WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


julho 2019
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  






:: 26/jul/2019 . 18:52

Vá sem pressa, faça uma prece!

Paiva Netto

Sempre tenho chamado a atenção das pessoas para que tomem cuidado com o trânsito nas estradas e nas metrópoles.

Há muitos anos, num editorial do conceituado jornal brasileiro Folha de S.Paulo, encontrei este pensamento de Goethe (1749-1832), famoso vate e escritor alemão: “A morte é, de certa forma, uma impossibilidade que, de repente, se torna realidade”. Realmente, a maioria dos seres humanos não pensa que um dia terá de “passar desta para melhor ou para pior”, de acordo com o seu comportamento na Terra.

 

O grande equívoco da humanidade é viver como se depois da morte nada houvesse. Certamente, conforme nos revelam os Mentores Espirituais, um dos maiores dramas na Pátria da Verdade é a chegada de multidões livres das algemas da carne, mas completamente ignorantes do que seja o Mundo Invisível.

Mas voltemos ao editorial daFolha de S. Paulo sobre violência no trânsito, cujo conteúdo, infelizmente, ainda é atualíssimo: “(…) a frase do grande poeta alemão reflete com admirável precisão a maneira como muitos encaram a morte. E não resta dúvida de que essa visão é especialmente comum entre os jovens, cuja inexperiência aliada a um arrebatamento natural como que lhes confere um sentimento de onipotência e imortalidade. E esse sentimento, por ser extremamente enganoso, tem muitas vezes consequências terríveis. As mais notáveis e perversas se fazem ver no alto índice de envolvimento de jovens em acidentes de trânsito no mundo inteiro. Desastres do tráfego já são a principal causa de morte nessa faixa etária, fazendo mais vítimas do que a aids ou outras doenças incuráveis”.

Não adianta apenas dispor leis para os seres humanos. É preciso prepará-los para a Lei. O código de trânsito já existe. Todos sabem que têm de utilizar o cinto de segurança, diminuir a velocidade e respeitar sinais e faixas. No entanto, por que muitos não cumprem essas normas? Talvez porque não valorizem a própria existência.

A campanha Vá sem pressa, faça uma prece!, promovida pela Legião da Boa Vontade (LBV), visa à conscientização de motoristas e pedestres, para que venham a acatar as leis de trânsito por Amor à sua vida e à dos semelhantes.

Fica aqui, portanto, a nossa contribuição para o fim da violência no trânsito, de forma que a velocidade irresponsável ainda existente nas ruas se sublime em atos cada vez mais velozes de respeito a todos e de socorro às pessoas em situação de pobreza. Eis o nosso lema: Promover Desenvolvimento Social, Solidário e Sustentável, Educação e Cultura, Arte e Esporte, com Espiritualidade Ecumênica, para que haja Consciência Socioambiental, Alimentação, Segurança, Saúde e Trabalho para todos, no despertar do Cidadão Planetário. :: LEIA MAIS »

Pesquisa avaliou viabilidade econômica de criação de cabritos e cordeiros na região de Ilhéus e Itabuna

A estimativa de viabilidade da criação de ovinos e caprinos para abate em pequenas propriedades na região de Ilhéus e Itabuna é o tema de um projeto de pesquisa desenvolvido na UFSB pelo professor Bruno Borges Deminicis. Com o uso de metodologia estatística, a equipe formada pelo pesquisador e os bolsistas Daniel Santos Ferreira e Thassiana Lacerda Coelho trataram dados do mercado regional para calcular quais os retornos de investimento na comparação entre os sistemas de confinamento e de criação a pasto. Além da qualificação dos estudantes, o estudo apresenta dados importantes para a avaliação do empreendimento.

O professor Bruno compartilhou os principais dados do trabalho, que foi apoiado com bolsas de iniciação científica pelo edital 2017-2018 do Programa de Iniciação à Pesquisa, Criação e Inovação (PIPCI), gerido atualmente pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG). Os planos de trabalho desenvolvidos para a pesquisa receberam premiações no 4º CIPCIem 2018, ficando com o 1º e o 3º lugares dentre os trabalhos de iniciação científica apresentados na área Ciência e Saúde no Campus Jorge Amado.

De que trata a pesquisa?

É um estudo de viabilidade econômica da criação e produção de cordeiros e cabritos para abate em pequenas propriedades no sul da Bahia, considerando dois sistemas de criação e manejo dos rebanhos: em confinamento e a pasto.

Qual a contribuição dos resultados obtidos no plano de trabalho para o avanço do projeto?

Conforme o coordenador do estudo, professor Bruno Deminicis, a análise dos indicadores de viabilidade econômica demonstrou índices de lucratividade e de retorno favoráveis tanto para o sistema a pasto e quanto em confinamento de cordeiros e cabritos em pequenas propriedades no sul da Bahia. Dentre os modelos analisados, a terminação em confinamento se sobressaiu ao apresentar maiores Taxa Interna de Retorno (TIR) e Valor Presente Líquido (VPL). O professor Deminicis explica que o sistema de confinamento apresenta maior investimento inicial; entretanto, apresenta taxa interna de retorno acima do obtido na simulação para o sistema a pasto e também bem acima da taxa de rendimento anual da poupança, dessa forma configurando-se num modelo mais ajustado às características locais.

Como foi feita a pesquisa?

O objetivo era avaliar financeiramente dois modelos de sistema de produção de cordeiros (à pasto e confinados) na região sul da Bahia, Brasil. Para isso, conta o professor Deminicis, a equipe elaborou uma planilha de fluxo de caixa com previsão para 15 anos, a partir da qual calcularam-se os indicadores: Valor Presente Líquido (VPL) e Taxa Interna de Retorno (TIR), considerando uma Taxa Mínima de Atratividade a 10%. Realizou-se simulação de Monte Carlo, visando avaliar a probabilidade de ocorrência para o VPL nos dois sistemas de terminação.  Para que o fluxo de caixa refletisse o real potencial econômico na região, as informações dos coeficientes técnicos e dos índices (fatores pertinentes a implementação dos sistemas de produção) foram coletados no sul da Bahia, nos municípios de Ilhéus e Itabuna, por consulta à pequenos proprietários e ao comércio local. As receitas foram definidas em função dos valores do mercado no ano de 2017/2018.

Qual a importância da pesquisa?

A utilização de um modelo probabilístico permite a análise de situações futuras aleatórias de acordo com os fluxos de caixa adotados com base no mercado da região, diminuindo o risco de incerteza no investimento dos modelos em uma situação real, ou seja, este tipo de estudo pode e deve ser realizado em situações reais de investimento em qualquer que seja a atividade financeira, tanto para o micro, pequeno ou grande empreendedor, rural ou urbano. “Este tipo de estudo é deveras importante, pois pode-se minimizar o risco de mercado com pesquisa e informação. Essa estratégia simples será igualmente boa para todos os produtores, porém ela deve ser adaptada para suprir as capacidades internas e ambientais (externas) competitivas”, comenta o professor Bruno.

O que os resultados indicam/informam?

O professor Deminicis conta que os resultados demonstraram viabilidade econômica para os dois sistemas analisados. Em relação à criação de cordeiros no sistema a pasto, VPL anual de R$ 640.557,33 e TIR 18,96%. O sistema confinado apresentou VPL anual de R$ 1.083.896,91 e TIR de 21,84%. Para a criação de cabritos, a equipe encontrou o resultado de simulação para o sistema a pasto de VPL anual de R$ 8.377,00 e TIR 15,67% e para o sistema confinado um VPL anual de R$ 11.528,44 e TIR de 19,32%.

Os resultados da simulação de Monte Carlo evidenciaram elevada probabilidade de rentabilidade dos dois sistemas de produção serem maiores que ao rendimento da poupança (7%), com o sistema de produção em confinamento apresentando maior retorno econômico. O professor Deminicis explica ainda que, no quadro configurado para a metanálise estruturada de dados simulados, não foi considerada uma escolha especifica por raça. O pesquisador informa que “a raça de ovinos de corte mais criada no Brasil é a Santa Inês, sendo esta uma raça desenvolvida no nordeste brasileiro, resultante do cruzamento intercorrente das raças Bergamácia, Morada Nova, Somalis e outros ovinos sem raça definida (SRD)”.

 

Equipe responsável pela pesquisa

Proponente e coordenador: profº Dr. Bruno Borges Deminicis

Discentes: Daniel Santos Ferreira (Bolsista IC CNPq) e Thassiana Lacerda Coelho (Bolsista IC UFSB)

 

Assaí Atacadista é inaugurado em Ilhéus com investimentos de 60 milhões

POR SECOM

Mais um empreendimento para somar na economia de Ilhéus, especificamente na rede atacado. Foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (26), o Assaí Atacadista, a primeira do Sul da Bahia. O ato contou com a presença do governador Rui Costa, acompanhado do prefeito Mário Alexandre e do seu vice, José Nazal, além do presidente do grupo, Belmiro Gomes, autoridades políticas e população. O Assaí Ilhéus recebeu investimentos de R$60 milhões e gerou 440 empregos no município.

Na cerimônia, Rui ressaltou o surgimento de empreendimentos como o Assaí Atacadista, na geração de centenas de empregos e no fortalecimento da economia para o município. “Lojas como essa geram em média mais de quatrocentos empregos, facilitam o acesso da sua população aos bens de primeira necessidade e aumenta a concorrência, o que leva a redução de preços. Então, isso é bom para a população e bom para economia”.

Presente para Ilhéus – Ao considerar a grandeza do empreendimento, Mário Alexandre lembrou da força do seu governo e empenho dos vereadores na atração do centro de compras. “Antes mesmo de assumir o governo municipal conversei, lá em São Paulo, com o Belmiro e convidei ele para instalar uma loja em Ilhéus.  Acompanhamos a evolução desde as primeiras tratativas, construção e agora, esse presente para o povo de Ilhéus”, comemorou.

Por sua vez, o presidente do Grupo Assaí, Belmiro Gomes destacou a competitividade de preços para o consumidor. “O empreendimento traz a proposta de um preço competitivo ao consumidor, o que é o diferencial em relação às demais lojas do mesmo ramo em Ilhéus. Então, é motivo de muito orgulho, se tratando de uma região tão importante. Vai trazer muitos benefícios não apenas para Ilhéus, mas para os municípios que estão aqui à sua volta”.

Alegria – A consumidora Márcia Costa chegou cedo ao atacadista. Depois de inaugurado, ela tratou de se dirigir ao balcão para fazer o cartão do cliente, e aproveitar as vantagens. “A gente fica muito feliz, é mais um empreendimento para nossa cidade, e essa alegria, quero logo garantir meu cartão”, relatou.  A mesma opinião foi a do seu Josias Filho. “Nosso povo está alegre com a chegada do Assaí, então, hoje, vou aproveitar para comprar muito”, opinou.

O Assaí Atacadista é uma empresa do Grupo Pão de Açúcar (GPA), e uma das maiores redes de atacado de autosserviço do Brasil. Serão oferecidos cerca de sete mil itens entre hortifrúti, mercearia, alimentos, embalagens, higiene, bebidas e limpeza, de grandes marcas regionais, nacionais e importadas. Localizada à margem da BA-001, Ilhéus-Canavieiras, o Assaí funcionará de segunda à sábado, das 7 às 22h, aos domingos e feriados, das 7 às 18h.

 





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia