Um circo é comumente uma companhia itinerante que reúne artistas de diferentes especialidades, como malabarismo, palhaço, acrobacia, monociclo, contorcionismo, equilibrismo, ilusionismo, entre outros.

A palavra Circo descreve o tipo de apresentação feita por artistas, normalmente uma série de atos coreografados à músicas. Um circo é organizado em uma arena – picadeiro circular, com assentos em seu entorno, enquanto circos itinerantes costumam se apresentar sob uma grande tenda ou lona.

História do Circo:

“No mundo do entretenimento, o circo ocupa uma posição privilegiada entre todas as formas de diversão existentes. Mesmo em tempos de rádio, TV e internet essa antiga arte ainda atrai a atenção de muitos espectadores. Circulando por espaços da cultura erudita e popular, a arte circense impressiona pela grande variabilidade de atrações e o rico campo de referências culturais utilizado.

De fato, o circo demorou muito tempo até chegar à forma sistematizada por nós hoje conhecida. Somente no século XVIII é que o picadeiro e as mais conhecidas atrações circenses foram se consolidando. Na China, vários contorcionistas e equilibristas apresentavam-se para as autoridades monárquicas chinesas. Em Roma, o chamado “Circo Máximo” era o local onde as massas plebéias reuniam-se para assistir às atrações organizadas pelas autoridades imperiais.

Na Europa, até metade do século XX, o circo sofreu um período de grande retração. As guerras mundiais, ambas protagonizadas em solo europeu, e as crises econômicas da época impuseram uma grande barreira às artes circenses. Ao mesmo tempo, o aparecimento do rádio e da televisão também inseriu uma nova concorrência no campo do entretenimento.

Mesmo com o advento das novas tecnologias, o circo ainda preserva a atenção de multidões. Reinventando antigas tradições e criando novos números, os picadeiros espalhados pelo mundo provam que a criatividade artística do homem nunca estará subordinada ao fascínio exercido pelas máquinas. Talvez por isso, podemos dizer que “o show deve continuar”.

Na minha infancia não perdia à oportunidade de ir ao circo, normalmente era armado no terreno da Suburbana onde hoje foi construido o SAC e o Mercado de Artesanato. Entre todos os circos que aqui foram armados o que mais gostei foi o Circo Nerino, princpalmente pelo palhaço Picolino que era engraçadissimo bem como os artistas de diferentes especialidades, como malabarismo, palhaço, acrobacia, moniciclo, contorcionismo, equilibrismo, ilusionismo e drama que era a parte que mais me comovia principalmente pela historia de Marcelino Pão e Vinho, a qual passarei a descrever:

Marcelino Pão e Vinho

Certo dia os padres acordaram pelo choro de um menino.

Na porta da ruína, olharam àquele menino e colocaram o nome de Marcelino.

Marcelino só chorava e os padres não conseguiam dormir. Depois de algum tempo, Marcelino cresceu. Ele só brincava.

Um dia, Marcelino foi subir numa escada, mas um padre disse que tinha um homem grande que ia pegar ele e ia levar ele embora e nunca mais iria ver os padres.

Mas um dia, ele encontrou uma mulher na parte das ruínas que tinha um filho chamado Manoel, e ele foi correndo para um padre perguntar onde estava a mãe dele, e o padre disse que ela estava no céu com Jesus.

E o Marcelino subiu na escada onde estava o homem grande e ele viu Jesus Cristo pregado na cruz e saiu correndo, daí foi jantar.

Depois, no outro dia, ele pegou um pão que o padre estava cortando e foi lá na escada ver Jesus pregado na cruz, e tinha uma janela, ele abriu àquela janela e viu Jesus.

Marcelino colocou um pão em cima da mesa e então ele começou a ver os braços de Jesus se mexendo e daí Jesus pegou o pão e comeu, Marcelino disse: – amanhã eu te trago outra coisa!

Passou àquele dia e Marcelino pegou pão e vinho. Marcelino foi dar pão e vinho para Jesus, que perguntou:- Marcelino, você tem medo de mim?

-Não, porque você é Jesus!

Jesus pegou o pão e o vinho, comeu e bebeu, e Marcelino perguntou: – Jesus, existe mãe feia?

E Jesus disse: – Não existe mãe feia!

– Então onde está a minha mãe?

– Está no céu.

-Eu posso ver ela?

– Sim, avise os padres para fazer uma reunião aqui em cima que você vai ver sua mãe e nunca mais vais voltar a ver os padres, quero que ore!

E Jesus disse que agora Marcelino se chama Marcelino pão e vinho.

Hoje, no entanto a função do circo mudou, passou a ser palco de pessoas envolvidas com situações adversas. Verdadeiros palhaços e malabaristas que enganam o povo diariamente.

Hoje tem espetáculo? Tem sim senhor? A que horas da noite?…

Luiz Castro

Bacharel Administração de Empresa