A Bahia já registrou 289 casos notificados com suspeita clínica de infecção pelo novo coronavírus, sendo sete confirmados (4 em Feira de Santana e 3 em Salvador). Outros 153 foram descartados e 129 aguardam análise laboratorial. Até esta sexta-feira (13), 26 municípios baianos fizeram notificações ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA).

Os casos confirmados em Salvador são de uma mulher de 52 anos, sua filha de 11 anos, com registro de viagem recente à Espanha (estes em isolamento domiciliar); um homem de 72 anos com viagem recente à Itália, internado em hospital privado, evoluindo bem.

O novo caso registrado em Feira de Santana é de um homem de 73 anos, com ligação familiar com os primeiros casos, também em isolamento domiciliar. Um novo boletim, com dados atualizados, será divulgado às 17 horas de segunda-feira (16) pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). Na suspeita de coronavírus, é necessária a coleta de uma amostra que será encaminhada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA).

Para confirmar a doença, é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o genoma viral. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito.

A fim de ampliar as medidas de prevenção contra infecções virais como Coronavírus, H1N1, H3N2 e Influenza B, as autoridades sanitárias municipais e estadual vêm sensibilizando a sociedade sobre a importância da higiene regular das mãos. Além disso, a LEI 13.706/2017 determina a disponibilização de álcool gel por parte de estabelecimentos comerciais que prestam serviços diretamente à população.