WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  








A ONG ENAULTINHO ROCHA na busca de conscientizar a população para o CADASTRO de doador de Medula Óssea, lança o projeto, “A voz do Doador e do Transplantado!

1- Seu nome: Suzana Marly Pinto de Carvalho

2- Sua residência e data de nascimento: Rua Prof. Sabino Silva, 823, apto 1002, Jardim Apipema – Salvador (BA) Nascimento: 17/06/1952

3- Estado civil: Casada. Tem filhos? Não

4- Qual foi a sua doença? Leucemia Linfóide Aguda (LLA)

5- Como se sentiu quando o médico lhe deu o diagnóstico? O mundo desabou. Foi mesmo que receber o atestado de óbito. Costumava dizer que dormia com a morte a meu lado.

6- Você estava trabalhando? Onde? Não. Já estava aposentada

7- Tem HEMOBA na sua cidade? Sim

8- Quanto tempo durou para o REDOME encontrar seu doador? Acho q uns 10 meses a 1 ano. Só que quando fui para o transplante o doador não foi localizado. Como minha situação era grave e não dava prá esperar, fiz como tentativa com minha irmã 50% e hoje, graças a Deus estou bem.

9- Você fez o transplante quando e onde? No AC Camargo em São Paulo, no dia 11/12/2014

10- Foi pelo SUS ou convênio? Como foi seu tratamento? Foi pelo plano CASSI. O tratamento foi longo e muito sofrido. Meu organismo não respondia às medicações. Fiz todo o protocolo. Cheguei a entrar em remissão por 1 mês. Logo a doença voltou. Novamente tomei químio e não consegui entrar em remissão. Até que a médica me falou que não tinha mais nada a fazer por mim, a não ser pedir uma medicação (não lembro o nome) nos Estados Unidos e tentar ver se dava certo. Essa medicação é prá crianças que tem LLA.

Após 33 dias a medicação chegou, tomei e entrei em remissão. Durante o tratamento tive várias ocorrências como trombose, infecção generalizada que me levou a UTI, problema no pulmão e outras mais. Esse período levou cerca de 1 ano e meio, até a minha ida prá São Paulo(16/11/2014) onde fiz o transplante “haploidêntico” com minha irmã com 50% de compatibilidade, já que meu doador não foi localizado.

11- O que sentia antes do diagnóstico? De repente senti fraqueza, moleza e febril. Após 3 dias procurei a emergência onde fui diagnosticada com pneumonia e alteração no sangue. Fui internada, fiz os exames e o diagnostico foi Leucemia Linfóide Aguda.

12- A sua cidade se movimentou para campanha de Cadastro de Medula Óssea? Não. Alguns primos que moram em Ilhéus, foram se cadastrar em Itabuna. Nenhum compatível.

13- Depois do transplante você tem se solidarizado para ajudar outros pacientes? Eu tento dentro do possível, pois após o transplante tive GVHD na pele, vista, pulmão… Passei um tempo me cuidando. Como tomei muito corticóide, a cabeça do fêmur necrosou e tive q colocar uma prótese. Também até hoje, além das revisões, faço sangria devido a inúmeras transfusões de sangue e plaquetas q tomei. Há pouco tempo que comecei a ter uma vida quase normal.

14-O que você pensa em fazer daqui prá frente? Engajar-me em algum grupo para ajudar as pessoas com leucemia como a ONG Doadores por Amor, aqui em Salvador. Inclusive já participei de campanha para conscientizar pessoas a se cadastrarem como doadores de medula óssea.

15- Você já sabe quem foi seu doador? Já esteve com ele? Tem interesse em conhecer? Sim. Meu doador foi minha irmã com 50%

16- O que você dirá prá essa pessoa? Eterna gratidão! Que eu a amo mais e mais e que agora estamos mais unidas, uma só.

17- Você nos autoriza a publicar esta reportagem com sua foto? Poderemos sensibilizar outros doadores! Sim

18- Qual a sua mensagem para as pessoas que se cadastraram e tem se negado ou não se atualizam junto ao REDOME? Que essas pessoas lembrem-se de manter seu cadastro atualizado, pois no caso de haver um paciente compatível , será preciso encontrá-lo o mais rápido possível. Aos que se negam a fazer a doação, que se conscientize que é uma vida que está em jogo e que existem várias pessoas precisando desse gesto de amor e cidadania. Amor é doação! Vamos doar medula óssea!

Gratidão eterna a meu DEUS, a minha irmã Mercês, minha doadora, pois sem ela eu não estaria aqui, a meu marido, a toda a minha família, a equipe médica daqui e de São Paulo, a meus amigos e a todos que oraram e torceram por mim.

Agradeço a você ENAULT FREITAS FILHO por essa oportunidade de dividir tudo que passei com outras pessoas na tentativa de ajudá-las. Parabéns pelo seu belo trabalho! Você tem um coração cheio de amor e é uma pessoa muito iluminada. Que Deus abençoe a todos.

 

1 resposta para “A ONG ENAULTINHO ROCHA na busca de conscientizar a população para o CADASTRO de doador de Medula Óssea, lança o projeto, “A voz do Doador e do Transplantado!”

  • Olá meus amigos e visitantes, Suzana é a prova viva do Transplante de Medula Óssea e a cura da Leucemia! Leia o que ela relata, compartilhe e CADASTRE-SE, salve uma vida! Deus te abençoe!.
    Qualquer dúvida enter em contato, no face da ONG, 073 9 9988 0326 e ou no próprio r2cpress que é nosso parceiro desde muito tempo!

Deixe seu comentário























WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia