WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus embasa secom bahia


Janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  








BREVES TRAÇOS COMPARATIVOS DA VIDA NO BRASIL E EM PORTUGAL

Gustavo Cezar do Amaral Kruschewsky – E-mail – [email protected]

Nos tempos idos, não muito distante, ouvia-se os nossos predecessores dizerem do nosso Brasil o que esse articulista diz em verso o que se segue:

O jovem, o adulto e o idoso esperam dos gestores da coisa pública total transparência, mas a grande maioria da classe “política” só se preocupa com a concupiscência. O pobre está cada vez mais em constante decadência. O miserável suplica indulgência. Na maioria das escolas públicas percebe-se uma verdadeira excrescência. Mas, o que se verifica em quase todas as ações de muitos “políticos” é o exercício da concupiscência. O pequeno comerciante luta pela sua sobrevivência porque os impostos a pagar exaurem a sua paciência. Nem todo funcionário público tem preferência. Muitas cidades vivem em eterno estado de emergência, porque a grande parcela dos “políticos” só se preocupa com a concupiscência. A maioria das pessoas vive pedindo clemência. Desde o tempo da escravocracia ocorre essa indecência. Mas, a tão falada democracia ainda não teve a sua “nascêntia”, porque quase todos os “políticos” só se preocupam com a concupiscência. O turismo deveria ter melhor aparência. O transporte é tratado com negligência. No trânsito, verifica-se uma verdadeira degenerescência, porque a politicagem só se preocupa com a concupiscência. O sistema de saúde, o desemprego, as redes de educação e a administração pública de quase todos os municípios brasileiros, continuam em constante estado de urgentíssima urgência, porque muitos políticos que estão à frente do negócio público só se descambam para a concupiscência.

No tocante a Portugal, o renomado escritor português Abílio Manuel de Guerra Junqueiro que viveu no século 19, salvo melhor juízo, escreveu as palavras que se seguem referindo-se à política e à sociedade Portuguesa de antanho: “Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, aguentando pauladas, feixes de miséria, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai…Uma burguesia cívica e corrupta até a medula, não discriminando já o bem do mal…Que descamba na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação, da violência ao roubo… Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo…A justiça ao arbítrio da política, torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas…Partidos sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes, vivendo do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero”.

Hoje, Portugal, em tese, é outra realidade. Apesar de que muitos lusitanos, principalmente jovens, têm migrados para outros países da Europa em busca de novas oportunidades de vida. Porém, sem dúvida, as oportunidades de empregos na atualidade estão bem melhores do que no Brasil. Quem visitar Portugal irá perceber, por exemplos que: a segurança dá tranquilidade ao povo. A justiça é bem mais efetiva do que no Brasil, a polícia não é ausente, com isso as pessoas ficam sem medo de andar nas ruas. Acresce que Portugal está entre os três países mais seguros do Planeta. “O transporte público em Portugal é todo interligado: ônibus, metrô, trem e avião. É possível cruzar o país inteiro em poucas horas e não se preocupar com o trânsito, basta pegar um comboio (trem) e pronto, em 3h30 você vai do Norte para a capital do país, Lisboa. Fácil, tranquilo, sem ninguém te empurrando, com wi-fi, café, banheiro e conforto. A saúde pública em Portugal funciona muito bem. Entretanto, ela não é de graça. Mesmo assim, os valores são baixos e crianças e jovens até é 18 anos não pagam. Toda família possui o seu médico de família e há controle de doenças e prevenção. Doenças como diabetes, por exemplo, são tratadas com medicamentos gratuitos e de alta qualidade”.

No Brasil, estamos começando a mudar! Será? Temos tudo para que se inicie uma nova era. A realidade é que a população brasileira é diversificada, bastante desigual, tem pessoas do bem e do mal, uns educados, outros mal-educados, uns instruídos, outros sem instrução, muitos cometendo crime para

sobreviver, uns (a minoria) num bom nível financeiro, outros ganhando salário mínimo(a grande maioria), muitos sem habitação digna e abaixo da linha da pobreza, etc.

Mas, de certo modo, muitos brasileiros já estão demonstrando inteligência no exercício das suas funções sociais e profissionais, aprendendo a reagir, portanto, a se indignar, quando necessário, com os seus superiores hierárquicos, com politiqueiros corruptos e sabendo escolher, através do voto, aqueles que parece que são partidários da honestidade e da vontade de trabalhar para todas as pessoas. O povo já se manifesta pedindo impeachment para excluir candidatos, que já eleitos, não demonstraram na prática atos morais e legais desejados e que só enveredaram na vida pública para o exercício do mal feito e a satisfação pessoal de se tornar “poderoso”, de estar acima dos seus compatriotas, e os fatos que surgem, que vêm a cabo, demonstram claramente que estes politiqueiros tinham vivência social e profissional em desonradez.

Deve ainda demorar um pouco ao longo do tempo, mas a mentalidade é de que se deve avançar aqui no Brasil num plano de igualdade de oportunidades para todos. Com essa nova mentalidade de verdadeira política, no dizer aristotélico, espera-se dias melhores. Será fundamental uma Emenda à Constituição Federal a fim de ser instituído o RECALL POLÍTICO, que não seja mais obrigatório ao candidato ser inscrito em “partido político” para concorrer à eleição, mormente para vereador, prefeito e deputado estadual. Extinguir mandato interminável de se limitar apenas a duas eleições seguidas em todos os seguimentos políticos. Acabar com indicação pelo Presidente da República, através de Emenda Constitucional, para a composição dos Ministros do STF – Supremo Tribunal Federal. Deve haver outro critério na admissão para cargos de Ministros do STF.

É prudente que sejam revistos os salários absurdos e outras vantagens que os atuais “políticos” e ministros de todas as esferas recebem e até mesmo para os funcionários públicos concursados que ingressarem em qualquer cargo no Município, no Estado e na União. Até mesmo nas Forças Armadas – já tem corrente opinando por uma reestruturação na carreira militar e outros mais exagerados entendendo que as Forças Armadas no Brasil deveriam ser extintas, pasmem.

O Estado brasileiro não aguenta mais pagar salários e vantagens que orbitam acima de R$30.000,00 (trinta mil reais), enquanto o funcionalismo público de salário médio e abaixo da média não recebe no seu contracheque a reposição salarial – nos últimos 6 anos aproximadamente – que tem previsão constitucional no art. 37 inciso X. A solução é a judicialização contra os governantes responsáveis que se omitiram em pagar a reposição prevista na constituição nos últimos anos porque o efeito vem causando danos materiais para o funcionalismo público. Os ministros do STF receberam e os outros funcionários públicos?

Teremos em breves dias a publicação da REFORMA PREVIDENCIÁRIA para ser votada pelo Congresso Nacional. Segundo estudiosos da área jurídica e econômica a previdência Geral é superavitária e não deficitária – publicaram planilhas como comprovação do aludido – sem considerar que muitas empresas privadas estão em débito com o repasse da taxa da previdência dos seus empregados. Quanto à PREVIDÊNCIA do funcionalismo público o desconto de cada funcionário, do valor da previdência pública, é inserido nos contracheques mensalmente.

É também urgente que se dê encaminhamento às reformas política e tributária no Congresso Nacional. O que se sabe é que dependem de PECs – Projetos de Emendas à Constituição – e isso tem dado muito pano pra manga e terminam sendo arquivadas. Não se justifica mais a cobrança de 27.5% de imposto de renda. Portanto, até hoje está prejudicada a tão falada democracia que é “a única forma de governo que respeita a dignidade humana”. O povo brasileiro já desconfia que os discursos dos politiqueiros de que temos uma democracia no Brasil pode ser considerado pelo menos um ato amoral de MISTIFICAÇÃO.

Não são apenas os problemas apontados que irão preocupar o governo atual e os governos que virão daqui para frente, tanto aqui no Brasil quanto em Portugal! O crime organizado que se desenvolve internacionalmente é um problemão para o desenvolvimento da economia de qualquer país, aliado às

questões de ordem neurológicas, a exemplos de ansiedade e depressão. Nestes casos muitos brasileiros perdem emprego ou vivem de licença médica tratando essas doenças.

A questão do crime organizado inspirou a professora Carla Sofia Dias Mateus escrever a Dissertação de Mestrado intitulada: Criminalidade Organizada em Portugal – nos inícios do século XXI Contextualização, evolução e estado da situação, orientada pelo Prof. Dr. Pedro Gomes Barbosa. Cita que: “O crime organizado será um dos problemas mais graves dos próximos dez anos, juntamente com o aquecimento climático, o terrorismo, a corrupção e o desemprego. É um problema global que tem de ser tratado globalmente”.

(ONU, “State of the Future”, setembro de 2007.)

Os problemas na vivência e convivência da humanidade são muitos. Observe-se que já se passaram muitos anos e o crime organizado aqui no Brasil, por exemplo, vem tomando corpo a cada dia, proporcionando o poder a muitos jovens de se perpetuarem na sua “ocupação” por causa do ganho fácil de cifras elevadas de forma ilegal através de “um modus operandi de organizações criminosas formadas em comunidades urbanas de baixa renda, como conjuntos habitacionais e favelas, inicialmente, e que a princípio efetuam práticas ilegais sob a alegação de combater o crime do narcotráfico”. É preciso um trabalho árduo conjunto incansável, que envolvam todos os órgãos de segurança pública, a administração da Justiça e outros órgãos pertinentes e que se tenha apenações mais rígidas para os infratores.

Nessa toada, que se dê condições efetivas de trabalho para que os profissionais que lidam com a segurança pública possam defender incansavelmente a sociedade. A questão da criminalidade, e mormente do “crime organizado”, é assunto sério da política e da economia que, se não for combatido hodiernamente, irá sempre desaguar em danos, muitas das vezes irreparáveis, da sociedade, incluindo turistas, em qualquer país.

Lembrando agora das Escrituras Sagradas invoco as palavras de Jesus Cristo, segundo João: “Satanás é o governante deste mundo”. Será ele, Satanás, que dá as ordens nos bastidores dos poderes da República brasileira, no âmbito Municipal, Estadual e Federal, e governa influenciando para ações más de politiqueiros e a proliferação de outras organizações criminosas?

Então, vamos todos os brasileiros, em nome de Jesus, pedir a Deus uma nova “terra” com verdadeiras pessoas politizadas obedientes, abençoadas e honestas. Só assim teremos uma vida digna no viver e conviver e aí sim surgirá a verdadeira DEMOCRACIA.

Infelizmente ainda “O BRASIL É UM PAIS INJUSTO E DESIGUAL”.

1 resposta para “BREVES TRAÇOS COMPARATIVOS DA VIDA NO BRASIL E EM PORTUGAL”

  • Francisco Manuel says:

    Meu Amigo GK, pelo acima exposto, só tenho a dizer-lhe que, aos Políticos da nossa Praça, não é preciso muita CIÊNCIA, para (se) governarem com muita CONCUPISCÊNCIA… e a prova disso, está bem assinalada aqui nesta sua lavra, produto da muita experiência de vida, ou será devida, do verbo dever e não de ver? Quanto a Portugal e embora tenha de lá saído há 14 anos atrás, acho que (pelo que vejo e leio de lá e o que alguns amigos me informam), não está assim “tão bem como o “pintam”…” e o que o Guerra Junqueiro disse há mais de 200 anos, sobre Portugal e a composição da sua Sociedade (Povo e Políticos), ainda hoje se aplica, com algumas melhorias (poucas) é certo, mas no cômputo geral, continua tudo na mesma… como a lesma!… O facto dos Brasileiros e dos Portugueses, tal como a grande maioria das pessoas dos outros Países com quem Portugal e Brasil se relacionam (pela Cultura comum, pela Língua comum e outras adjacências) estarem usufruindo de bons processos de mudança (para melhor) de suas vidas quotidianas e com melhores níveis de vida (salarial, assistência médica, habitação, trabalho e relações de âmbito trabalhista, no aprender a reagir quando necessário, nas relações inter-familiares e de vizinhança e o que mais houver a dizer (só estão errando (e muito) nas escolhas dos Políticos que nos estão (des)governando e estes últimos, ainda nos irão dar muitas dores de cabeça (para não lhe chamar outra coisa)), só demonstra que o Povo é sábio e sabe muito bem o que quer e para onde vai… e a prova disso, está muito bem “retratada” aqui nestas suas palavras (espero que muitos as leiam e façam as devidas correções, de suas ideias e saberes). Grande abraço e, sempre a considerá-lo…

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia