Nesta quarta-feira (24), a Polícia Civil de Ilhéus, por meio de agentes da 1ªDT/7ªCOORPIN, prendeu, preventivamente, Marcos Ferreira dos Santos Oliveira, popularmente conhecido como “Do Barco”, ou Marcos Tatuagem. Ele vinha sendo investigado pela polícia por prática de homicídio qualificado, ocorrido na manhã de 16 de abril de 2018.
O assassinato aconteceu nas imediações da Rua Lindolfo Collor, no Bairro Malhado, em Ilhéus. Na ocasião, Marcos desferiu, por motivo fútil e agindo à traição, três golpes de faca em Cristeny Danillo de Jesus Soares. Mesmo ferido, Cristeny conseguiu correr, em tentativa de fuga, mas caiu alguns metros adiante. Populares acionaram o SAMU, Cristeny chegou a ser socorrido mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Em consulta ao site do TRE-BA, a Polícia constatou que Marcos não possui registro de inscrição perante à Justiça Eleitoral, e portanto, não é considerado eleitor. Nesse caso, não se aplica a regra prevista no art. 236 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/65), que diz que não é permitida a prisão desde cinco dias antes e até 48h depois do encerramento da eleição. Marcosfoi preso e está á disposição da justiça.