WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031






:: ago/2019

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE.

1) A NOVA AVENIDA SOARES LOPES DEPOIS DA NOVA PONTE ILHÉUS-PONTAL.

2) AMIGOS QUE VISITARAM JOSÉ LEITE NA ÚLTIMA SEMANA

3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

Fumantes são mais propensos a desenvolver doenças oculares

No Dia Nacional de Combate ao Fumo, oftalmologista da clínica ProVer fala das doenças oculares relacionadas ao tabagismo

Conhecido como fator de risco para uma gama de doenças, o tabagismo também pode aumentar o risco de catarata e doença macular relacionada à idade (DMRI), principal causa de cegueira irreversível e perda de visão em todo o mundo.

No Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado em 29 de agosto, o oftalmologista da clínica ProVer, Bruno Meireles, alerta sobre os cuidados que fumantes devem ter em relação à saúde dos olhos e fala dos sinais surgem ao longo do tempo.

“Não existe um sinal específico. Os olhos dos fumantes podem ficar cronicamente vermelhos, por exemplo, e a recuperação pós-cirúrgica de um paciente fumante de longa data fica mais arrastada, pela maior dificuldade de recuperação tecidual”, afirma.

O médico alerta também para o acompanhamento do fumante com um oftalmologista em caso de doenças associadas. “Um fumante, por si só, se não tiver alguma doença a associada, não tem que ter acompanhamento com oftalmologista mais restrito”, pondera.

Mais de 140 doenças descritas na Medicina estão diretamente associadas ao tabagismo. Somente quanto à saúde dos olhos, além da catarata e DMRI, outra doença que pode acometer os fumantes é a neuropatia tóxica, que pode causar cegueira permanente.

“Conjuntivites alérgicas também são mais comuns nos fumantes, além do aumento de doenças da córnea, se coçar muito o olho e, uma doença mais rara, é a neuropatia tóxica, pois o fumo causa lesão neuronal direta da bainha de mielina dos nervos [conjunto de dobras múltiplas]”, acrescenta Meireles.

Prevenção

Além da redução do uso do fumo, a forma de prevenção mais eficaz é a realização de exames periódicos com o oftalmologista. De acordo com o médico, exames complementares são adjuvantes no diagnóstico mais preciso das doenças e esse atendimento precisa ser individualizado de acordo com a patologia a ser pesquisada.

“Na ProVer, todos os pacientes são individualizados para realização dos exames necessários e tratamento a ser instituído. E dispomos de todos os exames complementares para isso também, com equipamentos de ponta de alta tecnologia”, completa.

Exposição involuntária

A fumaça que sai da parte acesa do produto contém os mesmos compostos tóxicos e cancerígenos que a fumaça tragada pelo fumante, porém em níveis bem mais elevados: 3 vezes mais nicotina, 3 vezes mais monóxido de carbono, e até 50 vezes mais substâncias cancerígenas.

Desse modo, o fumante causa prejuízos também a quem fica exposto à fumaça ambiental do tabaco, conhecido como fumante passivo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Poluição Tabagística Ambiental é a maior fonte de poluição em ambientes fechados e o tabagismo passivo, a terceira maior causa de morte evitável no mundo, perdendo apenas para o tabagismo ativo e o consumo excessivo de álcool.

 Sobre a ProVer Oftalmologia

O grupo ProVer foi criado a partir da união de oftalmologistas que atuam em diversas subespecialidades da oftalmologia, utilizando conhecimento científico baseado em evidências e os melhores e mais modernos equipamentos para diagnóstico e tratamento. O grupo foi idealizado para oferecer cuidado oftalmológico de excelência, promovendo prevenção, cura e reabilitação do mais importante dos nossos sentidos, a visão.

A clínica ProVer Oftalmologia está situada na Av. Antônio Carlos Magalhães, 771, Ed. Empresarial Torre do Parque, salas 607 a 610, Itaigara. Outras informações sobre os exames e procedimentos realizados pela unidade médica podem ser obtidas pelos telefones (71) 3034-3200 / 3353-7553 / 3027-9907.

Princípio de incêndio no IME é controlado e Município aguarda resultado da perícia

Um princípio de incêndio causou um susto nos professores e alunos do Instituto Municipal de Ensino (IME). Por volta das 17 horas da quarta-feira (28) começou a exalar um cheiro de fumaça que vinha de uma sala interna do prédio. Felizmente o Corpo de Bombeiros chegou ao local e controlou o foco. Engenheiros e técnicos da Coelba e da Prefeitura apuram as causas do incidente. Um laudo técnico será apresentado.

Segundo funcionários, o quadro de energia foi desligado e a Coelba acionada. Alunos, professores e funcionários foram rapidamente retirados para evitar inalação. A diretora Maria Sandra Leone garantiu que mesmo com o incidente, nenhum aluno será prejudicado. “Buscamos tranquilizar o alunado, pais e responsáveis quanto ao retorno das aulas, a fim de não comprometer o período de provas”, explicou a diretora.

Vida preservada – Logo que tomou conhecimento da situação, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre entrou em contato com a Seduc para saber de mais informações quanto ao estado de saúde das pessoas. “Felizmente, não houve feridos e o fogo foi controlado rapidamente, graças a Deus! Importante saber que a vida de nossas alunos, funcionários e professores foi preservada”, manifestou o prefeito.

A titular da Seduc, Eliane Oliveira relatou que as providências foram tomadas em tempo hábil. Na oportunidade, afirmou à Blitz da Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom) que o Governo Municipal está atento quanto as manutenções nos prédios escolares. A gestora disse que acompanha o cronograma dos serviços e informa as equipes de técnicos revisam periodicamente o sistema elétrico.

O IME foi incluído no projeto de requalificação total com outras 10 unidades escolares. A instituição de ensino possui cerca de 1.300 alunos distribuídos nos turnos, matutino, vespertino e noturno, além de realizar gestão compartilhada com a Escola Municipal Heitor Dias. Também realiza trabalho educacional em parceria com cursos de Teologia, Rotina Administrativa e Pré Militar, totalizando cerca de 1.600 alunos.

 

Nova diretoria do Sinjorba toma posse e encara desafios

A nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Bahia toma posse nesta sexta-feira (30), na sede da .Associação Baiana de Imprensa, em Salvador. Para a solenidade e confraternização, além da categoria, foram convidadas autoridades estaduais, municipais, representações de entidades de classe parceiras e outras organizações políticas. O novo presidente do Sinjorba, Moacy Neves, afirma que “os retrocessos trabalhistas, a precarização da profissão, as novas configurações das relações de trabalho irão impor à próxima gestão uma entidade muito mais organizada, dinâmica e participativa”.

No Sul da Bahia, o Sinjorba terá como diretor regional o jornalista Daniel Thame, com passagens pelo jornal A Região e TV Cabralia, atualmente na Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia. “Temos o desafio de tornar o sindicato um instrumento de fortalecimento e valorização da  categoria, num momento em que a profissão enfrenta grandes desafios e um mercado estagnado e até mesmo em retração, além das constantes ameaças à liberdade de imprensa”, diz. O vice-diretor regional é o ilheense Valério de Magalhães.

O Sinjorba tem como diretor para o Interior, o jornalista grapiuna Marival Guedes, com passagens pela TV Cabrália e os principais veículos regionais, hoje  radicado em Salvador.

Carisma Insa precisa da sua colaboração

CARISMA INSA entrega sopa e pão na Fraternidade Nossa Senhora da Aurora (Novo Ilhéus) e no Aterro Sanitário (Itariri)

Ave Maria!
Fraternidade Nossa Senhora da Aurora, Ilhéus-Ba, entregou neste Sábado, dia 24 de Agosto de 2019, Sopa e Pão na Fraternidade Nossa Senhora da Aurora, em Novo Ilhéus, e no Aterro Sanitário de Itariri. Uma das maiores experiências que o ser humano pode viver, pois recebemos um ensinamento da palavra de Deus.
.
Venha e participe. Permita ter um dia diferente e cheio de emoções.
.
“O sacrifício mais agradável a Deus é o sacrifício da vontade” (SÃO PADRE PIO)
.
Endereço: Travessa Nossa Senhora Aparecida, Nova Ilhéus, Ilhéus-BA.
Fone : (73) 99953-3977
(73) 99929-6623
.
Para Doações:
– *Caixa Econômica (Conta Corrente)*: Ag 1560/Op 003/Conta 00001275-3
– *Caixa Econômica (Poupança)*: Ag 1560/Op 013/Conta 00044008-6
.
YouTube: CARISMA INSA
Instagram:@carismainsa
Facebook: /insabr/
Twitter: @carismainsa
APP.: Carisma INSA
www.carismainsa.org.br
.
Deus abençoe.
#carismainsa
#institutonossasenhoradaaurora
#fraternidadeinsa
#insa

