WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom bahia


Março 2019
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  








DECOLORES: ESTRADA DE FERRO DE ILHÉUS

Recordo-me da época que a Estrada de Ferro de Ilhéus funcionava em nossa cidade. Vez em quando viajava para Pirangy com meu saudoso pai para visitar minha avó e meus tios. O horário da partida do trem era pontualmente às 7:00 horas. O Chefe da estação soava o apito anunciando a partida. A viagem era uma delícia, o trem passava por diversas estações e havia embarque e desembarque de passageiros. Existiam dois tipos de locomotivas a óleo e a lenha que costumava soltar faíscas (labaredas) que além de entrar nos olhos, provocava forte ardor como também queimava as roupas dos passageiros. Sempre aos domingos havia partida de futebol nos distritos e nas cidades de Poiri, Pirangy e Agua Preta, e as equipes de Ilhéus iam disputar a peleja amistosa. A locomotiva era ornamentada com folhas de pitanga e palhas de coqueiros. A viagem era animada com batucadas e cantarolas alegrando a todos. Em cada estação aproveitávamos para comprar cordas de caju, laranjas e beijus gostosos. Ao aproximar-se dos distritos e cidades o maquinista da locomotiva apitava anunciando a chegada do trem. .

Havia também um tipo de locomotiva conhecida por “mutriz” que fazia a linha urbana dos Bairros do Malhado, Barra e Iguape.

Na plataforma de passageiros da Estrada de Ferro existia um serviço de bar explorado pelo saudoso Garangau. Lá, os roceiros “capiais” e pequenos agricultores após fazer suas compras no comércio e na feira livre da Avenida Dois de Julho, se reuniam para trocar idéias sobre a produção de cacau e contar suas proezas no mulheril da cidade.

HISTORICO DA ESTRADA DE FERRO – A linha-tronco Ilhéus-Itabuna foi aberta em 1910 em seu primeiro trecho, por investidores ingleses da The State Of Bahia South Western Railway Company Limited, com a idéia de alcançar Conquista (Vitória da Conquista). O primeiro ramal, o de Água Preta (Uruçuca), que partia da estação de Rio do Braço, foi aberto ao tráfego em 1914 e estendendo-se até Pirangy (Itajuipe) e Poiri (Ubaitaba), aonde chegou em

1934. Em 1950, os ingleses repassaram a estrada ao Governo pelo fato de já estarem satisfeitos com o que arrecadavam somente com as linhas existentes. O Governo por sua vez mudou o nome para E. F. de Ilhéus. A estrada jamais chegou a Conquista. Em 1963 a E.F.I. já estava decadentissima e em 1965 não mais funcionava.”

Infelizmente não temos nenhuma relíquia das estações de passageiros e das locomotivas. Até mesmo a locomotiva que estava na área do Detran não existe mais devido o corrosão do tempo. Infelizmente nossos jovens não tiveram conhecimento sobre a existência em nossa cidade da Estrada Ferro que trafegava em pleno centro da cidade. Ficaram apenas lembranças de um passado histórico dos meios de transportes existente na época: Trem, lanchas marítimas e os ônibus da Sulba .

Luiz Castro

Bacharel Administração de Empresa

2 respostas para “DECOLORES: ESTRADA DE FERRO DE ILHÉUS”

  • Gilson says:

    Otima reportagem;memorias inesqueciveis.parabens.

  • Domingos aurício says:

    Parabéns mais uma vez, Luiz, por mais uma matéria interessante, principalmente para queles ainda vivos que alcançaram a ferrovia. Como você já disse, uma pena que nossos jovens de hoje não tiveram a mesma oportunidade. Um abraço.

    Dominguinhos.

Deixe uma resposta para Domingos aurício





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia