Logo, a primeira suspeita é de que o incêndio tenha sido um claro sinal de um início de rebelião. Além disso, áudios que circulam pela internet dão conta de um verdadeiro “panavuê” armado pelos detentos na unidade.  A polícia informou que, de fato, houve uma reação por parte dos presos do Módulo 2, onde foi descoberta a existência de armas e celulares.