Girando




Busca por Data
agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul   set »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Bahia Pesca discute navegabilidade na Enseada do Pontal

Os pescadores da região Sul da Bahia que navegam pela Enseada do Pontal para utilização do Terminal Pesqueiro têm encontrado dificuldades para entrar nesse trecho do litoral ilheense, devido ao baixo calado no mar aberto próximo ao Morro de Pernambuco. Por isso a Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura) criou um grupo de trabalho para discutir soluções para o problema.

A Enseada do Pontal é uma importante área de navegação, de papel central na economia de Ilhéus. Para os pescadores, particularmente, a enseada assume posição de destaque na logística de comercialização dos pescados. “No ano passado mais de cinco mil embarcações e 90 mil pessoas usaram o Terminal Pesqueiro de Ilhéus. Assim, a dificuldade de navegação tem causado um impacto negativo na vida desses profissionais e da comunidade, e nós não assistiremos isso acontecer passivamente”, afirma o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

Entre janeiro e junho desse ano o Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus recebeu quase 85 toneladas de pescado. As embarcações consomem, anualmente, quase dois milhões de quilos de gelo, fabricados no próprio terminal.

Dentre as opções que estão sendo discutidas pela Bahia Pesca com a Associação dos Produtores e Armadores de Camarão e Peixes Diversos (Acape) estão a dragagem da entrada da barra (em mar aberto) ou a construção de um quebra-mar para proteger a entrada e saída das embarcações e manter a acessibilidade natural do canal.

“Após as intervenções na enseada teremos uma navegabilidade muito maior. Isso beneficiará não só os pescadores, mas também incentivará a chegada de novos investimentos ao município, como marinas e outras atividades relacionadas ao turismo náutico, apenas para citar alguns exemplos”, explica Dernival Oliveira Júnior.


| Postado em Governo da Bahia, Ilhéus
| | 62 visualizações

Deixe seu comentário