WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago   out »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  






:: 13/set/2018 . 18:05

Ilhéus inaugura UPA 24 Horas da Conquista e reforça atendimento na saúde por Secom

Por Secom

A rede municipal de saúde de Ilhéus ganha um reforço importante com a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento Municipal (UPA) 24 Horas da Conquista, ex-Policlínica Halil Medauar, neste sábado (15), a partir das 11 horas. A solenidade de inauguração contará com a presença do prefeito Mário Alexandre e do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Villas-Boas, além de secretários e assessores municipais, vereadores, autoridades locais e da região.

O prefeito comemora mais um avanço no setor, que já recebeu investimentos para a recuperação de dez postos de saúde, com recursos próprios e convênios com o Governo do Estado. A UPA 24 Horas da Conquista terá atendimento médico ininterrupto e ambulância própria, para garantir melhor atenção à população. A unidade oferecerá serviços de urgência e emergência, eletrocardiograma, ultrassonografia e Raios-X, com capacidade de atendimento para cerca de 150 pacientes por dia.

O prefeito destaca também que, desde o fechamento do Hospital Regional Luiz Viana Filho, este será o segundo pronto atendimento 24 Horas aberto pela Prefeitura de Ilhéus. Além disso, a população conta com serviços de emergência nos prontos socorros que mantém convênios com a Secretaria Municipal de Saúde, localizados no bairro Malhado (Coci), centro (Hospital São José) e Zona Sul (antiga Climedi).

AGRISSÊNIOR NOTICIAS-Edição 685 – ANO XV – Nº 09 – setembro de 2018

O CARIMBO DO MESTRE VON STEISLOF

Luiz Ferreira da Silva

Acabo de esboçar um livro explorando um tema que me aflige – A FOME – que considero um crime hediondo, sobretudo no nosso país, celeiro mundial de produção de alimentos. Paradoxo cruel. Recorri a um grande escritor, colega agrônomo mais vivido que eu (87 anos), permanentemente produtivo, que além do estágio nordestino em sua adolescência, possui alta sensibilidade humanitária. Refiro-me a: Amaurí Rodrigues, 1931 (Escritor: Von Steisloff). Engenheiro Agrônomo (ENA/1957) MSc-Ciência da Informação Científica (UnB/1979) Auditor Fiscal Federal Agropecuário-Aposentado

Insiro aqui a sua análise, em razão de se constituir num valoroso aval, fundamental à minha decisão de submeter o pretenso livro a uma Editora.

APRESENTAÇÃO.

Este apresentar causou-me surpresas e, ao mesmo tempo, alegrias. Por que isso? Ora, eu o Luiz temos algumas coisas importantes em comum. Desde longa data mantemos o ardente desejo de escrever; fantasias do mundo literário tão árduo. Entretanto, por absurdo que possa ser, o que mais nos aproxima são nossas origens tão diferenciadas. Eu, mineiro das montanhas frígidas de São João dei Rei, e Luiz da calorosa Cururipe, das Alagoas. Mas tudo tem seu tempo e as justificativas. O moleque das Minas Gerais, nos distantes anos de 40, foi levado por razões da Segunda Mundial, arrastado bem dizer venturoso, para as praias do litoral do Rio Grande do Norte.

Com o passar dos anos, tive a ventura de frequentar um dos maiores centros de excelência no ensino agronômico, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro, Brasil. E não é que o outro moleque de Cururipe, já crescidinho, parrudo, ousado e de extremas exigências pessoais, também foi para a mesma Universidade Federal Rural? Eu, um pouco antes e Luiz, logo depois. Por pouco não nos encontramos por lá. Dizem os sábios que tudo tem o seu tempo. Até hoje não tivemos a felicidade de um encontro pessoal. Só mesmo graças às facilidades da comunicação eletrônica e os mesmos ideais humanitários, nos tornamos conhecidos e amigos fraternais.

Eu labutei por mais de quarenta e seis anos na profissão de engenheiro agrônomo, seja junto, e diretamente com o agricultor e sua família aqui pelo Brasil ou em diversos países. Luiz, com objetividade definida, de mais sorte e persistências próprias de um legítimo nordestino, foi mais longe; invejosamente muito mais longe! Aceitou o desafio do destino e entrou, de cara, em uma instituição das mais nobres. A já famosíssima CEPLAC. Depois de aperfeiçoar-se nas Ciências do Solo, o também engenheiro agrônomo, mergulhou nas complexas tarefas desafiadoras, mudando de Seca à Meca, com as malas nas costas, mourejando até na inóspita Amazônia para gerenciar e “vender” muito bem, a moda dos cacauais. Sucesso foi sua vida profissional, sobretudo, produtiva e invejosa. :: LEIA MAIS »

Teixeira de Freitas: MP denuncia duas pessoas por fraude em cilindros para saúde

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) denunciou duas pessoas envolvidas em um esquema de adulteração e alteração de cilindros utilizados em unidades de saúde em Teixeira de Freitas, no extremo sul do estado. Foram denunciados o comerciante Izaias Rodrigues dos Santos e o contador Diogo Lemos Dias dos Santos, da empresa Assis e Rodrigues Ltda. Eles são acusados de corromper cilindros de oxigênio medicinal, adulterando e alterando a sua qualidade e quantidade para entrega ao Município.   De acordo com a denúncia, eles forneceram cilindros de oxigênio industrial como se fossem medicinais. Segundo as investigações, Izaias, que é sócio administrador e representante da empresa, fraudou contrato decorrente de licitação realizada para aquisição de mercadorias, entre o final de 2017 e primeiro semestre de 2018, entregando produtos de empresa diversa à indicada na licitação, bem como alterando a substância e a qualidade da mercadoria fornecida. Ele se comprometeu a fornecer gás de oxigênio medicinal da marca Air Products Brasil Ltda para atender as demandas existentes nas unidades de saúde do Município, mas entregou produtos de outras empresas e com alteração da substância.   Os cilindros de oxigênio medicinal apresentados ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas tinham conteúdo a menor e lacres sem identificação, bem como prazo de validade vencido. Um laudo da Vigilância Sanitária do Município confirmou que os cilindros fornecidos apresentavam diferença entre os lacres e selos de origem, ausência de prazo de validade, lacres sem a origem do produto e, principalmente, cilindros de oxigênio industrial, da cor escura, pintados de cor verde para serem entregues como medicinal. Uma apreensão na cidade detectou a fraude.

Tragédia de Mar Grande: Dono e comandante da Cavalo Marinho I viram réus

O dono da empresa CL Transporte Marítimo, Lívio Garcia Galvão Júnior, e o comandante da lancha Cavalo Marinho I, Osvaldo Coelho Barreto, viraram réus pelo acidente com a embarcação, ocorrido em 24 de agosto do ano passado, em Mar Grande. Na tragédia, 19 pessoas morreram e 54 passageiros ficaram feridos.   Segundo o jornal Correio, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) no caso do acidente. Os dois foram denunciados por homicídio culposo e lesão corporal culposa.     A acusação formal do MP foi baseada nos resultados do inquérito policial da Delegacia de Polícia Técnica de Vera Cruz, que acusou comandante e proprietário de agirem com “imprudência e imperícia”. De acordo com as investigações, Lívio, dono da lancha, também autorizou e fez a reforma da embarcação sem as habilidades necessárias.    A Cavalo Marinho I teria sofrido uma alteração no lastro, sem que a intervenção tivesse sido comunicada à Capitania dos Portos e ao engenheiro naval que aprovou a lancha. Esta é apontada como uma das principais razões para o acidente.   Já o marinheiro Osvaldo Barreto foi por não ter suspendido a travessia diante das más condições climáticas do dia em que tudo aconteceu.

NOTÍCIAS DA AVEP

A 16ª RODADA RESULTOU EM EMPATE, E VITÓRIA DA EQUIPE DO CAP. LUÍS EDUARDO

Cumprindo a Programação 2018, a Associação dos Veteranos de Esporte Praiano –AVEP, entidade de “babas de praia” quase centenária em atividade de Ilhéus, realizou domingo(09) sua 16ª rodada da referida modalidade esportiva onde, no Campo Grimaldo a equipe do Capitão Luís Eduardo venceu a do Capitão Caio da AMO pelo escore de 3 a 0 com gols de Duda Pantera, Crispa da Galera do Fla e Prof. Jorge Reis(contra). Já no Campo Martial houve empate de 2 a 2 entre os quadros dos capitães Alex de Moises e Melgaço, marcando o próprio Alex de Moises(2) e Zé Eduardo(2). Apitaram os ‘babas’ Wilson Salviano (Campo Grimaldo) e Elielson com atuações, segundo os olheiros de árbitros, regulares. Ambos pertencem à Associação de Árbitros de Futebol de Campo de Ilhéus – AAFCI. Receberam Cartão Amarelo os veteranos: Udson da Civil, Crispa da Galera do Fla, Podão, Dilton da Ceplac, Everaldo Cabeça de Flande, Caio da AMO, Alex de Moises e Carlão do Taxi. Os ‘babas’ foram jogados como de costume na praia, pela manhã, da Av. Soares Lopes, bem defronte do espaço cultural Tenda Teatro Popular de Ilhéus.

Equipes que atuaram no Campo Grimaldo:

(Cap. Luís Eduardo): Goleiro Rosivaldo, Geraldo da Ceplac(Udson da Civil entrou aos 5’ da 2ª etapa), Junior Murta, Silva e Luís Eduardo; Danilo, Daniel Murta, Luís Humberto, Ralio da Contabilidade, Duda Pantera e Crispa da Galera do Fla

(Cap. Caio da AMO): Goleiro Ricardo, Haroldo(Sena entrou aos 40’ da 1ª etapa), Djalma Peludo, Prof. Jorge Reis e Everaldo Cabeça de Flande; Dilton, Podão, Caio da AMO, Mario Filho, Heckel Januário(Paulo Carqueija entrou aos 20’ da 1ª etapa) e Renatinho dos Leais

Equipes que atuaram no Campo Martial: :: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia