Ilhéus instala Gabinete de Gestão Integrada-. Foto Clodoaldo Ribeiro

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre Sousa, presidiu, na manhã de hoje, 22, no auditório do Centro Administrativo, a solenidade de instalação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal GGI-M, com a participação das autoridades da área de segurança pública e secretários do governo do município. Instituído através do Decreto nº 103, de 21 de julho de 2017, o GGI atende ao cumprimento das diretrizes do sistema único de segurança pública e tem como finalidade a integração institucional no combate à violência e à criminalidade.

Praticamente, todos os membros da área de segurança pública parabenizaram a iniciativa do governo de Ilhéus pela instalação do Gabinete de Gestão Integrada que, além de permitir uma política de redução da criminalidade pode também viabilizar a captação de recursos para o setor. “O importante é a determinação e o consenso entre nós no sentido de reunir esforços para diminuir a violência e estabelecer uma sociedade de paz”, afirmou o prefeito.

Estiveram presentes ao ato de instalação do GGI de Ilhéus o presidente da Câmara de Vereadores, Lucas Paiva; o Juiz da Vara Crime, Guilherme Barros Júnior; a promotora pública Silvia Almeida; chefe da delegacia regional da Polícia Federal, André Campos de Lavor; diretor Da 7ª Coorpin, Delegado Evy Paternostro; comandante do 5º Grupamento de Bombeiros, major Admilson Reis; delegada de Proteção ao Turista, Adriana Paternostro; diretor do Presídio Ariston Cardoso, major Gustavo Rebouças; representante da 68ª Companhia Da Polícia Militar; comandante da 69ª  e da 70ª Companhia da PM, major Joeudo Pinheiro e major Rivas Queiroz; e comandante da Polícia de Proteção Ambiental, major Cléber Santos Silva.

Também participaram os secretários municipais de Turismo, Roberto Lobão,; de Administração, Bento Lima; de Educação, Eliane Oliveira, de Governo, Alisson Mendonça; de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Hermano Faningh; de Comunicação Social, Alcides Kruschewsky; representante da secretaria de Desenvolvimento Social, Rubenilton Rodrigues; e o comandante da Guarda Civil Municipal,  Leonardo Bandeira.

Desafios – O município de Ilhéus possui um território de 1.712 k² e uma população estimada pelo Censo de 2010 de 186.231 pessoas. A cidade, que está entre as sete mais populosas da Bahia, tem o mais extenso litoral entre os municípios do estado. A área urbana é dividida em quatro zonas: Norte, Oeste, Centro e Sul. Esta última concentra cerca de 40 por cento da população urbana.

A cidade é cheia de altos e morros, cercada por um verdadeiro labirinto de bairros e localidades, e considerada complexa e cheia de desafios na área de segurança pública. Na oportunidade, o major Rivas Queiroz apresentou dados sobre o setor, segundo os quais o município apresenta hoje uma taxa médias de 49,9 homicídios por 100 mil habitantes, cujo índice está cima da média nacional. Segundo ele, o primeiro semestre deste ano apresentou um crescimento de 2 por cento em relação ao ano passado.

 

Por sua vez, o major Joeudo Pinheiro, da 69ª Companhia de Polícia, que atua na zona sul da cidade, disse que o funcionamento do GGI pode representar um ganho social sem precedentes. Ele pontuou que na zona sul, nos últimos meses, houve um aumento de crimes passionais e uma redução entre os vinculados ao tráfico de drogas.

 

De acordo com o delegado regional Evy Paternostro, o município de Ilhéus sofre a influência das facções criminosas presentes nas penitenciárias de Itabuna e de Jequié. Ele apresentou situações crônicas no setor, como o caso da reincidência de crimes entre menores de idade e a falta de estrutura nos órgãos de segurança, e ações estratégicas que podem ser beneficiadas com o pleno funcionamento do GGI.

 

Embora não possua responsabilidade direta com a segurança do cidadão, o diretor da Polícia Federal, André Lavor, afirmou que a instituição não se furtará no auxílio à política de segurança pública podendo contribuir na área de inteligência. Ele destacou a iniciativa do governo municipal nesse setor e também a atuação da Guarda Civil Municipal que, recentemente, solicitou a atualização do registro das armas disponíveis na corporação, que se encontrava vencido desde 2014. O delegado defendeu maior treinamento e o porte de arma para a Guarda municipal, para que esses profissionais possam colaborar ainda mais na área de segurança.

O Gabinete de Gestão Integrada Municipal se reunirá, pela segunda vez, no próximo dia 19 de setembro, às 9 horas, no auditório do Centro Administrativo, para definição do regimento interno e de um plano de ação interinstitucional. O encontro deverá contar com a presença de Fernando Cesar Zarantonello, representante da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP.