WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia teatro itabuna


junho 2019
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  








DECOLORES: DECADENCIA CULTURAL

O Município de Ilhéus sempre foi considerado a princesinha do sul, berço da cultura regional, terra de Adonias Filho e Jorge Amado.

A Câmara Municipal de Ilhéus já teve a honra de ter edis de grande quilate intelectual, a exemplo de Henrique Cardoso, Ariston Cardoso, Sá Barretto, Afro Leal, Luiz Amaral Carneiro, João Alfredo Amorim de Almeida, Álvaro Alves da Silva, Amilton Inácio de Castro, João Adonias Aguiar, Gilberto Fialho, entre outras personalidades de renome, os quais trabalharam em prol do desenvolvimento do Município em todas áreas principalmente na área cultural homenageando grandes vultos intelectuais e por serviços prestados. Podemos citar a Praça Ruy Barbosa, Praça Castro Alves, JJ Seabra, General Câmara, Salomão da Silveira, Soares Lopes, Lomanto Junior, Dom Eduardo, Dom Walfredo Tepe, entre outros.

Supreendentemente nos deparamos com um Projeto de Lei apresentado por um determinado edil alterando o nome da Praça Castro Alves para Praça da Irene.

Não quero com isso desmerecer a imagem da nossa saudosa Irene, que tive o privilégio de conhecê-la desde minha tenra idade quando estudava no Colégio General Osório, onde ela vendia na porta do colégio, seus abaras e acarajés, além do bolinho de tapioca, que denominávamos de outro nome. Inclusive Irene foi minha cliente em Oduque Veiculos onde eu trabalhava na revenda de automóvel.

O mesmo protesto sobre esse projeto de lei é desmerecer a figura do poeta Castro Alves, considerado o maior poeta brasileiro, lírico e épico, autor de clássicos como Espumas Flutuantes e Hinos do Equador. Castro Alves foi também considerado o poeta dos escravos, o maior representante da poesia da nossa literatura.

Acredito que todos Municípios que se preza prestou homenagem ao nosso maior poeta e que infelizmente estamos excluindo o nome da nossa Praça Castro Alves por Praça da Irene.

Faz até lembrar uma musica que diz “ Na casa de Irene, de noite e de dia, tem gente que entra, tem gente que sai”

Como diz o cantor Caetano Veloso “ Irene rir, Irene rir, Irene rir. Quero vê Irene dar a sua risada…

Seria de bom alvitre que os confrades da Academia de Letras de Ilhéus, intercedessem junto ao Alcaide, para não sancionar este maldito projeto de Lei.

Tenho certeza que Irene vai dá sua risada…

Colaboração de Luiz Castro

Bacharel Administração de Empresa

1 resposta para “DECOLORES: DECADENCIA CULTURAL”

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia