WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa sesab bahia


dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  






:: 10/dez/2018 . 18:00

Cantata de Natal terá apresentação de corais nas escadarias do Palácio Paranaguá

Por Secom

Está programada para esta sexta-feira (14), a partir das 18 horas, a abertura oficial da programação da campanha ‘Natal da Alegria’, promovida pela Prefeitura de Ilhéus, por meio das secretarias de Indústria e Comércio e da Cultura, em parceria com o Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista (Sincomércio) e Associação Comercial e Industrial de Ilhéus (ACII). Este ano, a Cantata de Natal, que se estende até o dia 21 deste mês, tem apresentação diária de corais e orquestras da cidade e da região, nas escadarias do Palácio Paranaguá.

De acordo com o secretário municipal de Indústria e Comércio, Paulo Sérgio Santos, a Cantata de Natal deste ano terá ainda outras atividades musicais, a exemplo do projeto Presépio Vivo, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura (Secult). “Enfim, é uma programação voltada para trazer o espírito natalino à tona, em que as pessoas se voltem para Deus e para o próximo, criando clima de comunhão, alegria e confraternização. Jesus nasceu para nos dar esperança. A campanha ‘Natal da alegria’ tem toda essa conotação e de levar essa consciência às pessoas”, afirmou.

CONCURSOS SOMAM MAIS DE 2,2 MIL VAGAS NO NORDESTE

Nas próximas semanas, estarão abertas 2.276 vagas de concursos públicos promovidos por prefeituras e câmaras municipais do Nordeste. Os cargos nos poderes executivo e legislativo oferecem salários que vão de R$ 980, na Câmara Municipal de Ibirajuba(PE), a R$ 10 mil na cidade de Jardim do Seridó (RN). Na maioria dos casos, os salários mais altos são destinados a médicos. Mas em todos os estados da região há muitas oportunidades para os níveis fundamental, médio e superior.

A coach Letícia Nobre, especializada em concurso, ressalta que, com o anúncio da suspensão dos grandes concursos federais, as seleções para as prefeituras passaram a chamar mais a atenção dos concurseiros. “O risco, nesse caso, é resistir à tentação de se candidatar para várias provas ao mesmo tempo sem estar preparado competitivamente para nenhuma delas”, afirma.  

Letícia assinala que é preciso fazer a escolha pela carreira que irá exercer e não pela prova. Para ela, é um erro focar na avaliação e não no cargo a ser ocupado. “Há uma situação em que vale a pena se inscrever em mais de um concurso ao mesmo tempo: quando se trata de um mesmo cargo – ou muito parecido – e/ou que tenham pelo menos 80% do conteúdo programático idêntico”, declara.

Em discurso na diplomação, Bolsonaro diz que será presidente para todos os brasileiros

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) fez um discurso que pregou a unidade da nação durante cerimônia de diplomação nesta segunda-feira (10) (saiba mais aqui). O capitão da reserva falou de Deus (veja aqui) e declarou que será presidente para todos os mais de 200 milhões de brasileiros a partir do próximo ano.    “Governarei sem distinção de cor, raça, sexo e religião. Com humildade e tendo fé em Deus, me dedicarei ao objetivo que nos une: a construção de um Brasil mais próximo das grandes nações do mundo”, disse.    Bolsonaro também celebrou o resultado das urnas como um recado da população a mudança. “Devemos nos orgulhar dessa conquista. Somos um exemplo de que a transformação pelo voto popular é possível”, garantiu. “Não mais a corporação, não mais a violência, a mentiras e a manipulação ideológica. Não mais a submissão do nosso destino aos interesses alheios”, completou o presidente que assume no próximo dia 1° de janeiro.

PSICOMUNDO <> CAMINHOS QUE CONDUZEM OS LIMITES DO MAU <>

A trágica e maldosa estrada dimensionada pela política, hoje, no Brasil o que vemos são os presídios para prisões de políticos envolvidos no Lava Jato e casas de menores infratores cheias de jovens, principalmente, muitos que abandonaram suas famílias e olham como rota de vida as drogas. Muitos homens que administram o nosso País não estão dispostos a imaginar uma Pátria de pessoas dignas e confiáveis! E quantos seres humanos foram elevados ao mundo de crimes diante de tantas famílias pobres financeiramente, com desempregos em massa, e todos sofrem os desconfortos de verificar as agonias dos seus pais. Foram perdidos os mandos disciplinares que ajudem muitas pessoas dignas, decentes e com a merecida paz. Os adolescentes estão sendo as maiores vítimas das crises econômicas do Brasil nas últimas décadas. São colocados no mundo sem nenhuma preparação e responsabilidade de planejamento familiar. Que não seja: – “balsa-familia” uma consequência trágica dessa fatalidade de proporções indesejadas!

Não se observa uma visivelmente posição governamental de forma geral em algo que nos promova a atenção de que estamos seguros em nosso país e os brasileiros em paz para a concretização do futuro no seu pleno direito Constitucional. Estamos vivendo uma expectativa muito perigosa para a situação de vida dos jovens em nosso País. Eles estão se tornando visíveis vítimas de um sistema familiar em que destroem todos os dias seus sonhos, trazendo duras e ásperas realidades. E não sabemos como iniciar uma trajetória que mostre os caminhos de volta para sua garantia, orientando-os para que sejam pessoas felizes, sóbrias e dedicadas a si mesmas. A estatística e noticias dos meios de comunicações anunciam que muitos jovens não trabalham nem estudam. O fato de que os adolescentes geralmente ainda não iniciaram atividades de trabalho mais consistentes é uma das razões da entrada deles na insuportável fase utilizando os crimes para sua resistência.

Lamentavelmente, vão se ampliando essas enfermidades estruturais e sempre surgem pela falta de consciência de temperamento, personalidade e amor próprio. A má conduta de tantos indivíduos que supostamente governam, os responsáveis pela justiça sem condução honesta das leis, os indignos brasileiros que não procuram a honestidade acima de tudo, torna-se muito difícil, no mundo que vivemos modelos para mudança de vida, sem existir a necessária harmonia de bons exemplos extraídos do seio familiar. Esse é o primeiro caminho onde os jovens percorrem e observam na conduta dos seus pais uma estrada direcionada para seguirem o bem ou mal! De qualquer forma, o núcleo do problema está no grupo social dos adolescentes e jovens pobres. A pobreza escraviza por que não se transforma em alimento dos bons costumes educacionais dentro e fora de casa.

A explosão da população faz crescer o contingente de pessoas em busca da sobrevivência para sair da fome e da miséria, e nem todos os meios os levam ao alcance dessa vitória insana e desigual! E só entendem essas ações ou estados de coisas quem passou ou passa dificuldade, e sabe que nasceu, viveu e espera morrer com um pouco dignidade. Eles quase não aparecem na mídia, diferentemente de vítimas pertencentes à classe média, meninos de rua assassinados por grupos de extermínio e cidadãos comuns, de vários grupos sociais, mortos por balas perdidas ou pela brutalidade policial. Assim caminham as catastróficas dores do crescimento populacional e para as pessoas envolvidas profissionalmente com adolescentes que se transformou em criminosos, perder um menor com o qual existia um laço afetivo é um tipo de sofrimento que faz parte do seu trabalho diário, é como se fosse ceifada a vida de um filho.

Todos podem ver com muita tristeza que noticiam um modelo de mundo cheio de exemplos descabidos, manchetes de televisão mostrando quantos adolescentes estão vivendo em presídio com celas que mais parecem cloacas, numa dura realidade que não pediram aos seus genitores! Muito desprezível assistir cenas dessa natureza. Muitos políticos incautos e governantes desse País estão por aí afirmando que o Brasil vai bem, outros dizendo que a Bahia é Terra de todos nós numa enrolada de manifestações em benefícios políticos pessoais! :: LEIA MAIS »

DECOLORES: COISAS DA VIDA

Nada tenho que queixar de toda minha infância e adolescência. Tudo foi maravilhoso. Na infância procurei participar de tudo: Estudei no General Osório na época que a Diretora era a Professora Nilza Vivas, usava farda onde a calça era de cor azul e a camisa era de cor branca com a inscrição EGO (Escola General Osório). Porém, os alunos de outros colégios diziam que o nome era Escola Gato Ousado, e daí existia a rivalidade terminando em porrada. Joguei Baba de praia (cacareco), e tive time de futebol chamado “Carcará”; jogava baba de rua defendendo a Rua Fonte da Cruz contra a Baixa Fria, joguei também gude com lasquinê, empinei pipa, enrolei pião, brinquei de soldado e ladrão, troquei figurinhas e gibis nas matinês nos cinemas, assisti filmes de Tarzan, cowboy e épicos romanos, dancei quadrilha junina, cantei na radio cultura, peguei carrego, vendi laranja e rolete de cana no campo de futebol, fui ajudante de sapateiro, lavei sanitários dos outros e encerei as casas residenciais com cêra cachopa para brilhar bastante, no intuito de ganhar um trocado para ir ao cinema e comprar guloseimas. Certo dia fui pescar com meus primos na ponte de cimento do porto antigo onde estava ancorado o navio Spencer que estava embarcando cacau para o exterior. E como fiquei pescando próximo aos guindastes fui acometido de um acidente sendo lançado ao mar e por pouco não me afoguei graças a um estivador que estava próximo e conseguiu me salvar. Ainda na infância tive que encarar a responsabilidade começando a trabalhar logo cedo pois tinha que ajudar em casa. Naquele tempo minha residência não tinha água encanada e tampouco luz elétrica. A casa era iluminada através de velas ou candeeiros a querosene. A energia veio tempos depois pela CERC (Centrais Elétricas Rios de Contas). Todos os dias ao levantar tinha que buscar água para o gasto na Fonte da Cruz: banho, lavar roupas, limpeza da casa e sanitários. A Fonte era onde é hoje o início da escadaria para o convento da Piedade. Após terminar de encher os tonéis de água, me dirigia para buscar água de beber no Fundo do Estádio Mário Pessoa, exatamente onde existiu a fábrica do Guaraná Mônaco, na residência da família Mônaco. Tempos depois a empresa de água SEAE (Serviço de Água e Esgoto) colocou a tubulação até a residência de meus familiares, desaparecendo por completo aquele suplício diário. Fui coroinha da Igreja São Jorge e ajudava nas missas dominicais principalmente nos segundos domingos de cada mês onde os Congregados Marianos se reuniam no salão paroquial onde era servido um excelente café da manhã e evidentemente estava presente e não perdia nenhum. Naquele tempo despertava às 5:00 da manhã e logo cedo estava na Sacristia da Paróquia de São Jorge junto com os Padres da época: Dom Caetano, Padre Jorge Saraiva, Padre Bernardo, Monsenhor André, Padre Argolo, Padre Bernardo, Padre Dorival e Padre Arnóbio.

Tempos depois já chegando a adolescência comecei a andar com meus primos que moravam na Rua Carneiro da Rocha. Lá fiz novas amizades e passei a me integrar com os moradores do local. Nas festas juninas era comemorado nas residências com muita canjica e licor. Formamos uma turma denominada “Los Duros”, ou seja, todos sem dinheiro, contudo participávamos de quase todos os eventos da cidade sem gastar nada, até mesmo para entrar no cinema utilizávamos de um esquema especial onde ludibriávamos o porteiro dizendo que “saír aí” e o porteiro chamado Luiz que trabalhou nas Casas Pernambucanas aceitava plenamente. :: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia