uma sociedade justa e humana.

O nosso país continua atravessando enormes crises de falta vergonha política e administrativa, mergulhado na cultura da corrupção que não se consegue parar tantos eventos de desigualdades sociais. Vivemos com uma sociedade corrupta encorajando a mentira e a fraude para as novas gerações. Mentir e enganar se tornam muito mais fáceis quando aqueles que estão no vértice da sociedade mentem e enganam despudoradamente. Um novo estudo publicado na revista Nature demonstra que quem vive em países governados por uma classe política corrupta hesita muito menos antes de cometer atos desonestos – mais uma prova de quantas instituições mal geridas pode prejudicar a sociedade de modo exponencial.

Pesquisas no mundo evidenciam posições vergonhosas pelos atos e fatos ocorridos no cotidiano da vida dos homens públicos. Demonstram como e o quanto, quando somos cercados por pessoas que infringem as regras, e dessa forma nos tornamos mais propensos a transgredir. Mas, indo mais além, as quais consequências levam, por sua vez, o fato de sermos governados por vértices que praticam a corrupção de maneira imoral, fria e calculista. São tantos indivíduos indiciados e indagados em tribunais no Brasil, e nosso “País das maravilhas”, passa por fraudes e malandragens de toda ordem, prosperando sempre o desconhecimento da ética e da moral em favor da verdade. PENSEM NISSO!!!

Eduardo Afonso – Ilhéus-Bahia