Ilhéus recebe 2º Simpósio do SAMU Regional nesta sexta-feira (30)

A Prefeitura de Ilhéus promoverá nesta sexta-feira (30) e vai até domingo, 1º de setembro, o 2º Simpósio do SAMU Regional Ilhéus-Valença, no Centro de Convenções Luiz Eduardo Magalhães, com a participação de profissionais da saúde de diversas partes do Brasil. Com foco na assistência pré-hospitalar, o evento é vinculado ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU192) e ao Núcleo de Educação em Urgência (NEU).

A programação é voltada aos profissionais e estudantes da área de saúde, bombeiros e pessoas interessadas no assunto. Durante a abertura do simpósio, serão abordadas temáticas que envolvem regulação nos níveis I e II; Suporte Básico de Vida; Emergências Psiquiátricas/Suicídio; Uso do Ultrassom no Atendimento Pré-Hospitalar (APH); Acidente Vascular Encefálico Isquêmico (AVEi) / Acidente Vascular Encefálico Hemorrágico (AVEh) e Síndromes Coronarianas Agudas.

Já no sábado (31), os participantes receberão instrução sobre afogamento-resgate/APH; Medicina Tática/Operativa; Queimadura; Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares (QBRN) – produtos perigosos; Trauma – avaliação de cena e avaliação primária; Parada Cardiorrespiratória (PCR) e traumas pediátricos; Restrição do Movimento da Coluna (RMC). No domingo (1º), às 10h, será realizado um acidente-simulado, no estacionamento do Centro de Convenções. O evento será encerrado ao meio-dia com a entrega de brindes.

A inscrição custa R$80 e os interessados devem enviar mensagem para o número WhatsApp (73) 98822-9865.

Município de Ilhéus concorre ao Prêmio Cidades Sustentáveis 2019

A terceira edição do Prêmio Cidades Sustentáveis recebeu 114 inscrições de boas práticas municipais, políticas inovadoras e bem-sucedidas na redução das desigualdades. Foram inscritos projetos e ações públicas de 61 municípios, distribuídos por 15 estados de todo o Brasil. Salvador e Ilhéus são os únicos municípios baianos inscritos, por serem cidades signatárias do Programa Cidades Sustentáveis e das associações parceiras, fundamentais para a disseminação dos assuntos que tratam com esse objetivo.

A cerimônia de entrega do prêmio acontecerá no dia 18 de setembro, durante a conferência Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis. O encontro reúne o 3º Encontro da Plataforma Global Cidades Sustentáveis e a 2ª Conferência Internacional Cidades Sustentáveis. Especialistas que integram o corpo de jurados realizarão a análise das boas práticas inscritas, de acordo com os critérios estabelecidos.

A premiação irá considerar os resultados concretos e mensuráveis em três categorias: Desigualdade econômica (foco em gênero e raça), Acesso à serviços (Saúde, Educação e Infraestrutura) e Acessibilidade. Neste ano, o prêmio é promovido pelo Programa Cidades Sustentáveis e Oxfam Brasil, em parceria com a Associação Brasileira de Municípios e Frente Nacional de Prefeitos. A iniciativa conta com apoio do CITinova, Fundação Ford e Instituto Arapyaú. Para saber mais, acesse o site https://www.cidadessustentaveis.org.br

 

MENSAGEM DA SEMANA

AS QUEIMADAS NA AMAZÔNIA

Luiz Ferreira da Silva, 82

Engenheiro agrônomo e Escritor

[email protected]

Há muita falta de conhecimento sobre as queimadas no meio rural, apesar de ter sido uma prática desde o nosso Brasil aborígene.

Um bando de jornalistas despreparados, capitaneados por falsos ecologistas que nunca foram mordidos por um carapanã, destilam conversas fiadas, aproveitando a bola da vez, a Amazônia.

A agricultura de corte e queima é praticada há milhares de anos nas áreas florestadas do planeta, principalmente nos trópicos úmidos, a exemplo da Amazônia. É a chamada agricultura migratória (nômade, itinerante, de pousio ou “shifting cultivation”), o mais antigo e ainda usado sistema de agricultura nestas regiões.

A queima procedida promove a reposição dos nutrientes removidos pelos cultivos; manutenção das condições edáficas apropriadas para a utilização agrícola; controle da proliferação de pragas e doenças; controle da acidez do solo e dos elementos tóxicos devido à ação das cinzas; e controle da erosão.

Após 5 anos, em média, abandona-se a área, após a queda de produtividade dos cultivos, incorporando outro talhão ao mesmo sistema, retornando àquela após o surgimento da mata de segundo crescimento, indicando condições de recuperação do solo.

O tal sistema não suporta uma alta pressão social, levando o homem a necessitar de mais áreas desmatadas, e cada vez mais e mais, por não possuir ensinamentos/conhecimentos que lhe possibilite auferir eficazmente maiores produtividades sem desgastar o recurso solo.

O problema está com a indústria madeireira e/ou agricultura extensiva, quando muitas áreas são desmatadas, após o que se queima os restolhos (folhagens, galhos, arbustos), incorporando-se ao solo os nutrientes acumulados na massa vegetal de centenas ou milhares de anos. É uma prática de limpeza da área e fertilização natural. Não causa tantos danos ao solo, mas ao ar, atingindo ao homem a curto prazo.

Neste caso, geralmente se semeia pastagens, aproveitando a momentânea riqueza do solo, cuja produtividade de massa decai no intervalo de 3 a 5 anos, após o que se procede nova queima, visando sobretudo controlar as pragas, notadamente as cigarrinhas, e adicionar novos nutrientes, desta vez em menor quantidade.

Isso aconteceu no Sul da Bahia, como exemplo extensivo, ocasionando a degradação de milhares de hectares, por não ter sido procedido um manejo adequado, mas constante uso do fogo.

No caso da Amazônia, há os 3 processos de queima, com maior ênfase nos pós-desmatamento, estando logicamente esta derrubada de árvores intrinsicamente relacionada com as queimadas subsequentes. E, ademais, a queima das pastagens, pelas razões explicitadas, contribuindo para a poluição atmosférica.

É justamente o que está acontecendo neste “agosto cinzento” que, pela falta de ação do governo, cobriu as Cidades da Amazônia da mesma fuligem que, em 1971, quando estive pela primeira vez na Amazônia, fez-me arder os olhos, numa noite em Manaus. Nada, pois, de novidade!

O resto é tapar o sol com a peneira, com elucubrações infundadas e conversas desconexas, procurando os culpados fictícios, que já ultrapassaram os umbrais do nosso país. (Maceió, 25 de agosto de 2019)

POR QUE ESSE INTERESSE PELA AMAZÔNIA?

Luiz Ferreira da Silva

Engenheiro Agrônomo, Pesquisador aposentado da CEPLAC

[email protected]

Tenho lido muitas teorias a respeito do “olho grande” dos países desenvolvidos, não só dando palpites, mas com preocupações exageradas sobre o futuro da floresta úmida tropical. E se baseiam em pesquisas de cientistas, apoiados pela Organização das Nações Unidas (ONU), que publica um relatório periódico sintetizando os estudos feitos sobre o aquecimento global em todo o mundo, através do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC).

E sempre colocam esse magnânimo interesse no bem-estar da humanidade, ante os desastres apregoados com o desmatamento, que vai da destruição da camada de ozônio ao aquecimento global, antevendo-se submersão de várias cidades litorâneas e redução da produtividade agrícola.

No entanto, há uma outra corrente de estudiosos que rechaçam aqueles, argumentando não existir comprovação científica.

Por outro lado, os jornalistas brasileiros, aproveitando a onda ecológica, escrevem elucubrações dessa fobia estrangeira pela Amazônia, que inclui desde a exploração do nióbio, além dos fármacos anticancerígenos, sem esquecer da desnacionalização da nossa grande bacia hidrográfica.

Essas reportagens dão um IBOPE danado. Nisso, se aproveitam os Ecologistas que não distinguem um pé de mogno de um pé de alface. São elevados à classe de super. entendidos e arrastam uma multidão em suas palestras sem pé e sem cabeça.

Como eles podem, eu também posso, pelo menos dar uns pitacos, pois conheço razoavelmente bem a Amazônia e, inclusive, desenvolvi estudos na área de solos para fins de uso agrícola. Também, morei 3 anos em Belém. Ademais, já passei dos 80 e, a essa faixa etária, tudo se releva.

Em 1973, quando da crise ocasionada pelo petróleo, na qual os árabes pegaram os europeus de calça curta, houve uma nova ordem mundial.

Então, o que fizeram as potências desenvolvidas? Inteligentemente, investiram em alimentos, com o raciocínio de que o petróleo não se come e os árabes carecem da energia que vem do campo, a que enche o bucho.

A Europa, em pouco tempo, abarrotou-se em “comida”, até com excesso, como foi o caso do leite. E a crise foi contornada.

Tempos depois, o Brasil descobre os Cerrados e se torna celeiro mundial na produção de grãos e carne, exportando produtos e tecnologias, assustando os americanos e europeus. De vez em quando, põem barreiras, “descobrem” bactérias, depreciam as nossas exportações.

E na cabeça deles, ninguém segura o Brasil, já uma potência, e que, mais e mais, terá poder em diversos aspectos no futuro, quando o Mundo haverá que dobrar a sua produção agrícola para alimentar as 3 bilhões de bocas a mais em 2050

E que poder é esse? O poder de matar a fome, o poder da energia humana, o poder de sobrevivência da espécie!

Assim, o alimento se tornará a arma mais importante que os misseis coreanos, que os poções de petróleo da Arábia Saudita, que as indústrias dos Rollis Roce da Inglaterra, pois nada disso se come.

E neste contexto de ficção, a Amazônia passa a ser o trunfo brasileiro, num cenário desfavorável, sobretudo de disponibilidade de terras dos atuais

poderosos países, cheios de dólares e euros. Atualmente, mandam em todos nós, países em desenvolvimento; no futuro, não.

E o que fazer para conter esse potencial tupiniquim, há de estar se perguntado o mundo?

O prezado leitor talvez concorde comigo: – “Boicotar a Amazônia”.

(Maceió, 24 de agosto de 2019).

PSICOMUNDO TRÂNSITO DE VEÍCULOS EM ILHÉUS… FISCALIZAÇÕES APÓS GRAVES ACIDENTES…

A cidade de Ilhéus tem necessidade urgente da recuperação dos semáforos da Rua Maria Quitéria e adjacências. Tem ocorridos vários acidentes com perigos de morte, alguns atendidos pelo SAMÚ. Nenhuma providência é oferecida à nossa população, com a presença constante de agentes de trânsitos em vários locais de nossa cidade, nem colocações de lombadas como existem na visinha cidade de Itabuna, regulamentadas pela Resolução nº 600/2016, do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN. São ondulações transversais e podem ser utilizadas onde necessite reduzir a velocidade de forma imperativa, nos casos em que estudos técnicos de engenharia de tráfego demonstrem índice significativo ou risco potencial de acidentes cujo fator determinante é o abuso no excesso de velocidade dos motoqueiros e motoristas de todas as modalidades de veículos.

Não existem “TEMPORIZADORES”, dando maior atenção aos motoristas de maneira tal, que reduziriam as inflações. Dessa maneira com certeza as pessoas teriam maior atenção e obedeceriam ao tempo de ultrapassagem nos semáforos. Mas, não sabemos se essa é a ideia dos administradores dos serviços de trânsitos de veículos, e se querem que seja assim! Em Itabuna, por exemplo, funciona assim há muito anos e não vemos os motoristas reclamando sobre as modalidades nas atuações dessas ações criadas para o trânsito. Tudo isso é questão de compreensão e paciência, não importam os motoristas que em sua exceção, não fazem parte dos que procuram agir de forma correta. O trânsito hoje em nossa cidade ficou maluco mesmo, vejam que o chamamos de balaio de gato, e muitas vezes se torna difícil encontrar um policial por perto ou mesmo direcionados diariamente por toda a cidade e bairros, e principalmente em locais de muitos congestionamentos de veículos automotores.

Seguindo mais adiante vamos chegar à ponte Lomanto Junior, e ai a coisa fica mesmo medonha. Nesse local, igualmente a muitos outros de fluxo de veículos de enorme proporção, não encontramos a presença diária dos nossos agentes de trânsito, e com essa ausência alguns motoristas fazem uma confusão, deixando mais ainda o trânsito maluco. Não sabemos quais os locais conhecidamente determinados de atuações desse pessoal que trabalha na organização do trânsito. O certo que se torna difícil encontra-los facilmente.

Como controlar os pardais, considerados os reais agentes permanentes de trânsitos, em que muitos motoristas revoltados chamam de indústria das multas. Muitos turistas perguntam pelos locais que visitam em que são investidos esses reursos. Eles dizem estão vendo Ilhéus pouco sinalizada e sem uma boa fiscalização no trânsito no que se diz respeito à educação para condutores de veículos. Observando os pilotos de motos, têm muitos

motoqueiros que nunca vão perder a pressa e evitar acidentes, são mesmo imprudentes e jamais percebem o perigo que correm e causam aos seus semelhantes. PENSEM NISSO!!!

Eduardo Afonso – Ilhéus-Bahia

Vem Pra Rua fará manifestação neste próximo domingo, dia 25/8, em mais de 60 cidades brasileiras

O Movimento Vem Pra Rua fará manifestações neste domingo, dia 25/8, em mais de 60 cidades brasileiras. A convocação para a saída – a terceira neste ano de 2019, no governo Bolsonaro – foi causada pelos fatos recentes que aconteceram no país. Da aprovação, a toque de caixa e de madrugada, em manobra comandada por Rodrigo Maia, do projeto de Abuso de Autoridade às investidas do congresso sobre as pautas contra corrupção.

O que temos visto é um ataque orquestrado contra algumas das maiores instituições do país, responsáveis pela maior operação anticorrupção do mundo, como o Ministério Público e seus agentes. Bolsonaro foi eleito, entre outras coisas, pela promessa de apoio à Lava Jato e na luta contra a corrupção, entendemos que é natural que o seu governo defenda essas pautas.

Assim, o Vem Pra Rua terá como pautas para este domingo, os seguintes itens:

1. Que Davi Alcolumbre encaminhe para discussão no Senado os pedidos de impeachment de Dias Toffoli, presidente do Supremo; não é aceitável que o presidente da Casa os receba e engavete; uma análise mais abrangente se faz necessária;

2. Manutenção do Lula na cadeia; sabemos que há manobras de sobra, no STF e fora dele, para tentar soltar o ex-presidente condenado em três instâncias da Justiça brasileira; não aceitaremos, assim como também não aceitaremos nenhum tipo de retrocesso no STF na questão da prisão em segunda instância;

3. Deltan Dallagnol para PGR; O Governo Bolsonaro, com a nomeação do Ministro Moro, se comprometeu com a luta contra a corrupção como pilar de seu governo, Deltan é o nome mais comprometido com esses objetivos.

4. E por fim, mas não menos importante, exigimos o veto integral do presidente Bolsonaro ao projeto de Abuso de Autoridade, votado na madrugada, às pressas, em manobra orquestrada por Maia; isso é absolutamente inaceitável, queremos saber como os deputados que elegemos votam os projetos, mesmo aqueles dos quais não há urgência alguma, como foi o caso. A definição da votação foi opção de Maia, que vem postergando projetos mais apoiados pela sociedade, como o Fim do Foro Privilegiado e o Pacote Anticorrupção no Ministério da Justiça. Apoiamos os deputados que entraram com pedidos para anulação desta votação no Supremo.

Nunca é demais lembrar que o Vem Pra Rua apoia a Lava Jato e nesses seus quase 5 anos de atuação, vem lutando arduamente contra a corrupção instalada no país em governos anteriores, fundamentalmente do PT. Não aceitaremos retrocessos de nenhuma espécie nessa luta.

VEM PRA RUA
DIA 25 DE AGOSTO DE 2019

Em São Paulo, a manifestação acontecerá na Avenida Paulista X Rua Pamplona, a partir das 15 horas.

Para saber todos as localidades e horários, acesse www.vemprarua.net/dia25 .

Mais informações:
Clóvis Júnior – Ilhéus-Ba.
73991244000
Mari Botter – São Paulo
Tel. 11 99982 2068





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia