WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus embasa secom bahia


agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031






:: 12/ago/2019 . 20:51

Morador de Itabuna desaparece após entrar no mar na praia de Itacaré

Um final de semana que deveria trazer boas recordações acabou dando início a uma angústia familiar. Um jovem de apenas 20 anos desapareceu após entrar no mar na praia da Tiririca em Itacaré. O fato aconteceu na tarde deste sábado (10), quando a namorada do rapaz só conseguiu ouvir os gritos de “socorro” antes de perder ele de vista.
Jhonadab Marques mora no bairro Santo Antônio em Itabuna. Ele foi para Itacaré com a namorada na última sexta-feira (09). Os dois pretendiam passar o final de semana curtindo as praias do litoral. De acordo com a namorada de Jhonadab, por volta das 16h de ontem, ambos teriam entrado no mar na praia da Tiririca e caído em um buraco. Somente ela conseguiu escapar.
A companheira de Jhonadab não o viu mais depois que ela saiu da água. Ela afirma que ele teria gritado “socorro” três vezes e depois não ouviu mais nada. Segundo a família do jovem, ele não sabia nadar. Até o fechamento dessa matéria, ninguém teve notícias do paradeiro de Jhonadab. Quem tiver alguma informação entre em contato com a família através do número (73) 98857-2766.

Projeto Educar para não afogar promove Campeonato de Salvamento Aquático

Inscrições abertas e gratuitas para a segunda edição do Campeonato de Salvamento Aquático, que acontecerá nos dias 19 e 20 de setembro em Ilhéus. A informação foi dada pela organização da iniciativa. No dia 19 (quinta-feira), às 17h, apresentação do Simpósio na Câmara Municipal, no centro. No dia 20 (sexta-feira), às 7h da manhã, início das provas de praia, na Cabana Palmito – Praia do Sul, com concentração e credenciamento das equipes.

De acordo com o coordenador do evento, Domingos Madureira, esta edição contará com equipes formadas por cinco componentes cada uma. No entanto, Madureira salienta que as inscrições vão até o dia 20 de agosto (quinta-feira). “Será um grande momento para mostrar agilidade e eficiência no resgate de banhistas. As atividades estão voltadas para o condicionamento físico, técnicas de regaste e rapidez no socorro às vítimas de afogamento”.

Simpósio – A atividade abordará de forma ampla e didática toda a cadeia do salvamento aquático. “Hoje, o município de Ilhéus se destaca no resgate de grandes eventos esportivos. Vamos realizar um grande campeonato com muitas participações e atrações. Não tenho dúvida que este será mais um grande momento na vida destes profissionais, quando o bem maior é a vida. Prevenir é salvar”, conclui.

Competição – Entre os destaques da competição, a modalidade Aquathlon, com 400 metros de natação e 500 metros de corrida. Além disso, resgate com flutuante e nadadeira, resgate com pranchão, corrida a nadadeira e surf. Dados da Sobrasa indicam que o afogamento é a segunda causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos – atrás somente de acidentes de trânsito. O número redobra a pressão por regras mais rígidas sobre segurança nesses espaços.

O encontro deve abordar ainda sobre Resgate Aquático, Salvamento Aquático Desportivo, Semana Latina Americana e Educar para não afogar (Sobrasa); Jiu Jitsu Aquático (Salvamar); Salvamento em Altura (BC); Surf Lifesaving Club; Regulamento Municipal (Sinsepi); Atendimento ao Afogado (AL Master); A importância do SAMU192 (Ovace), além das atrações Grupo de Capoeira, Fabinho – o cowboy apaixonado e mais o funk de Deivid Pato (Pago Funk).

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, Pernalonga artigos para surf, Ondas Surf Store, Corta Capim, empresa de artigos para Capoeira e Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Ilhéus (Sinsepi).

Evento: II Simpósio e Campeonato de Salvamento Aquático

Local: Câmara Municipal de Ilhéus

Data: 19 e 20 de setembro de 2019

POR SECOM

Estudantes baianos criam aparelho para que pessoas portadoras de “ELA” possam se comunicar

Protótipo desenvolvido pelos alunos será mais acessível em termos de custo-benefício em comparação aos que existem no mercado atualmente

Um grupo de estudantes do Instituto Federal Baiano de Valença (IF Baiano) busca melhorar a qualidade de vida de pacientes que sofrem com uma doença rara e que não tem cura, a Esclerose Lateral Amiotrófica, popularmente conhecida como ELA. Através do trabalho de pesquisa de alunos do ensino médio e técnico em agroecologia e agropecuária, foi desenvolvido um aparelho chamado ACAPELA, que permite ao indivíduo portador da doença se comunicar ou exercer atividades como utilizar um computador.

A ELA é uma doença neurodegenerativa progressiva que resulta na perda dos movimentos do paciente. Nos últimos tempos, a doença ganhou visibilidade ao ser apresentada no cinema em filmes como “A Teoria de Tudo”, que abordou como o físico Stephen Hawking foi afetado por este mal. Além disso, artistas do mundo inteiro realizaram, em meados de 2016, nas mídias sociais, um desafio conhecido como “balde de gelo”, que visava chamar atenção para a doença e arrecadar fundos para o avanço dos estudos.

Atualmente, ainda não há um tratamento eficaz capaz de reverter o diagnóstico, mas os jovens cientistas se esforçam para tornar a vida dessas pessoas mais confortável, ao facilitar a capacidade de se comunicar, uma característica inerente ao ser humano e que passa a ser mais difícil com a evolução da doença. Para isso, o ACAPELA foi desenvolvido levando em consideração que a ELA não afeta a parte sensorial e cognitiva do indivíduo.

De acordo com Leandro Teixeira, que além de professor de matemática, também foi um dos orientadores do projeto, o aparelho proporciona mais autonomia para o paciente, permitindo-o se comunicar, sem necessariamente estar conectado a um computador. “Queremos ajudar a melhorar a qualidade de vida e dar mais autonomia a pessoas com Esclerose Lateral Amiotrófica”, explicou.

Já o professor de informática Gustavo Sabry, que trabalhou em conjunto na orientação do protótipo, acredita que apesar de existirem produtos similares no mercado, o ACAPELA se destaca pelo custo-benefício. “O primeiro diferencial é a questão do preço, pois produtos como este ainda possuem valor elevado no mercado. Talvez, por se tratar de uma doença extremamente rara, não haja muita demanda e, por isso, faltam investimentos”, ressaltou. Outra curiosidade, é que, segundo ele, este aparelho não depende de uso de computadores, tablets e/ou de softwares. “Toda a lógica de funcionamento é exclusivamente realizada a partir de hardware. Se o paciente quiser, o ACAPELA permite que ele manuseie um computador, mas nosso sistema não depende disso para funcionar”.

Em 10 de junho de 2019, os pesquisadores foram homenageados pela Câmara Municipal de Valença. O que motivou a homenagem foi o fato deles terem sido selecionados entre um dos nove projetos escolhidos na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) para representar o Brasil no Intel International Science and Engineering Fair (Intel ISEF), que aconteceu em maio deste ano e levou os alunos aos Estados Unidos. :: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia