A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) flagrou uma criança em situação de trabalho infantil próximo ao circuito do Carnaval no Campo Grande neste sábado (2). A criança, de aproximadamente 14 anos, trabalhava com a venda de cachorro quente. Ele foi visto com uma faca para fazer cortes nos pães. “Fizemos um trabalho educativo e de intervenção e só saímos de lá quando conseguimos que o menino parasse de trabalhar e fosse acompanhado por um adulto”, afirmou a defensora pública Fabiana Miranda.   Na itinerância, a defensora registrou uma ambulante com uma criança de dois anos, em uma situação irregular. A defensora orientou os pais a levarem a criança para os centros de convivência montados pela Prefeitura de Salvador. Os centros são apropriados para acolher os filhos de vendedores ambulantes que trabalham durante o Carnaval. A mãe da criança afirmou a defensora que prefere que a criança fique com ela durante a folia.