POR SECOM

Jovens indígenas do sul e extremo sul da Bahia participam, até o próximo domingo (19), de mais uma edição dos Jogos Indígenas Estudantis Tupinambá de Ilhéus. O ato de abertura realizado na manhã desta quinta-feira (16), contou com as presenças dos secretários de Cultura, Pawlo Cidade; Comunicação, Hélio Ricardo; diretor do Centro de Cultura do Estado, André Reis e da coordenadora geral dos jogos, Amandyara Tupinambá.

Sons de chocalhos e cânticos Tupy predominaram na Estância Hidromineral de Olivença, que amanheceu em clima de festa. Jovens de diferentes tribos e etnias se reuniram na praça Claudio Magalhães, durante a abertura do evento. Cacique Valdelice comenta sobre o orgulho por ver a tradição de seu povo sendo abraçada com carinho e respeito pelos jovens.

Ritual – Amandyara Tupinambá comemora a concretização de mais uma edição dos jogos. “Através da interação que o esporte promove, esses meninos e meninas propagam a tradição, cultura e perseverança da nossa gente para todos, em uma troca de saberes e experiências com humildade e respeito”, enfatizou.

Os índios desfilaram ao redor da praça com cânticos e se deslocaram em direção à arena, na Praia do Batuba, local dos jogos. No caminho, acenderam a pira que permanecerá acesa até o final dos jogos. Na arena, em uma grande roda humana, mais cânticos e orações com pedidos de proteção, os caciques com seus cachimbos exalavam a fumaça da paz.

Serviços – A Secretaria de Saúde do município disponibilizou uma ambulância para o local, permanecendo até o término do evento. O espaço também conta com profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), para a vacinação dos índios que ainda não participaram da campanha, além da presença do efetivo de Bombeiros Civis.

Durante os quatro dias de atividades, serão realizadas competições de arco e flecha, arremesso de tacape, futebol, zarabatana, natação, luta corporal, corridas de tronco e rústica, dentre outras modalidades esportivas nas categorias masculina e feminina.

Os jogos têm o patrocínio do governo da Bahia, através da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, do Programa Educar para Transformar e Centro de Culturas Populares Identitárias da Bahia.