WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia embasa sesab bahia


Maio 2020
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  






:: maio/2020

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) 60 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) OBRIGADO MEU DEUS, POR MAIS UMA VITÓRIA

3) COMO É DOLOROSO PERDER UM AMIGO!

4) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS: Edição 764 – ANO XVI Nº 40 – 29 de maio de 202

VIVER EM DOIS SÉCULOS

(Livro no prelo, fruto da quarentena Covid-19)

RESUMO

O Autor viveu 63 anos no século passado e continua pelo mesmo caminho, já percorridos 20 anos do relógio do tempo.

Por este ângulo, foi beneficiado na sua formação, facilitando-lhe analisar e tirar proveitos das coisas boas e más, de um e do outro século, incluindo a revolução tecnológica e as mudanças comportamentais.

Se por um lado, o livro objetiva relembrar aos mais velhos e informar aos mais novos, tempos idos, com paradigmas consentâneos aos conhecimentos da época, pelo outro tenta analisar as alterações provocadas pela rápida evolução tecnológica dos últimos 30 anos, para o bem ou para o mal da sociedade do novo milênio.

De um século pacato, eivado de princípios rígidos na educação doméstica e no comportamento feminino, pulou-se abruptamente para um modus vivendi, no qual os pais passaram de impositivos a submissos aos filhos e as mulheres derrubaram tabus, mas se esqueceram dos efeitos colaterais.

Nos campos da TI (Tecnologia da informação), Agricultura e Medicina, os avanços da Ciência foram extraordinários, alterando, por um lado, todos os manuais de convivência humana e, pelo outro, melhorias na qualidade de vida.

Entretanto, nem sempre a tecnologia resultou em benefícios plenos para a sociedade, ou por má utilização ou por provocar desempregos, sobretudo nas camadas de trabalhadores com baixa escolaridade.

Finalizando, o autor conclui que a sua vivência privilegiada nos dois séculos, exigiu, por um lado, jogo de cintura para se adaptar às mudanças requeridas ante aos choques de geração; e, pelo outro, proporcionou uma aprendizagem constante para lhe equilibrar entre o passado e o presente. Ele espera, portanto, que o prezado leitor se situe no seu TEMPO.

:: LEIA MAIS »

Governo do Estado abre 40 novos leitos na região norte para Covid-19​

Mais de R$ 6,7 milhões serão investidos pelo Governo da Bahia na contratação de 40 leitos dedicados ao coronavírus (Covid-19) na região norte do estado. O Hospital São Pedro, no município de Remanso, fortalecerá a rede assistencial na região com 10 leitos de terapia intensiva (UTI) e 30 clínicos.​
Na avaliação do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, “o governador Rui Costa tem feito um esforço enorme para ampliar e descentralizar o atendimento aos pacientes mais graves com o diagnóstico positivo para Covid-19″.
Desde o início da pandemia na Bahia foram abertos mais de 1,7 mil leitos em todo o estado, sendo a maioria no interior. Somente os municípios de Juazeiro e Remanso totalizam 79 leitos, sendo 20 de UTI e 59 clínicos.
Fonte: Ascom/Sesab

VEÍCULO FURTADO NO ESPÍRITO SANTO É APREENDIDO NO SUL DA BAHIA

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na madrugada desta sexta-feira (29), na BR 101, em Gandu, um automóvel MMC/ L200 que possuía registro de furto. A ação aconteceu durante fiscalização da Operação Tamoio na altura do quilômetro 369 da rodovia.

Equipe da PRF realizava policiamento ostensivo, quando deu ordem de parada a caminhonete, com placas aparentes de Itapé. Inicialmente, foram solicitados os documentos de porte obrigatório do motorista e do veículo.

Durante fiscalização nos elementos de identificação veicular, os agentes federais constataram que se tratava de um clone, pois o veículo original, placas de Bom Jesus do Norte (ES), possuía ocorrência de furto conforme registro efetuado em março/2018 no município capixaba de Cachoeira do Itapemirim. Para não levantar suspeitas e tentar ludibriar fiscalizações da polícia, as placas originais foram trocadas por outras de um caminhão com características semelhantes.

O motorista, que é natural de Valença, alegou que pegou o veículo emprestado com um amigo. Disse ainda que já utilizou o carro em outras oportunidades e costuma circular na região de Tancredo Neves e Gongogi. O veículo, o motorista de 55 anos, o CRLV foram apresentados na delegacia da Polícia Civil de Gandu. O crime de receptação está previsto no art. 180 do Código Penal Brasileiro.

ITABUNA REGISTRA 820 CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19

Itabuna registrou, nesta quinta-feira, 28, 820 casos confirmados de Covid-19.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, 3598 casos foram notificados/exames coletados e 2297 casos foram descartados.

O boletim indica ainda, que 439 pessoas estão aguardando resultado, 483 aguardando a coleta e 1691 pessoas estao em monitoramento/ isolamento social.

22 pessoas estão internadas em leito clínico e 11 pessoas em UTI, 227 pacientes estão curados. Trinta e quarto pessoas morreram.

Pesquisadores inventam curativo com ação bactericida na Bahia

Tecnologia, que ganhou patente este ano, possui baixo custo de produção e poderá ser usada para fabricar curativos inteligentes
Em meio a era dos aparelhos “inteligentes”, como smartphones, smart TV, academias smart, entre outros, um pesquisador da Bahia resolveu direcionar a tecnologia aplicada à química para criar curativos inteligentes. A ideia surgiu nos laboratórios da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), nas unidades Juazeiro e Petrolina, sob a coordenação do pesquisador Helinando Oliveira, que utilizou um sistema de fibras para adicionar uma substância chamada ácido úsnico. A novidade é que o tecido aplicado sobre a pele libera aos poucos o composto químico, inibindo o crescimento e a propagação de bactérias ao mesmo tempo em que protege o ferimento.
De acordo com o coordenador da pesquisa, o objetivo é simples. “Imagine que você tem um ferimento e em vez de você aplicar uma grande quantidade de medicamento em cima dele, você vai colocar uma quantidade que vai ser liberada aos poucos pelo tecido. Temos também um diferencial inovador que é direcionar esta substância que não é tão comumente aplicada em ferimentos bacterianos. Ou seja, a “cura inteligente” é formada por uma reposição medicinal em um processo diferente e eficaz”, destacou.
Helinando diz que muitos curativos costumam adicionar uma grande quantidade de um fármaco e aplicar um tecido em cima, enquanto o projeto busca tratar as lesões cutâneas de maneira diferente. “Como um curativo inteligente, o ácido úsnico que foi adicionado nas fibras será liberado aos poucos e assim inibe com mais eficácia a proliferação de bactérias, em vez de o usuário precisar ficar trocando o tecido e reaplicando o medicamento com mais frequência”, explicou. Além disso, o pesquisador comenta sobre a inspiração para criar o projeto. “A ideia surgiu quando dois grupos de trabalho se reuniram, um que já atuava com a linha de antibacterianos e o outro com a produção de fibras. Observamos que materiais em alta concentração são tóxicos, então seria preciso aplicá-lo em menor quantidade e a forma de conseguir isso é inserindo o ácido úsnico dentro de uma matriz polimérica, como se você estivesse ensacando-o, protegendo para ser liberado aos poucos”.
O projeto foi desenvolvido em 2014, durante a pós-graduação do estudante Evando Araújo, atual professor do colegiado das Ciências dos Materiais, mas foi só recentemente, que o produto ganhou sua patente e se tornou título de propriedade, que é concedido às soluções inovadoras que possuam aplicação industrial para combater determinados problemas, pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), órgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. “Ter sido finalmente patenteado abre espaço para outros projetos similares darem continuidade. Atualmente estamos trabalhando com um sal do ácido úsnico para melhorar o desempenho e diminuir a toxicidade do produto. Assim, ele ficará ainda mais eficiente e mais barato do que o curativo antecessor”, disse Helinando.
Testes em laboratório já comprovaram a eficácia do produto. A próxima etapa é testá-lo em humanos. “Estamos trabalhando para criar um curativo que possa ajudar toda a população, inclusive diabéticos. Enquanto o curativo está protegendo o ferimento ele também está liberando um fármaco controlado para inibir crescimento e contaminação da bactéria que poderia gerar infecções e piorar o quadro do indivíduo”, concluiu. O trabalho contou com apoio de Mateus da Costa e Carolina Machado, professor e ex-aluna da Univasf, respectivamente, além de Eugênia Pereira e Nicácio da Silva, ambos pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
Bahia Faz Ciência
A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) estrearam, no dia 8 de julho, o Bahia Faz Ciência, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias serão divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estarão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail [email protected].

Sesc comemora a Semana Mundial do Brincar este ano pela internet

A Semana Mundial do Brincar é uma iniciativa que tem por objetivo principal ressaltar a importância do brincar na sociedade e a necessidade de preservar esse tempo na infância, liderada pelo movimento Aliança Pela Infância e que conta com o apoio do Sesc. Este ano, devido ao isolamento social em decorrência da pandemia de covid-19, a programação de atividades educativas e de lazer vai ser realizada pela internet através de vídeos e transmissões ao vivo (live).

O tema desta edição é “Brincar entre o Céu e a Terra”, destacando a importância de cultivar a imaginação e o devaneio da criança, estimulando, assim, que a criatividade faça parte da sua interação com o mundo.

A programação segue até domingo, com brincadeiras e jogos sobre diversos temas, como ciência, corpo e movimento, brincadeiras para bebês, para idosos, entre outras. Serão publicados vídeos diários com este conteúdo a fim de incentivar o brincar, possibilitando este momento lúdico para toda a família, e não apenas para crianças! Confira a proposta do projeto no site da Aliança para a infância em: http://aliancapelainfancia.org.br/. O conteúdo local está sendo publicado nos perfis do Sesc Bahia no Instagram (@SescBa), Facebook (SescBahia) e YouTube (www.youtube.com/SescBahiaOficial).

Segue, abaixo, a programação:

 

24 de maio (Domingo)

Tema: Brincadeiras antigas (jogo da velha/ cinco Marias/ acerte o alvo)

 

25 de maio (Segunda)

Tema: Brincadeiras científicas (dança das cores/ afunda x não afunda/ enchendo balões num passe de mágica)

 

26 de maio (Terça)

Tema: Brincadeiras para bebês (teatro de fantoches para bebês)

 

27 de maio (Quarta)

Tema: Brincadeiras para idosos (“ball pool” caseiro/ludo/ “twister” de mesa)

 

28 de maio (Quinta)

Tema: Brincadeiras do corpo/movimento (espelho de movimento/bate mãos/dança dos pais x dança dos filhos)

 

29 de maio (Sexta)

Tema: Brincadeiras com arte (fantoches/baú imaginário/ cozinhar é uma arte: receita da vovó)

 

30 de maio (Sábado)

Tema: Igualdade x Equidade (boliche/bolinhas de sabão)

 

31 de maio (Domingo)

Tema: Charadas e Desafios (desafio do dominó/charadas/ e como estão os dentes?)

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) 60 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) ÓTICA CRUZEIRO, 46 ANOS.

3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

É PRECISO ALCANÇAR A CURA

Por Gustavo Kruschewsky

´

Sabe-se que não são apenas as gripes historicamente que ceifam vidas! A fome, o alcoolismo, a aids, as relações conflituosas familiares, doenças cardíacas, depressão, outras morbidades e causas múltiplas que poderiam ser evitadas no seu nascedor, além da falta de informação, mormente da massa e de muitas pessoas do povo, que não sabem e nem se interessam a fim de definirem quais são os caminhos fundados justos e razoáveis para se ter uma sociedade moderna e de efetivo sucesso em vários campos sociais.

Conforme historiadores lá se vão mais de um século que a virulenta “gripe espanhola” abateu MATANDO milhões de seres humanos em derredor do mundo. Gripe contagiosa que teve a sua propagação dividida em determinados meses dos idos de 1918, 1919 e em certos países em 1920, oscilando em baixos e altos casos que levaram à morte de muitas pessoas.

A semelhança da “gripe espanhola” com a COVID 19 é impressionante no tocante às condições precárias mormente ou não de locais onde as pessoas moram. Havendo aglomeração o contágio passa rapidamente de uma pessoa infectada para várias outras ao seu redor, através da tosse, do expirro ou até mesmo o infectado falando – liberando gotículas – atingindo outras pessoas que estão por perto.

Mas, Vários profissionais da área da saúde preconizam que para uma pessoa morrer ou viver infectado pelo corona vírus, em tese, depende muito da fragilidade ou da saúde do corpo. Porque esse vírus, segundo estatística, não tem elevado poder de agressão posto que de uma população que ele contamina apenas pouco mais de 20% desenvolve a doença levando a óbito. Segundo informações médicas, deve-se aumentar a imunidade, ter uma boa alimentação, ter morada digna, beber muita água, tomar banho de sol, descansar o corpo e a mente, evitar relações tóxicas, ingerir pouca quantidade de açúcar e fazer atividade física.

Sem medo de errar, a população carente e sem condições financeiras e habitacionais está mais suscetível ao contágio e óbito por essa doença porque pelas condições de vida a sua IMUNIDADE baixa consideravelmente. Porém todos, sem exceção, devem seguir todas as regras previstas pela OMS, Ministério da Saúde e das Secretarias de Saúde do seu município a fim de combater o COVID 19.

Um excelente aprendizado trazido pela “gripe espanhola”, que a grande maioria dos países aderiu, acometidos pela COVID 19, foi o uso da máscara nas pessoas cobrindo a boca e o nariz, a fim de evitar o contágio da doença, considerando que o vírus se hospeda no ser humano inicialmente nas vias respiratórias. No tocante a essa PANDEMIA que se está amargando na atualidade, preconiza-se também que se evite cumprimento de aperto de mãos entre as pessoas.

A ordem, para não ser infectado pela COVID 19, para colocar máscaras, evitar aglomeração, ficar em isolamento social, evitar apertos de mãos – porque a outra pessoa pode estar infectada – e sempre higienizá-las, coincidentemente, leva-se a associar que é um castigo da própria natureza para que as pessoas sintam a falta e passem a refletir “da força de um cumprimento” e do “aperto de mão do amor Cristão”. Evitar aglomeração ficando em isolamento social – FICAR EM CASA – é para as pessoas cuidarem “da língua para apenas abençoar os irmãos entre si, guardando a língua do mal e os lábios da falsidade”. E finalmente aprenderem que é “preciso colocar freios na boca” com o uso obrigatório de máscaras.

Todas essas orientações emergem da Bíblia Sagrada desde priscas eras e a humanidade, em quase sua totalidade, até hoje não aprendeu, faz tudo ao contrário. Mais ainda há tempo! Logo, exercitar todos esses ensinamentos diariamente é a CHAVE DO SUCESSO PARA SE ENCONTRAR A CURA PESSOAL. Assim chega-se ao sucesso.

Aprendendo-se a lidar bem com Deus, consigo mesmo e com o próximo, as catástrofes, se surgirem, serão amenas. Portanto, o cumprimento hoje, dirigindo-se a qualquer pessoa, deve ser: CURE-SE! Porque, quem busca a CURA está efetivamente CUIDANDO da sua ALMA. E a CURA da alma é o bastante para a gente viver em harmonia com as pessoas.

DEUS CONOSCO.

Defesa Civil de Ilhéus alerta sobre tempo instável e chuvas nos próximos dias

A previsão do tempo para os próximos dias em Ilhéus é de chuva, conforme comunicado emitido pela Defesa Civil do município. Está previsto para hoje (19) volume de 20 milímetros e cinco milímetros na quarta-feira (20).

A Prefeitura informa que as fortes chuvas ocorridas na noite de segunda-feira (18) provocaram transtornos em alguns bairros da cidade. A equipe da Defesa Civil atendeu às ocorrências nos altos do Cacau, da Soledade e Aureliano. Os eventos vão desde deslizamentos de terra, rachaduras até destruição de telhados.

Em apenas cinco horas foram registrados 20 milímetros de chuva. No entanto, não houve desabrigados. Em vistoria realizada na tarde desta terça-feira (19), a equipe notificou mais dois casos de deslizamentos nos altos do Basílio e da Legião.

Segundo Lorena de Assis, coordenadora da Defesa Civil, todas as famílias já foram devidamente acompanhadas e os problemas identificados.

O órgão informa que na ocorrência de possíveis eventualidades, a população pode entrar em contato através dos números (73) 98836-2753 (WhatsApp) ou (73) 98178-2255 (Defesa Civil de Ilhéus).

Transmissão do coronavírus é dez vezes menor em Ilhéus esta semana

A taxa de crescimento da transmissão do novo coronavírus no município de Ilhéus é dez vezes menor nesta semana, de acordo com informações reveladas por estudos epidemiológicos realizados pela secretaria municipal de Saúde (Sesau). A atual redução do aumento do número de infectados, faz com que a curva do nível de infecção fique abaixo da capacidade de atendimento, conforme a quantidade de leitos clínicos e de UTI disponíveis no município. Esse cenário resulta das medidas adotadas pela Prefeitura de Ilhéus para conter o avanço da contaminação na cidade.

Os dados dos estudos mostram que o percentual de transmissão está em torno de 3% atualmente em Ilhéus, informação também anunciada pelo Prefeito Mário Alexandre nas redes sociais.

Foi por volta do dia 22 a 23 de abril que o pico da transmissão aconteceu em Ilhéus, com aproximadamente 30% no aumento do número de contaminados. A continuidade do controle do coronavírus na cidade está diretamente associada aos cuidados e prevenção praticados por todas as pessoas, como o uso das máscaras de proteção, uso de álcool gel 70%, lavagem correta das mãos com água e sabão por pelo menos vinte segundos e o distanciamento social de pelo menos 2 metros entre uma pessoa e outra.

O prefeito Mário Alexandre destaca a conscientização da população nesse momento de pandemia. “De acordo com a pesquisa feita, 97% da população de Ilhéus faz o uso das máscaras. Essa disciplina é muito importante, pois ficou demonstrado que se todos utilizam a máscara de proteção, a possibilidade de contaminação é baixa, 1,5%. O melhor remédio ainda é a prevenção”, destacou o gestor, que também é médico.

Startup baiana desenvolve projeto para diminuir calor em ônibus de Salvador

Com um sistema preocupado com o meio ambiente, o projeto é uma alternativa sustentável para melhorar a qualidade da viagem dos passageiros

“Um dia eu estava dentro do ônibus a caminho de casa, no meio da BR e estava chovendo muito. Com o ônibus fechado e lotado, algumas pessoas começaram a passar mal devido ao ar abafado e criou-se uma situação caótica. Foi quando eu pensei: preciso arrumar uma solução para isso”. O relato do estudante de Engenharia Mecânica do Instituto Federal da Bahia (Ifba), Leonardo Santiago, mostra como surgiu a ideia para criar o projeto ArejaBus, que utiliza um sistema híbrido de ventilação, através da própria movimentação do ônibus, a fim de promover a qualidade do ar. A solução tecnológica e sustentável visa diminuir o calor nos transportes públicos de Salvador e melhorar a qualidade de vida dos passageiros, ao mesmo tempo que diminui os índices de poluição.

A tecnologia criada por Leonardo promete mudar a realidade enfrentada pelos passageiros Brasil afora. O estudante explica, de forma simples, como a ideia funciona. “Quando o vento passa ao redor do ônibus, aciona o dispositivo que fica na parte superior e faz a exaustão do ar quente que existe no ambiente. Além disso, a entrada do ar fresco é realizada pelas janelas, dessa forma, temos entrada e saída de ar. Basicamente essa é a estrutura que criamos para diminuir o calor, entretanto, há algumas situações como engarrafamento, dias chuvosos, entre outras, que poderiam pôr em risco a efetividade do nosso produto. Para isso, pensamos em diferentes soluções para cada um desses obstáculos. Utilizamos pequenas venezianas que são adaptadas para impedir que a água da chuva entre pela janela e, em casos de engarrafamento, quando o ônibus está parado e não pode gerar a ventilação, há um sistema eletrônico embarcado que aciona um exaustor elétrico, presente nos ônibus, garantindo a renovação de ar a todo momento.”

O estudante explica que o ArejaBus só vai consumir energia quando for estritamente necessário, diferente dos sistemas de ar condicionado. “Por mais que este equipamento promova um ótimo conforto, ele possui um alto custo financeiro. Em média, manter um ar condicionado em um ônibus custa entre R$ 30 e 40 mil a mais do que os veículos sem o equipamento. Além disso, cada Km rodado com o ar ligado custa cerca de 35 centavos, em comparação ao nosso protótipo, que o custo é de 1 centavo.” Leonardo também acredita que com este novo projeto pode haver redução na tarifa de ônibus. “O custo com ventilação reflete na tarifa. Com uma possível redução, pode haver diminuição no valor das passagens, ao mesmo tempo em que a qualidade do transporte público melhora. Isso impacta principalmente na população de baixa renda, que mais utiliza transporte público, e além de economizar com a passagem, poderá ter mais conforto durante a viagem”, destacou.

Para o idealizador do projeto, a experiência diária nos coletivos da capital foi primordial para o surgimento do ArejaBus, visto que o tempo médio que ele gastava para chegar aos principais destinos de sua rotina era de cerca de 1h, saindo de sua residência localizada em Paripe. “Em 2015, quando ingressei no ensino superior e já tinha o anseio de diminuir o calor dos ônibus que incomodava diversos passageiros, dei início ao projeto. Mas ele só ganhou forma em meados de 2018, no programa Hotel de Projetos do Ifba, quando foi possível dar entrada na patente e desenvolver a parte tecnológica do produto”, disse.

Pedro Rocha, que também faz parte da startup, afirma que a intenção é levar o produto para todo o Brasil. “Temos um grande diferencial que é a sustentabilidade ao nosso favor. Com a instalação do ArejaBus em transportes públicos de todo o país, esperamos reduzir o nível de CO2 e colaborar com a qualidade do ar. Além de tudo, é possível gerar uma grande economia de energia, visto que o sistema de ventilação tradicional que já existe não suporta ônibus muito cheios e acaba sendo benéfico somente para quem se posiciona embaixo dele.”, ressaltou.

O Projeto está em fase de testes e prototipagem e foi pré-incubado no Hub Coletivo, da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, através do edital Desafio Coletivo. “Essa oportunidade ajudou muito a modelar melhor nosso produto e torná-lo mais viável. Também firmamos uma parceria forte com o pessoal da Integra, para testar a tecnologia em Salvador. Futuramente queremos formar parcerias com fabricantes e levar esse produto às empresas para que possa, enfim, chegar até a população”, comentou Marília Bortolotto, membro da equipe que desenvolve o trabalho.

O quarto integrante do grupo, João Queiroz, engenheiro mecânico formado pelo Ifba, conta que os testes foram interrompidos devido à pandemia, mas voltará a acontecer assim que for possível, pois testes realizados em laboratório já comprovaram a eficácia do produto. “Dentro do cenário atual pandêmico da Covid-19, inclusive, nosso projeto é bastante útil por promover a ventilação do espaço. Já foi comprovado que ambientes fechados, como ocorre em um ônibus com ar condicionado, por exemplo, pode ser um ambiente propenso para proliferar doenças. Nosso produto faz renovação do ar e torna o ambiente mais seguro para os passageiros ao diminuir o risco de contágio pelo ar”, concluiu.

Bahia Faz Ciência

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) estrearam, no dia 8 de julho, o Bahia Faz Ciência, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias serão divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estarão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail [email protected]





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia