WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa sesab bahia


Abril 2020
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  






:: 18/abr/2020 . 17:31

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE.

1) 60 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) JOSÉ LEITE NA QUARENTENA.

3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

GOVERNO DA BAHIA ANUNCIA 2,4 MIL LEITOS EXCLUSIVOS PARA COVID-19; 61 VAGAS EM ILHÉUS

O Governo da Bahia informou, neste sábado 18) que o estado contará com uma estrutura com 2.418 leitos de referência para atendimento a pacientes com o novo coronavírus (Covid-19), entre clínicos e UTIs, adultos e pediátricos.

O município com maior número é Salvador, com 1.399 leitos. “Nós ampliamos muito a nossa rede de atendimento em toda a Bahia, porque precisamos estar preparados para atender as pessoas. O crescimento do número de infectados é muito rápido, acontece de forma exponencial. Quando menos se espera, há uma explosão de casos”, afirmou o governador Rui Costa.

Rui também informou a chegada de novos equipamentos. “Estamos aguardando que os respiradores que compramos no exterior cheguem no Brasil para reforçar a estrutura que montamos. Mudamos a rota de entrega dessas compras para evitar a passagem pelos Estados Unidos e outros países que passam sequestrar esses equipamentos. Temos previsão de chegada já na próxima semana”.

O interior da Bahia dispõe de 1019 leitos de referência para a Covid-19. Lauro de Freitas é o segundo município com mais leitos, totalizando 301 vagas, sendo 91 UTIs. A maior contribuição será do Hospital Metropolitano, cuja abertura será no mês de maio, com 191 leitos. O município de Feira de Santana será o terceiro com o maior número de leitos para coronavírus, totalizando 140 vagas, que estarão distribuídas entre o Hospital da Criança, o Hospital Geral Clériston Andrade e o Hospital Mater Dei.

ILHÉUS E VITÓRIA DA CONQUISTA

Vitória da Conquista e Ilhéus terão, respectivamente, 81 e 61 leitos voltados para os pacientes com diagnóstico positivo de Covid-19. Em Vitória da Conquista, o Hospital das Clínicas e o Hospital Geral são as unidades preparadas para receber os pacientes graves. Já em Ilhéus, o Hospital Regional do Cacau e o Hospital são as unidades de referência e retaguarda. Já em Seabra, o Hospital Regional da Chapada está dedicando 46 leitos, sendo dez UTIs e 36 leitos clínicos. A lista completa de cidades e unidades de referência está disponível no site da Sesab.

Somam-se à estrutura 285 leitos para atender pacientes de baixa complexidade, que não tenham coronavírus. As unidades localizadas na capital baiana e São Félix são fundamentais para absorver os pacientes dos hospitais gerais. As unidades só receberão pacientes regulados pela Central Estadual de Regulação.

MEC MUDA PARA NOVEMBRO APLICAÇÃO DAS PROVAS DO ENEM DIGITAL

DO PIMENTA

O Ministério da Educação (MEC)  mudou para os dias 22 e 29 de novembro as datas da aplicação primeira da versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).  A previsão inicial, conforme edital publicado, era que as provas do Enem Digital fossem aplicadas em 11 e 18 de outubro.

A implantação do Enem digital terá início neste ano, de forma progressiva. Assim, em 2020, até 100 mil pessoas poderão fazer a prova no novo modelo. “São 100 mil voluntários, isto é, só quem quiser fazer a prova nesse modelo. Eles estarão espalhados por todos os estados”, disse O ministro da Educação, Abraham Weintraub.

As vagas serão disponibilizadas para os primeiros participantes que optarem pela edição digital. A previsão é que a consolidação da prova digital seja realizada até 2026. Após esse período, não haverá mais a versão em papel.

A estrutura do exame no modelo digital será igual à da versão impressa, que acontecerá nos dias 1º e 8 de novembro. As inscrições para os dois modelos de provas deverão ser realizadas de 11 a 22 de maio na Página do Participante ou no aplicativo Enem. O participante que optar por fazer o Enem 2020 impresso não poderá se inscrever na edição digital. Após concluir o processo, o candidato não poderá alterar a opção que escolher.

Prefeitura realiza desinfecção e serviços urbanos em vários locais de Ilhéus

POR SECOM

#IlhéusRealiza – A Prefeitura de Ilhéus realizou nas últimas semanas vários serviços de limpeza e higienização, por meio da secretaria de serviços urbanos (Secsurb). Equipes de higienização, varrição, limpeza pública e de poda atuaram do norte ao sul da cidade.

Na manhã desta sexta-feira (17), a Central de Abastecimento do bairro do Malhado, conhecida popularmente como feira do peixe, recebeu higienização com a lavagem dos corredores. O produto aplicado leva solução de hipoclorito de sódio e sabão.

“Na luta contra o coronavírus, reforçamos a higienização nas áreas com grande circulação de pessoas, como é o caso da Central de Abastecimento. Nossas equipes também atuaram na feira da Guanabara, realizando a limpeza do local”, informou o titular da Secsurb, Hermano Fahning.

De acordo com informações do chefe da Divisão de Limpeza Pública, Edmilson Novaes, foi dada a continuidade dos serviços de poda, raspagem e varrição na Avenida Soares Lopes e nos arredores do Centro de Convenções. A equipe de limpeza pública, com máquina e caçamba atuou na Avenida Itabuna, no recolhimento dos lixos descartados em locais indevidos, assim como nos bairros do Malhado, Conquista, Centro e Cidade Nova.

Além disso, a equipe de biscó e varrição atuou na área dos arredores do Viaduto Catalão e, por fim, a equipe de roçagem continuou o trabalho iniciado ontem (16) na Praça da Maramata, no Pontal.

 

Prefeitura de Ilhéus usará estacionamento da Petrobrás para triagem dos caminhões do Porto

POR SECOM

A Prefeitura de Ilhéus utilizará por 90 dias uma área de estacionamento da Petrobras Distribuidora S/A, localizada as margens da BR-415, Rodovia Jorge Amado, para a triagem dos caminhões do Porto, durante o período de calamidade pública, decorrente da pandemia do Coronavírus. O Decreto n. 028 foi publicado no Diário Oficial do Município, edição de quarta-feira.

O documento atende ao Ofício n. 014/2020 da Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram), que prevê para as próximas semanas um elevado recebimento de carretas transportando soja para a cidade. O órgão ressalta que a área será usada para o fim de direcionar e ordenar o acesso das centenas de carretas, como forma de mitigar os transtornos no trânsito do município.

A suspensão temporária pode ser prorrogada por igual período conforme a necessidade.  Mesmo tendo o contrato firmado com a Petrobras Distribuidora S/A com vigência até o ano de 2022, a supremacia do interesse público e a provisoriedade da medida é imprescindível à gestão da crise decorrente da pandemia gerada pela Covid-19.

PSICOMUNDO <> PAZ PELA COMPREENSÃO SOCIAL EM PERIGOS E CRISES <>

O Brasil passa por inusitados preconceitos, e é visível um sentimento humano que tem seu lastro no egoísmo entre a sua população. Observamos que muitas pessoas estão emitindo um conceito de saírem dos seus problemas, baseado no que é melhor para si, traduzido em atos deploráveis. Devemos orar para que pessoas que estão vazias e egoístas encontrem o equilíbrio, e que tenha ainda nesta encarnação a chance de reparar o mal que vem causando aos irmãos brasileiros. Muito triste e decepcionante ver como as pessoas falam sem refletir, esquecem que suas palavras são como penas ao vento e depois de lançadas não tem volta. Assim, quando verificamos proprietários de supermercados e outras casas comerciais se aproveitando da crise de pandemia, aumentando os preços de produtos básicos de necessidades dos brasileiros, vão pagarem um preço muito alto pela lei de causa e efeito.

Estamos vivendo momentos em que as pessoas estão ansiosas pela paz dentro e fora das suas residências. São instantes em que a buscas de novas metas seriam as normas gerais para seguir adiante uma estrada de vida. Porém, o que verificamos são os esquisitos gestos de falta de compreensão em busca da solidariedade. Falta atualmente o que pouco existe entre os seres humanos: o respeito, a solidariedade, o olhar de sentimentos de observar que estamos numa mesma estrada cheia de espinhos, e não observada por pessoas que enxerguem com o coração a reciprocidade dos caminhos do amor.

Tem momentos na vida que são tantas as dificuldades de resolver as coisas e assim muitos homens acham o mundo parado e vazio de sentimentos voltados para um bem-estar que dê uma direção para o alcance da felicidade de forma humanitária! Aumenta em todos os dias a existência de muitas pessoas descontroladas, insatisfeitas e paradas diante da procura das fórmulas de dirimir os entraves para achar uma saída de tantas crises. O certo é que sempre têm pessoas que procuram encontrar uma saída a fim de justificar as suas falhas, contudo, são aparentes justificativas exteriorizadas por aspectos sistemáticos das modalidades criadas para a sua vida. Dessa forma encontramos gente que nega a presença de Deus, e o homem sem Deus nada representa na conquista do Universo, trata-se de um animal irracional.

Por outro lado, a existência da desunião é tudo isso que passamos despercebidos pelas ruas, ignorando a nós mesmos que somos pessoas e não coisas. Incrível, mas, existem seres humanos que se deixam trocar ou se trocam por moedas virtuais, esquecendo-se da sua imagem de potencialidade que lhe confere e faculta o direito de serem dignos da sua própria existência. Humanos são animais incomuns em todos os aspectos imagináveis, aqueles que mudaram a face do mundo ao nosso redor. Todas as pessoas são diferentes com pensamentos transformados e ninguém do mundo é igual.

No entanto, talvez pelo simples fato de que procuramos a solidariedade humana, a felicidade e encontramos apenas imagens, dê ensejo às desigualdades! Colocamos nossas tendências de boas qualidades e nunca atingimos uma paz absoluta. E a passagem dessa realidade é a morte daquilo que chamamos de vida, e do outro lado o tempo e o espaço natural das coisas. Por exemplo, o que somos e o que deveríamos ser? Porém, se quisermos eliminar este espaço de questionamento nas mentes humanas, simplesmente podemos afirmar que seríamos o que somos!

Nas passagens da vida paramos sempre diante das escolhas, às vezes gerando conflitos, as pessoas mal formadas mergulhando em abismos e as tremendas confusões de estado de espírito e o mundo se torna pequeno para a solução de milhares de problemas. E olhando bem, se não existe confusão não existe escolha. E geralmente para as pessoas simples a escolha entre fazer ou adquirir isto ou aquilo, o que é, tem de ser! Então, buscamos a cada dia que passa alcançar melhores momentos e de repente por nossa culpa somos tragados pela morte. E a vida é como um rio em dias normais, que surgem turvo e agitado nas tempestades. Por esta razão a parada impensada em nossas ações, facultada do nosso íntimo, coloca em muita gente uma amargura mais amarga dentro de si. É bom lembrar que

depois de cada noite surge sempre um lindo amanhecer. E a dor e a tristeza podem trazer uma renovação para uma enorme esperança para o encontro de uma nova felicidade. :: LEIA MAIS »

UFSB Ciência: Seminário de Biogeografia em aldeia indígena integrou pesquisada UFSB sobre Arquitetura Vernacular no Sul da Bahia

A equipe liderada pela professora Sílvia Kimo Costa, responsável pela pesquisa “Arquitetura Vernacular habitacional como expressão ambiental e cultural no litoral Sul da Bahia”, realizou uma ação de educação ambiental junto à comunidade indígena participante. Intitulada “Arquitetura Vernacular Tupinambá: do solo à Bioconstrução – Uma ação de Educação Ambiental na aldeia indígena Itapoã Tupinambá de Olivença, Ilhéus, Bahia”, a atividade compreendeu encontros com aulas expositivas ofertadas a estudantes de turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) sobre solos e um evento de compartilhamento do aprendizado em sala de aula para toda a comunidade da aldeia. O evento ocorreu em novembro de 2019 e a experiência deve ser tema de um artigo, conta a professora Sílvia.

O tema do projeto é a Arquitetura Vernacular, que é “aquela cujo processo construtivo de edificações envolve a extração e utilização de materiais oriundos dos recursos naturais locais, assim como estratégias arquitetônicas bioclimáticas intuitivas. A construção ocorre de maneira coletiva e o conhecimento ‘do construir vernaculamente’ é passado de pai/ mãe para filha/ filho através das gerações”, como explicou a professora Sílvia em uma notícia sobre a arquitetura vernacular praieira. Nesse sentido, pode-se falar de arquiteturas vernaculares como geografica e culturalmente localizadas, constituindo tradições ligadas a comunidades espacialmente delimitadas, e que usam os recursos materiais disponíveis no local e técnicas específicas para as construções.

A líder da pesquisa, professora Sílvia Kimo Costa, apresenta essa etapa do projeto.

 


De que trata a pesquisa?

A pesquisa trata da ação de Educação Ambiental intitulada Arquitetura Vernacular Tupinambá: do solo à Bioconstrução, vinculada à pesquisa-ação Arquitetura Vernacular habitacional como expressão ambiental e cultural no litoral Sul da Bahia que vem sendo desenvolvida desde 2016. As atividades da ação pautaram-se no Protocolo de aprovação CONEP 2.552.460/ 2018.

A ação de Educação Ambiental ocorreu durante o segundo semestre letivo de 2019 e objetivou compartilhar com as/os discentes das turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), da aldeia indígena Itapoã Tupinambá de Olivença, o conhecimento referente ao tema “solo”. A ação foi idealizada no Componente Curricular Geografia.A idealizadora da ação foi a professora Vanessa Rodrigues, mulher indígena, bacharel em Geografia e discente do Mestrado em Ensino e Relações Étnico – raciais (PPGER/ UFSB), além de integrante da equipe de pesquisa envolvida no projeto.

A metodologia compreendeu a discussão do tema solo a partir do relato de cada discente no processo de construção em mutirão das habitações; aulas expositivas abordando a literatura técnico-científica sobre o assunto e um “Seminário de Biogeografia” que objetivou compartilhar as atividades desenvolvidas em sala de aula com toda Comunidade.

Qual a contribuição dos resultados obtidos da ação para o avanço da Pesquisa?

A ação surgiu da constatação de que o conhecimento sobre o “solo” vem sendo adquirido intuitivamente pelas/os discentes quando participam do processo de construção das habitações em Pau-a-Pique na aldeia.

A construção em Pau-a-Pique na aldeia Itapoã Tupinambá de Olivença é imprescindível para a manutenção do processo cultural e ambiental de construção em mutirão. Além disso, a técnica bioconstrutiva é uma referência de construção vernacular sustentável do ponto de vista sócio-econômico-ambiental e cultural, pois apresenta baixo consumo de energia associado; é constituído por materiais naturais e recicláveis; apresenta conforto térmico decorrente da baixa condutividade térmica e provoca baixo impacto ambiental no ecossistema local.

 

Como foi feita a ação?

A ação compreendeu duas etapas:
1ª Etapa: “O que aprendemos na aldeia”
Essa etapa compreendeu a discussão do tema solo e seu uso na construção das habitações da aldeia a partir do relato de cada discente.

2ª etapa: “O que a literatura técnico-científica tem a nos ensinar”
Essa etapa compreendeu aulas expositivas e discussão com base na literatura técnico – científica sobre o tema solo e sobre o processo bioconstrutivo do Pau-a-Pique.
Após as atividades desenvolvidas em sala de aula, a turma de discentes (EJA) foi dividida em dois grupos e cada grupo confeccionou uma maquete de habitação construída em Pau-a-Pique utilizando os materiais naturais disponíveis no local.

Por conseguinte, as atividades foram apresentadas a toda comunidade por meio do “Seminário de Biogeografia” nos dias 18 e 19 de novembro de 2019. No dia 18 foram apresentados os conteúdos discutidos com as/os discentes durante as aulas. No dia 19 foram apresentados os resultados das oficinas de Bioconstrução, que ocorreram na aldeia entre os meses de agosto e novembro de 2019.
O seminário contou ainda com a participação de profissionais das áreas de Arquitetura e Engenharia Civil (que trabalham com Bioconstrução), para compartilhar procedimentos que aprimoram a técnica bioconstrutiva do Pau-a-Pique, com enfoque na melhoria da resistência da argamassa de “barro”. :: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia