O Brasil em que vivemos realmente é uma terra do “faz de conta”! Faz de conta que em nosso País as coisas são cheias de ações dignas de respeito e os brasileiros são bem representados pela classe política, criada em cargos eletivos pelo próprio povo. Então faz de conta que os políticos e administradores, estão muitíssimo preocupados com a população brasileira, não existem as famigeradas fraudes dos cofres públicos e tantos desmandos são normais. Dessa forma tudo está sendo resolvido por onde andam todos os inusitados estados de coisas ruins. Os homens eleitos com voto popular são amigos do seu povo, adoram vê-los satisfeitos e agradecidos na comunidade em que residem. As chamadas autoridades promotoras de tudo isso, são homens honestos e trabalhadores! Faz de contas que aqui no Brasil estamos vivendo um futuro promissor, pois as Leis em todos os aspectos morais e sociais existem e funcionam, punem infratores e combatem os crimes de todas as espécies respeitando à Constituição Brasileira. É isso que os nossos representantes políticos em toda a Nação Brasileira querem que a gente pense?

O que existe é uma omissão de responsabilidade deixando que a desordenada farra com erário público provoque desajustes orçamentários e nada vai acontecer que traga a força do trabalho com serviços de obras e programas sociais em benefício da população. E o que estamos assistindo é legisladores atuando para as suas próprias necessidades. Os brasileiros precisam acordar para intimidação da Câmara dos Deputados Federais em sua votação urgentíssima: “Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade”. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou: “quem tem poder deve responder pelos seus atos”. Como se no Brasil os políticos poderosos têm responsabilidade com a nossa Pátria. Isso é uma intimidação à Justiça Brasileira, notadamente aos investigadores, procuradores e juízes, caracterizando proveitos da situação criada contra o ministro da justiça, e consequentemente, cria enfraquecimento dessa área de justiça, visando exterminar as operações contra criminosos de colarinho branco envolvidos no Java Jato. O mais interessante é que somente agora esses deputados entenderam que existe no Brasil abuso de autoridades, provocando necessidade dessa votação imediata, providencial e urgente para eles.

Se o Brasil fosse uma brincadeira de faz de conta faríamos de conta que tudo que acontece em toda a nossa Nação Brasileira é sempre bonito! Todos têm que admitir que sempre sejamos enganados. Assim vamos fazendo de conta que está tudo bem. E chega um dia onde não encontramos mais saída. E a gente se aborrece e vai ficar sentindo que estamos perdidos mesmo quando queremos fazer de conta que não. Entretanto, apesar de muitas proibições e Leis que os homens são obrigados a cumprir, ainda temos a liberdade de escolha. Somos nós quem escolheu os nossos representantes nas comunidades e associações, por exemplo, e com os políticos jamais foi diferente. Somos adultos e donos da nossa vida, das nossas vontades, embora intimamente sintamos a necessidade de pedir que alguém decida por nós para nos livrar do peso da responsabilidade da escolha. É preciso enfrentar a realidade, mesmo que doa; é preciso ter a coragem de tomar uma decisão e fazer escolhas, mesmo se daqui a muitos anos percebamos que nos enganamos de caminhos num erro de percurso!

Então faz de conta que em nossa cidade quem administra e manda é o poder executivo; faz de conta que existem várias secretarias bem organizada; faz de conta que as secretarias têm vários prepostos devidamente remunerados para executarem os serviços básicos e necessários para que a nossa comunidade e associações de classes se sintam bem; faz de conta que em todo perímetro urbano, bairros e distritos estão sempre recebendo todas as assistências necessárias para o seu desenvolvimento; faz de conta que no centro da sociedade da cidade, nos bairros e distritos existem plenos atendimentos médicos ambulatoriais e nos postos é encontrada grande quantidade remédios gratuitamente oferecidos pelo governo; faz de conta que tudo que escrevemos é uma eterna quimera transformada em metáfora, coisas escritas apenas para chamar a atenção das pessoas de bem que ainda residem e querem ver tudo em nosso País na mais perfeita ordem. Finalmente faz de conta que a administração pública é eficiente, a população não existe e não existindo, os políticos realmente estão certos. PENSEM NISSO!!!

Eduardo Afonso – Ilhéus-Bahia